7/22/14

#civiliansunderfire



#CiviliansUnderFire Join our call to Israel and armed Palestinian groups to ensure the safety of all civilians.
Write the word STOP (in Hebrew מספיק or in Arabic كفى) on the palm of your hand or a translation of this word into your own language, and post a photo here using the #CiviliansUnderFire. Thank you 
(#AmnestyInternational)

7/2/14

Como se faz um lápis Viarco?

6/30/14

Exposição Martelinhos São João - 2014 - Porto

Até dia 3 de julho apareçam na Exposição de Martelinhos de São João para ver todas as 139 propostas concorrentes. Além dos projectos 3D há projectos em 2D e video. A Exposição encontra-se no Palácio das Artes – Fábrica de Talentos, Largo de S. Domingos, no Porto, a caminho da Ribeira.

Foi a segunda vez que participei no concurso. Há três anos apresentei três propostas. Este ano apenas tive tempo para uma. 
O martelo em quilling obteve o primeiro lugar, Categoria 3D, na 3ª edição do Concurso da Fundação da Juventude, Porto. Perguntaram-me, no Porto Canal, porque tinha participado e como tinha tido esta ideia. Participei porque o concurso dos martelos já faz parte dos meus festejos do São João, está na agenda! Gosto do desafio criativo da reinvenção do tradicional martelo de plástico. Quanto à ideia, foi até muito fácil. Em março passado descobri o quilling (ou filigrana de papel)  e agendei que lá para o verão havia de experimentar. Quando li o anúncio do concurso pareceu-me ser a técnica perfeita para elaborar uma peça. Foi realmente simples pois muitas vezes as ideias são tantas que uma pessoa se atrapalha nas escolhas e na eleição da mais adequada! Já mais complicado foi conseguir aprender e elaborar o martelo no espaço de uma semana, o tempo que tinha disponível. Depois de ter feito o desenho, comecei a cortar as fitas e a enrolar as peças - na sua construção foram cortadas, enroladas e coladas cerca de 650 fitas de papel. O martelo incorpora os símbolos do São João - manjericos, um fogareiro com sardinhas a assar, o alho porro, um pequeno martelo e um balão, além do santo popular. As cores dominantes são verde-manjerico e azul-douro por razões óbvias! Escolhi esta técnica porque queria obter um produto final popular. O martelo remete claramente para as decorações sanjoaninas, muitas delas feitas em papel, e ainda para o floreado do ferro que adorna tantas varandas e portas da cidade do Porto, sem esquecer, também que a filigrana (mas em metais nobres) é uma arte tradicional no norte do país. 
Sem dúvida inspirado pela minha paixão pela cidade do Porto, dedico a quem sabe do que falo! Além disso, e até mais do que o Natal, que acontecia num mês chuvoso e escuro, já em miúda o São João já era a minha festa favorita. Em Braga, onde passei a infância, também se festejava pela noite dentro. O que eu gostava no São João nessa altura é o mesmo que hoje: a transfiguração da rua num espaço de festa. Para o ano há mais São João e vamos a ver se pelo menos uma nova ideia para participar neste concurso criativo!













6/27/14

Portugal no Mundial de Futebol 2014


Antes

  

Depois

 

6/15/14

Tendas instantâneas para a praia


O que acham vocês dos abrigos da Decathlon? A ficha técnica diz que uma das vantagens destas tendas é a facilidade da montagem, - que é instantânea, - e a desmontagem, - nada mais é do que dobragem, - que leva 15 segundos. Diz ainda que o tecido do duplo tecto filtra os UV com IPS de 30 e que pesa 1,1 kg. E que quando se transporta, fechada, tem a forma de um disco plano de 56 cm de diâmetro, um bom formato para carregar. Observem a limpeza com que os dois simpáticos do video demonstram tudo isto. Muito fixe, não vos parece? 

