9/27/11

The winged migration - documentary


Descobri no Youtube! Aproveitem para ver este magnífico documentário sobre os gansos migradores do Canadá, filme de que muita gente conhece excertos em virtude das canções e música escritas por Nick Cave e Robert Wyatt para o mesmo. Infelizmente tem locução em francês e as legendas não estão em português...mas mesmo assim vale a pena, acreditem. O filme foi rodado ao longo de quatro anos nos sete continentes. As aves foram filmadas a partir de aviões, balões, ultraleves, a maioria das imagens são aéreas, e parece que voamos com os pássaros. Eles atravessam todos os tipos de clima, muitas paisagens diferentes, cobrindo grandes distâncias num vôo que lhes garante a sobrevivência. Os cineastas rodaram mais de 590 quilómetros de filme para criar uma peça de 89 minutos. Muitas das aves foram criadas de nascença, habituadas às cameras, para garantir que o seu comportamento natural não se alterasse na presença delas...Foi nomeado para o Oscar de Melhor Documentário.O site oficial pode ser acedido aqui: http://www.sonyclassics.com/wingedmigration/index_flash.html

Passatempo Escola Dinheiro oferece IPad2 da Apple

Não me importava nada de ganhar um Ipad2 da Apple. Com o passatempo da Escola Dinheiro e da OK Online Casino é apenas uma questão de sorte. Vá lá, não diga que não tem sorte alguma, isso é o que eu digo sempre. Não custa nada. Quer dizer, custa encontrar tempo para escrever no seu blogue, mas não lhe vai custar os olhos da cara, nem precisa de queimar as pestanas. O trabalho pode compensar e vir a morder esta maçã! 

Que delícia! Mais fina, mais leve, mais rápida, é assim esta tablet. Imagine-se a navegar na internet, consultar emails, ver filmes e ler livros com esta beleza nas mãos. Não é um luxo, é o futuro da tecnologia. Não admira que todos queiram uma! O iPad 2 da Apple, modelo de 64GB 3G + Wi-Fi em cor Preto (MC775) no valor de € 799 Euros / R$ 1835 Reais é uma oferta da OK Online Casino que em conjunto com a Escola Dinheiro organiza este passatempo. Esta tablet é muito versátil e se passar a vida a navegar na internet, como eu, este é o gadget que vai transformar a sua experiência. 

Que condições precisa reunir para participar? 
  • Tem de ter um blogue ou mais, desde que não sejam blogues com temática para adultos ou mais vale começar um de novo pois se houver um cheirinho a XXX que seja no seu blogue você vai ser desclassificado!
  • Tem de escrever uma postagem no seu blogue sem limite máximo nem mínimo de palavras. Não sei se os palavrões serão admitidos ou excluídos, estava a pensar nos meus amigos do norte, muito livres no uso do vocabulário! Pelo sim, pelo não, melhor não ir por aí! 
  • O texto tem se ser exclusivo, produzido por si, para o seu blogue. Mas pode escrevê-lo em conjunto com alguém, a namorada ou o namorado, o irmão mais velho que é um craque da blogosfera e dos gadgets, o pai que é designer, a mãe que também quer a tablet e que anda sempre à procura de passatempos destes na internet! Se meter na cabeça copiar conteúdo de outros blogues isso pode conduzir à desclassificação. Esqueça essa ideia. É feio e pode deitar tudo a perder.
  • E sobre o que é que irá escrever? Leia e obedeça: 
- sobre a a promoção do Ipad2

- sobre o blogue da Escola Dinheiro onde diariamente se ensinam milhares de pessoas a ganhar dinheiro usando a internet. Já ouviu falar? Nunca ouviu falar? Se já conhece, sabe que foi fundada a 6 de Fevereiro de 2008 e que já se tornou famosa até do outro lado do Atlântico. O professor chama-se Paulo Faustino e as aulas dele são sobre rentabilização, optimização e criação de projectos de qualidade na internet. Quer saber mais sobre blogues, programas de afiliados, redes sociais e novidades da internet? É matricular-se. Posso dizer que já não sou caloira da Escola e aprendi lá algumas coisas valiosas. Se nunca ouviu falar, vai muito a tempo de conhecer pois a Escola está mais dinâmica que nunca; 

- sobre o site da OK Online Casino e os seus jogos e oportunidades únicas para quem deseja ganhar dinheiro sem saír de casa. Olhe que no Inverno até sabe bem ganhar umas patacas debaixo de tecto. Eu já conhecia, é o sítio para jogar os melhores jogos de casino on-line a dinheiro ou gratuitos, jogos como o Blackjack ou o Bacará, além de uma seleção de jogos premiados com tecnologia de última geração, tudo com excelentes gráficos 3D. Há bónus diários e muitas surpresas para os jogadores adeptos da diverão online. E é também um programa de afiliados- se não sabe o que isso é, mais uma razão para ir à Escola Dinheiro.