De há uns anos a esta parte comecei a ver tendas Quechua nas praias e a pensar em adquirir uma. Mas eram raras e eu interrogava-me porque é que um artigo tão curioso não se tornava viral. Seriam pequenas demais? Faria muito calor lá dentro? Aguentariam a nortada característica aqui da costa? Na Figueira o pára-vento é quase sempre indispensável o que obriga a carregar dois trastes: um chapéu de sol e um pára-vento. Carregar coisas não é o meu forte e por isso a tenda da Quechua começou a tornar-se muito apetecível. Mas os anos têm passado e eu continuo fiel aos dois trastes velhos. 

Hoje, quando cheguei à praia, havia pelo menos três destas tendas coloridas já montadas. Enquanto lá estive não vi mais ninguém chegar com elas mas vi um casal com duas crianças deixar a praia com uma. Além da tenda eles ainda carregavam o tradicional chapéu de sol. Observando a cena era fácil perceber que devem ter adquirido a tenda para os  miúdos. Se bem que nenhuma criança pare muito tempo no mesmo sítio, regra geral o que todas querem é brincar com a água ou com a areia, ou com a bola, o facto é que as  duas crianças até podiam brincar dentro dela protegidas do sol.   

Enquanto umas famílias fazem de tudo para proteger as crianças do sol, outras levam bebés de colo para a praia. Isso sempre me causou uma grande inquietação. Que prazer é que um bebé minúsculo pode tirar daquela caloraça? Vai molhar o pézinho? Não tem tempo para o fazer quando já conseguir dar dois passitos sem cair? Qual é a urgência, senhores? Hoje havia um casal - que nem chapéu de sol tinha, - a dormitar ao sol no areal, com o bebé enrolado na toalha de praia, tipo o menino Jesus a dormir na manjedoura, estão a ver? O pai de um lado, a mãe do outro, e à cabeça o irmão mais velho, noutra toalha. Uma toalha fazia de cama, a outra fazia de chapéu-de-sol. Conseguem imaginá-lo enrolado na toalha como num casulo, a transpirar, o cabelinho colado à testa e à nuca? 

Voltando à tenda Quechua da outra família,  digo-vos, hoje é que me arrependi de não ter filmado a cena da desmontagem/dobragem da tenda instantânea que a promoção da Decathlon diz que se faz em 15 segundos. Faz-se mas é preciso saber como se faz. Eu já estava com pena daquele papá. Não foram 15 segundos, aquilo foram antes uns quase 15 minutos antes dele desistir e amarfanhar a coisa de qualquer maneira, debaixo do braço. Foi hilariante! Por mais voltas que ele desse à tenda, ela parecia ter vida própria, encontrava sempre forma de o contrariar, de se expandir e de impor a sua vontade! Ele não desistia facilmente, não senhora, tentou diversas abordagens, da frente para trás, de trás para a frente, dobrava por aqui, dobrava por ali. Para tornar a tarefa mais complicada o vento estava a soprar com força e em alguns momentos ele lembrava aqueles praticantes de kitesurf, os braços erguidos no ar, a tenda laranja enfunada, estava a ver quando é que o papá levantava voo!  A filha veio ter com ele trazendo o saco circular na mão e entregou-lho. Evidentemente que a coisa amarfanhada não cabia dentro do saco circular. Foi quando ele desistiu. Desconfio que aquela tenda ainda acaba no OLX logo mais pela noitinha. Não me ocorreu ir ter com ele, oferecendo-me para a comprar. Talvez que naquele momento de frustração o papá até me tivesse feito um preço de amigo!

E lá estive novamente a escrever sobre a praia. Mas é só hoje, pois amanhã já é segunda-feira, já lá não irei, e no próximo fim-de-semana estarei no Porto. Aturem-me. A saga com o protector solar - o de corpo - continua. Como hoje não tomei banho de mar e ainda não há chuveiro instalado, regressei a casa a sentir-me um leitãozinho alaranjado. Mas o protector que escolhi para o rosto está-se a mostrar uma boa compra, sublime até. É factor 50, estou até com receio que acabar o verão com um corpo de bronze e uma cara pálida! A ver vamos.

6/14/14

Inaugurada a época de banhos na Figueira da Foz



Hoje, sábado, a praia estava cheia de gente embora pelas fotos não pareça nada, pois não? É que a praia da Figueira é um pouco como o estádio Corinthians durante a cerimónia da inauguração do Mundial de Futebol - tem tanto espaço que por mais gente que lá esteja, parece que não está lá ninguém. E também tem bola, é a tradicional bola da Nívea, na zona da praia do Relógio. Há que caminhar e caminhar até bem perto do mar e então aí sim, lá nos encontraremos a lagartar ao sol, ou a formigar na areia molhada, a apanhar ondas.

O site do Instituto do Mar e da Atmosfera indicava 31º graus de máxima para a Figueira da Foz e se os termómetros não chegaram até aí, decerto andaram bem perto. Uma caloraça, hoje de tarde, uma caloraça! A areia estava tão quente que devia dar para assar castanhas! E um casal a ir até ao mar com uma criança pela mão, para a cerimónia do "molhar o pézinho", mais ou menos o equivalente do baptismo do navio com champanhe, - só que o navio é baptizado uma vez apenas, a molha do pézinho renova-se todos os anos - e a criança, de chapéu e tshirt, mas de pé nu, a balbuciar qualquer coisa imperceptível, mas que bem podia ser ó gaja, tu não vez que estou a fritar os pés? E que tal se me levasses ao colo? De nada serviu. Quando o macho percebeu que a fêmea e a cria estavam a ficar para trás retrocedeu e veio ajudar, agarrando a cria ao colo, desta maneira galante salvando os pés mimosos da pequena de um valente escaldão! 

E o vento a soprar morno! Se há coisa que gosto é estar na praia com ventinho morno a soprar! De outras coisas eu não gosto mesmo nada. Uma, é roupa que larga tinta quando a lavamos, outra é protector solar que larga tinta. Este ano escolhi mal, já me arrependi de ter trocado o certo pelo incerto. Andei a ler os rótulos de meia dúzia de produtos solares, a tentar eliminar os que me pareceram conter porcarias nocivas, e acabei por escolher um produto que mais parece ter sido criado para o body-painting!!! Mas acham que eu desejo apoiar a seleção da Holanda ou quê? Espalho aquilo na pele e fico às riscas côr-de-laranja!! Além do efeito cromático na pele, o pigmento cola-se ao bikini e à roupa que visto. Quando chego a casa é ver a roupa a deitar tinta laranja no tanque...Acho que vou passar a aplicar com toda a generosidade pois quanto mais depressa chegar ao fim, melhor! Acabo de descobrir o spot publicitário no Youtube, - felizmente com comentários desactivados - a linda Cláudia Vieira a dizer maravilhas da mistela protectora. Será que a marca tem serviço pós-venda? O que me diriam se eu contactasse? "Ah, mas ó minha senhora, na pele da Cláudia Vieira isso não acontece!" -  É verdade, ela tem um aspecto tão limpinho no anúncio, tem o aspecto de quem não aplicou nada, nada mesmo na pele. "-Vai ver que é a sua pele de lagarto que faz uma reacção anómala!" Pfff...