  • Tem de incluir no seu texto os seguintes links:

 um link para a Escola Dinheiro com o seguinte texto âncora e endereço: 
    Escola Dinheiro http://www.escoladinheiro.com/
um link para a OK Online Casino com o seguinte texto âncora e endereço: 

                OK Online Casino  http://www.okonlinecasino.com/pt/ 
  • Tem de enviar email com link da participação para geral [at] escoladinheiro.com e tem de o fazer até 30 de Setembro. 
Depois é só aguardar o sorteio. Ele será feito de forma aleatória na Random.org. pelo que pode ter a certeza que todos temos a mesma hipótese, aqui não há cunhas. O sortudo (ou sortuda) será contactado por email pela Escola Dinheiro. Se for blogueiro de Portugal, o prémio será enviado da Fnac.pt para a morada do vencedor. Se for um blogueiro do Brasil, receberá no seu Paypal ou PagSeguro, o valor referente ao montante do prémio. No dia 1 de Outubro (Sábado), será publicado um artigo com um vídeo do sorteio e o respectivo vencedor deste passatempo, pondo assim termo à enorme ansiedade em que todos nos encontraremos!! Depois o Paulo Faustino vai fazer um artigo com direito a um link para os nossos artigos, agradecimento pela participação e um texto acerca daquilo que dissemos desta promoção. Isto também é um bom prémio, é um prémio de consolação, enfim, para quem continuar a navegar a vastidão da internet em chassos velhos, a deitar fumo e de ventoinha ruidosa, como eu agora navego. Por isso enquanto escrevo, faço figas para ser bafejada pela sorte, gostava mesmo de morder esta maçã!

Espero que tenha lido tudo até ao fim. Não deixe de confirmar a informação que aqui lhe dou no site da Escola Dinheiro! Eu sou algo despassarada e não quero comprometer a sua hipótese de ganhar!

9/26/11

Fantasias originais para vestir o seu bebé

Com a aproximação do Dia das Bruxas os mais prevenidos já começam a pensar em festas,em cartões de convite, em roupa adequada para vestir, tudo isso. Por aqui, Portugal, o costume ainda não está 100% enraizado mas já há bastante animação em torno dessa tradição. Tenho de preparar algumas ilustrações sobre o Halloween e quando andava a fazer uma busca na internet descobri um fato de abóbora para bebé e segui o link. Fui parar ao paraíso dos disfarces, uma loja online que vende fantasias de toda a ordem chamada Costume craze.  É a loucura em fantasias, isso é verdade. Se acham que exagero vejam esta pequena seleção de fatos para bebés.Todos nós gostamos de coisas originais...mas algumas destas propostas são demasiado originais!Um bebé disfarçado de cachorro quente?!! Ou ambientador de carro?!! Ooops!









9/23/11

Hoje há chuva de satélite americano

(Imagem retirada do site da NASA - é uma pintura digital)
O dinheiro não cai do céu mas os satélites velhos, sim. Hoje é melhor usarem um capacete de metal à cautela – se tiveram tido familiares que serviram em alguma guerra é ir ao baú das recordações, ou mineiros, trabalhadores da construção civil, engenheiros, não se acanhem ou ainda acabam o dia com um galo e nem é sexta-feira 13!! Não é uma chuva de estrelas, mas o satélite já foi uma estrela. Só que, como todas as estrelas, apagou-se e morreu. O satélite norte-americano - vejam a página da NASA - vai despenhar-se algures e eu estou a brincar quanto à probabilidade de serem atingidos. Não é que acredite piamente no que a NASA diz - bolas, eu vi os X-Files!! - mas a NASA garante que é pouco provável que algumas das peças atinja alguém. O título desta notícia é reconfortante, pelo menos para os americanos – o engenho espacial de seis toneladas, do tamanho de um autocarro, não vai cair na América. Esperam que a re-entrada na atmosfera terrestre se dê durante a tarde. Eu sempre pensei que essas latas se volatilizavam na atmosfera, que eram pulverizadas. Porque não chamaram o Clint Eastwwod para resolver a situação?! Parece um caso para uma missão dos Space Cowboys! De acordo com a notícia pelo menos 530 kg de lixo espacial poderão chegar ao chão ou ao mar. Se encontrarem uma peça, não lhe toquem - nunca se sabe se não terá vírus alieníngenas. Devem informar as autoridades competentes. Que são quem? Imaginemos que estou na praia e que ali mesmo ao meu lado cai um parafuso. Primeiro eu até penso que alguma gaivota abriu a cloaca, mas depois de observar melhor vejo que o parafuso voador diz Property of the United States Government e revejo a conclusão. E então telefono a quem?!! Há dias li que já tinham emanado um comunicado a lembrar o pessoal do Mundo que qualquer pedaço desse lixo era americano. Tudo bem, também não estou exactamente interessada num souvenir radiocativo...A NASA colocou o satélite em órbita em 1991 com recurso ao vai-vem Discovery. Ele desempenhou um papel importante no estudo da camada de ozono da atmosfera. Originalmente projetado para uma missão de três anos, media compostos químicos na camada de ozono, vento e temperatura na estratosfera, bem como a energia proveniente do sol. Esses dados ajudaram a definir o papel da atmosfera superior da Terra sobre o clima e a variabilidade climática. O UARS- Upper Atmosphere Research Satellite (sigla em inglês para satélite de pesquisas da alta atmosfera), esgotou o seu combustível em 2005, inviabilizando o controle da queda. God have mercy on our planet. Já não bastava o lixo que se acumula na Terra, hoje chovem satélites.

9/22/11

A contrafação está na moda!


Há um lógica que me escapa. Porque é que as pessoas compram coisas que são imitação de grandes marcas?! Qual é a piada disso? Penso eu que ao comprarmos uma coisa de marca queremos tudo o que ela oferece: o saber adquirido transformado na produção de um bom produto,  bom nos materiais, no design, na funcionalidade, aliado a um passado que é sinónimo de uma reputação adquirida. Não. A malta pela-se por comprar uma mala de plástico por 60 euros em vez da original que custava 1000 e porque ela tem uma etiqueta igual acham que fizeram um grande negócio. Quanto mais perfeita mais facilmente enganam o olho allheio, podem até dizer que a peça que ostentam é genuína.  Mais vale sê-lo do que parecê-lo era o que se dizia. No estado actual do consumismo desenfreado, se eu pareço, logo existo. Pareço estar bem na vida e o sinal disso é uma etiqueta. Que raciocínio tão pobre é este! A contrafação é crime e as autoridades não têm parança para lhe fazer face.  As pessoas vivem na ilusão de estarem mais perto do sucesso só porque têm ao ombro uma carteira que, pensam elas,  só elas sabem não ser de  marca. Ontem vi na TVI24 um documentário sobre contrafação em França. A ocupação daqueles funcionários nas alfândegas não pode ser mais desprovida de senso: passam os dias a examinar documentos  e a abrir contentores e caixotes e a examinar produtos  para despistar se são contrafeitos. Os dados das declarações alfandegárias  são examinados e depois as embalagens. Os fiscais contactam as empresas detentoras das marcas para serem esclarecidos e isto tem de ser feito com rapidez ou as mercadorias serão libertadas. Estes produtos foram produzidos algures, tiverem custo diversos, quer a nível de recursos quer a nível de desperdícios e impacate ambiental, muitos não têm qualidade, outros têm qualidade sofrível e outros até cumprem minimamente a sua função. Mas acabam por ser levados para grandes armazéns para serem posteriormente destruídos. Onde é que está o sentido disto?  O único sentido é que eles alimentam uma economia paralela que nesses países garante a sobrevivência de muitos. A China é o maior exportador para a União Europeia e muita contrafação vem daí, mas também da Formosa, India, Médio Oriente e América do Sul. Os contentores que chegam via marítima são a principal forma de transporte pelo que os portos da Europa estão alerta. Alguns chegam por avião e até com risco. Mas as redes que laboram na contrafação são profissionais e até conseguem aproveitar a lei para conseguir escapar. Um exemplo, um frasco não rotulado de pesticida está fora da possibilidade de controlo, apenas as tampas onde está impresso o nome podem ser apreendidas.  Do norte do nosso país para Espanha também se exporta material contrafeito em especial para Espanha, França e Inglaterra e a livre circulação no mercado comunitário não funciona a favor da lei. A contrafação é um negócio lucrativo. Grupos ligados ao tráfico de droga estão a trocar a droga por medicamentos contrafeitos pois é mais lucrativo e as penas menos severas se forem apanhados. As marcas são lesadas, o Estado é lesado pois não recebe impostos e em algumas situações o consumidor é francamente lesado. Exemplos de lavradores em França a quem foi vendido pesticida contrafeito – perderam toda a colheita de batata e de tomate. Pergunto-me se é isto o progresso.