Consegui resistir à tentação que na boca do vendedor pregoeiro é "bola de berlim com creme ou sem creme, bolas com creme, creme sem bolas, ora bolas", mas daí a pouco passou uma senhora a oferecer queijadas e pastéis de Tentúgal e a gula apertou, que doçura de assédio! Eu gosto tanto das queijadas de Pereira, bem mais do que dos pastéis! Levantei-me e fui comprar uma garrafa de água para enganar o meu crescente desejo por doces, - uma pessoa não é de ferro, pois, é mais gordurinhas localizadas...- e saciar a sede, pois com tamanha brasa eu já me sentia a desidratar. Voltei. Daí a uns instantes até já pensava que a senhora das queijadas tinha sido uma miragem, ou não estivesse no meio do deserto, calor e só calor, e tanta areia que me rodeia ali na praia do Neptuno, onde os cães não podem entrar, somente os cães-guia, ficam desde já avisados. Ou as minhas pernas encolheram ao longo destes meses de inverno de tanta chuva  ou o areal cresceu, cresceu novamente! Isso deixa-me bem mais preocupada do que roupa e protectores solares que tingem. Que diabo, se o mar encolhe aqui, onde cresce? Algures existirá alguém a sentir-se roubado, roubado de terra. Eu apenas me sinto envergonhada de pertencer a uma raça de incompetentes que só sabem é arruinar a orla costeira. Mas, mas, nem tudo é assim tão ruim. O areal está repleto de vegetação rasteira, uma placa à entrada da praia explica que aquilo não é incúria, nem falta de verba para manutenção, parece que estamos a proteger o habitat costeiro, a contribuir para a sua recuperação e fixação das areias! Yes!

Ah, claro, também fiz questão de ir molhar o pézinho, pois sem pézinho molhado não considero inaugurada a época de banhos. Brrrr. Estava fria! Amanhã há mais.

6/11/14

Alimente um animal abandonado com o OLX 2014


Alimente um animal abandonado com o OLX, edição 2014, está em curso até 4 de Julho!Um clique vale mais do que mil palavras. Ajude-os!

1. Esta iniciativa é realizada pelo OLX (da rede FixeAds) em parceria com várias Associações, e na sequência das várias iniciativas realizadas no passado pelo Coisas.com;

2. O objectivo desta acção é proporcionar alimentação suficiente para 3 meses, para animais abandonados (cães e gatos) e ao abrigo das Associações abrangidas;


3. A acção abrange animais abandonados (cães e gatos). Todos os dados dos animais (cães e gatos), incluindo fotos e descrição foram colocados no OLX pelas respectivas Associações e são da inteira responsabilidade das mesmas;


4. Os animais abandonados (cães e gatos) a tomar parte na acção, podem por motivos externos ao OLX estar sujeitos a alterações;
5. Para participar e ajudar a alimentar, basta pressionar no botão no anúncio de um cão ou gato ao abrigo desta iniciativa;


6. Os valores dos cliques efectuados encontram-se convertidos em percentagem de modo a tornar mais fácil a sua interpretação;


7. Cada cão pode receber até 50 Kg de ração e cada gato até 25 Kg, suficiente para aproximadamente 3 meses de alimentação - que nesta época do ano em particular tanta falta faz;


8. Os resultados das votações podem ser consultados na página de ranking, onde pode encontrar a listagem dos animais abandonados (cães e gatos): 


- Os que estão próximos de receber 10 Kg de ração (cães) ou 5 Kg de ração (gatos), que corresponde a uma taça de ração;
- Os que possuem menos votos e para o qual o seu voto fará toda a diferença;


9. Pode votar num determinado cão ou gato a cada 1 hora (permitindo até dois votos por dia no mesmo animal); Caso já tenha votado num animal abandonado, pode sempre aproveitar paraajudar outros animais;


10. Se tem interesse em adoptar algum dos animais abandonados (cães e gatos) ao abrigo desta iniciativa, deverá utilizar o formulário de contacto disponível na página do anúncio. Entrando assim directamente em contacto com a Associação respectiva;


11. Esta iniciativa irá ter inicio a 2 de Junho de 2014 e fim previsto a 4 de Julho de 2014;


12. Por cada 1000 cliques no botão ou 2000 cliques no botão no anúncio do cão ou gato que pretende ajudar, é doado 1Kg de ração para o mesmo;


13. Cada Associação poderá colocar um máximo de 100 animais entre animais abandonados (cães e gatos);
14. Ao fazer clique em determinado cão ou gato, através do botão , aceita o presente regulamento;

(Informação retirada do site OLX)