Início do Outono

Se deste outono uma folha,
apenas uma, se desprendesse
da sua cabeleira ruiva,
sonolenta,
e sobre ela a mão
com o azul do ar escrevesse
um nome, somente um nome,
seria o mais aéreo
de quantos tem a terra,
a terra quente e tão avara
de alegria.

Eugénio de Andrade

Em 2011 o Equinócio de Outono, ocorre no dia 23 de Setembro às 09h05m (tempo universal), 10h05m em Portugal continental. Este instante marca o início do Outono no Hemisfério Norte. Esta estação prolonga-se até ao próximo Solstício que ocorre no dia 22 de Dezembro às 05h30m.
Equinócio é o instante em que o Sol, no seu movimento anual aparente, corta o equador celeste. A palavra de origem latina significa "noite igual ao dia", pois nestas datas dia e noite têm igual duração.

Recolha de alimentos para cão e gato - ajudem a Suzana!



Ontem e anteontem tirei uma horita para ir até à praia. Eis o aspecto dela agora que os turistas debandaram. Já só por lá anda gente maluca como eu, que tenta a todo custo aproveitar os raios de sol até ao máximo dos máximos, alguns pares de namorados em demonstrações carinhosas, os habituais surfistas para quem não há estações, apenas ondas boas ou não, pescadores pacientes, gente a passear cães e a deixar os presentes dos fiéis amigos por aqui e por ali para eu pisar...e cães vadios. Acho que a lista é mais ou menos esta. Para uma praia quase deserta a descrição até parece muito cheia! Ainda tomei banho mas o vento começa a ser fresco e o sol mais discreto, a água demora a enxugar no corpo. Também desapareceram as barracas dos concessionários, as passadeiras de madeira foram removidas com elas tornando o areal mais  vasto e nada convidativo aos menos amigos de caminhar. Pelo menos um dos bares de praia já encerrou para férias. A caminho de um outro que ainda está a funcionar vi uma cadela castanha, magra e com grandes tetas, seguida por quatro cachorros, ela magra, eles muito gordinhos e fofos. Tentei acercar-me deles mas fugiram. No dia seguinte já só a vi com dois e enviei uma mensagem à Associação de Protecção dos Animais da Figueira da Foz a ver se eles apoiam os filhotes e a mãe de alguma forma ou pelo menos para que tomem conhecimento da situação. Ela ficou a rondar o restaurante, possivelmente é lá que consegue comida. Uma vez às duas da manhã vi uma matilha de 20 cães a percorrer a rua onde moro. Acordei com o barulho dos latidos e das zangas entre eles. Apesar de ser uma visão algo espectacular observá-los em grupo como nos tempos primitivos, creio que não é muito desejável para a segurança da população que o número de cães vadios aumente. Fiquei a pensar no destino dos dois cachorros ausentes, se teriam morrido ou se alguém os teria levado, ou se, simplesmente, teriam ido dar um passeio. Actualmente existem inúmeras pessoas a desenvolver trabalho voluntário para auxiliar animais abandonados, fazendo-o de forma independente ou para certas associações. As pessoas estão com dificuldades e abandonam mais os animais, já não apenas no Verão. Acabam por se reproduzir em maior número e ficam nas ruas. É triste pois são criaturas admiráveis e mereciam um melhor destino. Um exemplo do que refiro é o da Suzana Ferreira que tem um apelo no Facebook (cliquem) ao qual respondi pois achei uma excelente ideia. Também atravesso uma fase complicada mas não gastei muito e fiquei satisfeita por ajudar alguns bichos, já que não tenho nenhum, nem já tenho passarinhos, os meus periquitos, que eu curtia imenso. Ela faz anos no dia 30 de Setembro e pede que lhe dêem prendas que ela depois entregará a uma associação de apoio aos animais:



O APELO DA SUZANA:

Olá!!!
Faço anos no próximo dia 30 deste mês e tenho um grande desejo para os meus anos
Gostaria que todos os meus amigos do FB me ajudassem a concretiza-lo, não será difícil se todos contribuirem. Gostava que todos os meus face friends me dessem uma prendinha, nada de especial, mas que irá fazer alguns patudinhos felizes. Pedia-vos que me dessem de prenda então:

- patês para cão ou gato
- ração para cão ou gato (ele não têm preferência por marcas :0))
- mantinhas ( podem ser mesmo usadas )
- brinquedos e ossinhos para os meninos e meninas brincarem e afiarem os dentes

E pronto é só isto, penso que não custa assim tanto ... Posso contar convosco?! :0)

Tudo o que conseguir angariar será entregue a uma associação, que como sabemos, bem precisam de bastante contribuição.
Coloquei a minha morada no evento, podem trazer-me a prendinha pessoalmente, enviar pelo correio, transportadora ou pode tentar se arranjar uma boleiazinha. Se houver alguma dúvida ainda vos posso facultar o meu contacto móvel.

Obrigada a todos desde já.


O RESULTADO DO APELO DA SUZANA

Ontem a Suzana fez 30 aninhos e hoje perguntei se tinha recebido muitas prendas. Aqui está a resposta. Leiam e vejam se não valeu a pena.

"Belinha, chegou sim, muito obrigada a ti e a tua mana. Ainda não recebi tudo, segunda feira ainda me vêm cá entregar mais umas coisinhas mas já tenho 55 kgs de ração para cão, 20kgs para gatitos ,30 embalagens de patezinho e os medicamentos que a Clara mandou. :D Já ficam uns quantos meninos felizes e com barriguinha cheia... Acho que fazes muito bem em copiar e podes fazer conta com a minha contribuição. Bjinhos e muito obrigada."

9/19/11

O bebé de NEVERMIND cresceu



Há 20 anos saíu o segundo disco dos Nirvana, Nevermind, e mudou o panorama da música. Lembram-se da capa? Claro que sim. Houve alguma controvérsia pois a foto mostrava o pénis do bebé - imagine-se! O bebé cresceu. Chama-se Spencer Helden, nasceu a 7 de Fevereiro de 1991 e o tempo não pára. Vive em Los Angeles, na Califórnia e desenvolve trabalho artístico que pode ser visto no seu site, Vampires One Day. Quando Spencer tinha 17 anos recreou a pose. Ei-lo bastante crescido a falar do seu trabalho. Pretty cool.

.

9/16/11

Anúncios OLX com humor - Yannick Djaló

Ter sentido de humor não é para todos. Tenho utilizado o site OLX para colocar anúncios de venda de artigos em segunda mão  - e também tenho um blogue onde coloquei à venda uma quantidade de coisas que já não utilizo e que ainda estão em bom estado - e também para procurar peças informáticas. Eis senão quando encontrei este anúncio!

9/15/11

As crianças perdidas da África do Sul - documentário sobre abuso sexual infantil

Desde há uns meses a esta parte que tentei, sem grande êxito, cativar artistas plásticos e artesãos para colaborarem numa acção de angariação de fundos a favor de crianças sexualmente abusadas na África do Sul. A organizadora é uma artista plástica irlandesa, eu não a conheço pessoalmente, mas vi o apelo dela e oferecei-me para divulgar também junto dos potenciais interessados de língua portuguesa a exposição Faces of Africa. O evento vai acontecer em Novembro e até final deste mês ainda é possível enviar trabalhos. Fiquei decepcionada com a falta de receptividade das pessoas. Não sei se é por todos atravessarmos momentos difíceis ou se por acharem que as nossas crianças estão primeiro e que é para elas que devemos canalizar os nossos esforços solidários, ou se por mera insensibilidade perante um problema dos outros, problema que sabe bem melhor tentar ignorar do que encarar, ou se por desconhecimento da realidade que se vive na África do Sul. Cada um de nós pode fazer pouco, muito pouco. Mas as ajudas somadas podem efectivamente ter algum impacto, eu acredito nisso. A minha adesão ao projecto da Rosetta Jallow não precisou de grande reflexão. Os trabalhos que enviei são simples mas tentei dar o meu melhor e estou satisfeita por ter contribuído pois se se venderem a Rosetta poderá enviar mais dinheiro para África do que aquele que eu poderia doar. Na altura da minha decisão não tinha ainda visto este documentário que posteriormente encontrei no Youtube. Perante o relato das crianças, familiares e técnicos sociais que vemos no filme pergunto-me como pode o mundo fechar os olhos a esta situação, pergunto-me se todos os que contactei fazem ideia daquilo que está em causa. É pior do que imaginava. As crianças da África do Sul enfrentam a pobreza, a epidemia do HIV/SIDA, a violência de género. Os habitantes do país subsistem na sua maioria com menos de 1 dólar por dia. As mulheres em idade fértil são as mais afectadas pelo HIV/SIDA e isso agrava substancialmente a condição das crianças. Muitas ficam orfãs e assim ficam ainda mais expostos a todo o género de violência. As taxas de criminalidade são das mais elevadas no mundo. Ali uma mulher tem mais hipóteses de ser violada do que aprender a ler, diz-se. Cerca de 1300 mulheres serão violadas diariamente e este número não inclui as crianças. O abuso sexual infantil é calamitoso - as próprias crianças acham que a violação em grupo é divertida, chamam-lhe jackrolling. As violações começam antes dos sete anos de idade, verdade, leu bem. Existem bebés de meses a serem submetidos a cirurgias reconstrutivas depois de terem sido abusadas. Existe ainda a convição generalizada de que as vítimas gostam de ser violadas e de que ter relações sexuais com uma virgem cura o HIV/SIDA. Uma coisa é lermos estes e outros factos, outra é ouvirmos e vermos os envolvidos.  Os direitos humanos dizem respeito a todos nós.

Viagem no rio Congo



Ontem à noite, na TVI24, passaram um documentário sobre a viagem de um barco de passageiros e a vida a bordo no rio Congo. Como não vi o princípio do filme ou reportagem, hoje tentei encontrar o nome no site da própria televisão e em outras ligações mas sem êxito, nem uma ficha técnica sequer, nada! Encontrei, sim, um trailer de outro documentário, Rio Congo, além das trevas, que foi selecionado para o Festival de Berlim, em 2006. 
O rio Congo é o segundo maior rio de África, tem mais de 4000 km de extensão. No documentário que vi ontem aborda-se a história de sobrevivência de um punhado de pessoas que sobem a bordo entre outros aspectos da vida nas margens do Congo. O bilhete custa 40 euros sendo que é esse o valor de um mês de trabalho na República Democrática do Congo. O barco sai do porto de Kinshasa com destino a Kinsangani. No porto, que mais parece um amontoado de ferro velho,  as gruas não trabalham e tudo é carregado a força de braços. O barco transporta passageiros mas é na realidade um barco de mercadorias onde as pessoas acampam no convés, improvisando tendas e espaços para viverem o tempo que durar a viagem. Pescam e fritam o peixe em frigideiras de óleo escaldante. Bebem água do rio e adoecem quando o dinheiro não chega para comprar água engarrafada. Na retaguarda ficam os balneários e para os alcançar é preciso quase ser um acrobata pois o chão está totalmente ocupado. A água para os duches é sacada ao rio em bidons. Aí ficam também os WC - pendurados no corrimão de resguardo, voltados de costas para o rio, defecam para a água. Ao fazer a sua higiene alguns desiquilibram-se e são trucidados pela hélice do barco. No chão do barco acumulam-se mercadorias, mulheres, homens e crianças, esticados em mantas, acomodados como podem entre os seus pertences. Passam a maior parte do tempo sentados, encolhidos, pois só assim o espaço chega para 800 pessoas! Há também um camião estacionado algures. O barco não tem nenhuma grade de segurança, é fácil cair à água, borda fora. Ninguém sabe o tempo que a viagem durará. Por essa razão os passageiros entram a bordo e recusam-se a pagar bilhete. Alguns levam mercadorias e vendem-nas a bordo conseguindo assim o dinheiro para pagar, no terminus da viagem. O comandante deixa entrar o máximo de gente possível pois já sabe que muitos não irão pagar e os custos têm de ser cobertos. Três semanas ou um mês para cobrir a distância, são 1500 km até ao destino e tudo pode suceder: uma falha do motor pois uma peça quebra, um tronco de árvore que choca com o casco e lhe abre um rombo - prontamente rebocado com cimento - um banco de areia onde o barco encalha de noite. As cartas de navegar que existem a bordo têm pelo menos 50 anos e datam do tempo da ocupação congolesa pelos belgas. O rio tem agora novos obstáculos, os assinalados já não são visíveis,  o comandante conhece e navega pelo meio do curso de água com extrema atenção. Talvez dois dias depois de partir o barco abranda para recolher mais passageiros. Não pode ancorar, não há cais ou fundura que o permita. Os passageiros chegam em canoas e sobem ao barco onde parecia não caber nem mais um cão. Outros prendem os seus barcos ao barco maior e seguem assim viagem. As populações ribeirinhas aproveitam a passagem do barco para ganhar algum dinheiro vendendo peixe e legumes frescos aos embarcados, mas nunca chega para todos. Entre os bens que são vendidos encontra-se um macaco que é prontamente preparado. À noite os acidentes sucedem-se. Há quem durma nesta zona onde os barcos se tocam e basta um sobressalto da corrente para que as suas bordas choquem, esmagando pernas e pés aos viajantes. Um deles fica com o calcanhar esfacelado. Um enfermeira diplomada que segue a bordo é chamada para cozer o ferimento, sem anestesia. Fica preocupada pois não tem antibióticos que cheguem para todo o tempo do percurso e existe o perigo de grangrena. Durante o tempo em que os repórteres estão a bordo nascem no barco três bebés. O primeiro recebe o nome do barco. A sua mãe, uma mulher jovem, não tem quaisquer bens, tudo lhe tinha sido roubado em terra, e ao saber-se do nascimento todos contribuem com alguma coisa. Após 15 dias a bordo os jornalistas são convidados a descer do barco. A partir dali os riscos aumentam e o comandante não quer a sua presença. Vêem um cadáver de mulher a boiar nas águas, fruto dos conflitos na área. O barco demoraria quase um mês a alcançar o destino. Na semana seguinte uma embarcação semelhante naufragaria arrastando para a morte centenas de pessoas pois a maioria não sabe nadar. O documentário também mostra aspectos da vida nas margens do Congo e da pesca artesanal. Histórias de sobrevivência com estas demonstram a enorme resistência e coragem das pessoas na sua luta contra a adversidade e ensinam-nos a reavaliar a nossa própria condição perante a vida. Vale apena ser visto.

9/14/11

Marés vivas na Figueira da Foz

(À procura de Nemo.)
(Quatro em linha.)
(Apanhada!)





(O Dr.House fez a derradeira operação cirúrgica e mudou-se para Portugal.)
(Os fotógrafos de olho nos surfistas.)
(O areal lavadinho...)
(Gaivota em terra...)
 (Uma onda a enrolar.)
 (Não se percebe na foto a altura desta massa de espuma, mas eu recuei!!)
 ( Esta menina andava a brincar com a sua cadelita minúscula de nome Lua!)
Chama-se João, é da Cova-Gala e andava a surfar ondas gigantes na boa.)
(Não se consegue ter a noção do tamanho daquela onda.)
O fenómeno das marés vivas atrai espectadores de todas as idades. A experiência provoca reações diversas de respeito pela Natureza, admiração, medo. Ninguém arreda pé da beira do mar, os olhos medindo cada nova onda que cresce do leito marinho e se lança sobre o areal com velocidade até recuar e sumir-se na massa de água revolta. Apesar de ir com frequência à praia este foi o primeiro ano em que presenciei de perto o acontecimento, ou seja, em que estava mesmo na praia. 
Depois de um Julho ventoso e de um Agosto chuvoso, Setembro trouxe um sorriso de Verão à cara dos banhistas que ainda restam. A praia da Figueira já não tem quase barracas listadas e os frequentadores espalham-se pelos muitos metros quadrados de areia à disposição. Em Buarcos as barracas continuam montadas na zona concessionada e fora dela as toalhas atapetam o chão e erguem-se chapéus de sol e tapa-ventos coloridos. Os vendedores de bolacha americana, bolas de berlim e gelados ainda se afadigam ziguezagueando, ainda parece Verão. Os fins de tarde têm estado amenos e o mar tem dado espectáculo. O de ontem superou as expectativas. Foi um dos raros dias em que havia mais gente de pé na areia do que deitada nas toalhas. Eu também circulei mais do que é costume! Aproveitei o passeio para fazer fotos e ir trocando impressões com algumas pessoas mais disponíveis. De todas a mais simpática foi a Lydia, talvez seja assim que se escreve o seu nome. Esta senhora, uma inglesa típica, loira e de olhos azuis, viajou de Essex até cá a convite de uma família amiga. A filha deles está a trabalhar no Casino, é bailarina. Acabou agora de se reformar, trabalhava numa instituição de jovens deficientes mentais. Apenas tinha visitado Coimbra e hoje já seguia para o Porto, ia lá apanhar o avião de regresso. É claro que a aconselhei a ir o mais cedo possível para ter tempo de visitar a minha cidade portuguesa favorita! Lydia estava deslumbrada com a força do mar e queria saber se era sempre assim. Eu lá expliquei que era um fenómeno relacionado com o equinócio, a Lua, o Sol, mas que nem lhe sabia explicar bem como sucedia. A minha lacuna em ciência e o meu inglês preguiçoso, conjugados, não devem ter causado a melhor das impressões! Mas não a impediram de perceber, ela mesma tinha reparado na Lua cheia na noite anterior. Estava felicíssima por ter podido assistir às marés vivas e ia contar e mostrar as fotos em casa, às amigas, tal o impacto da experiência! Eu compreendo-a pois também gostei imenso de ver a coisa de perto e ao vivo, mesmo se passo o tempo a olhar o mar! Depois a conversa resvalou para os lugares comuns, a simpatia dos portugueses que ela tinha conhecido, onde eu acabara de me incluir, contrastando com a frieza e má educação dos ingleses, - mas que ela acredita serem apenas uma minoria -  o Algarve. A troca de galhardetes prosseguiu comigo a dizer que também tinha sido bem acolhida em Londres mas que isso me tinha surpreendido em virtude da fama que os precede! Depois desta conversa internacional fiquei sem mais vontade de socializar e deixei a Lydia a tirar a centésima foto à centésima onda, indo esticar-me um pouco na toalha, antes de fazer nova ronda pelas gaivotas e demais personagens do areal. 

9/9/11

Faces of Africa - exposição na Irlanda - convite à participação





2011 ANO INTERNACIONAL DAS PESSOAS COM ASCENDÊNCIA AFRICANA - IRLANDA – Evento multidisciplinar - CARRICKFERGUS CIVIC CENTRE - Começa a 19 de Novembro, termina a 25  - Preview a 13 de Novembro.

Convite à doação de trabalhos de artistas e artesãos de língua portuguesa - ainda pode participar!Eu doei as duas colagens que podem ver acima.  É um artista ou artesão? Tem simpatia pelas causas Africanas e gostaria de ajudar com a sua arte? Gostaria de fazer parte de uma exposição internacional de arte e artesanato que terá lugar na Irlanda, em Carrickfergus?

Prazo para doar arte e artesanato: até ao final de Setembro podem enviar obras com temática africana ou livre.

A artista irlandesa Rosetta Jallow é a organizadora deste evento que se destina a angariar dinheiro para apoiar causas Africanas:

- Operação Bobbi Bear, com base na África do Sul, que salva as crianças vítimas de violação e abuso sexual. Eles oferecem um lugar seguro para as crianças e educam a população (Pensem que existe a crença de que a violação de crianças cura a SIDA);

- Outras.

A exposição de arte e artesanato será apenas uma das acções a realizar em Carrickfergus. Também serão realizadas oficinas de Arte Africana, estarão presentes grupos de ritmos Africanos, contadores de histórias, música, terá lugar um torneio de futebol para arrecadar dinheiro para fornecer kits para formar equipes de futebol de jovens africanos, provas de comida Africana e muito mais.
Aqui está uma oportunidade de participar num evento internacional e fazer beneficiência ao mesmo tempo. Além de se sentir bem consigo próprio, o seu curriculum artístico também sairá enriquecido.
Por favor note que os portes de envio do seu trabalho serão da sua responsabilidade e que Rosetta Jallow não pode ser responsabilizada se o seu trabalho se perder no caminho. Certifique-se da melhor maneira possível para enviar seu trabalho para a Irlanda de forma segura.

Junte ao seu trabalho um envelope com:
- Título do trabalho
- Nome (ou nome artístico) que deseja ver usado
- A sua nacionalidade
- Contacto e-mail
- O valor mínimo pelo qual seu trabalho deve ser posto à venda

Eu enviei os trabalhos que mostro acima e acedi a divulgar esta iniciativa. Se também quiser participar escreva para rosetta.jallow (at) gmail.com e peça o endereço de envio das suas obras. Também pode ajudar divulgando o evento junto de pessoas que possam ter interesse em participar, nos seus blogues, FB, etc.

9/4/11

40º à sombra


40 Graus À Sombra - Radar Kadafi - LP Prima Donna, 1987

No fundo da avenida
Bebendo um capilé
Quarenta graus à sombra
Nas mesas do café
E aquela rapariga
Eu já não sei o que dizer
O que fazer
O que dizer
O que fazer

Sábado, dia 20 de Agosto, o jornal Expresso referia-se assim ao estado do tempo para o dia:

Temperaturas podem chegar aos 40ºC - Dez distritos de Portugal Continental estão em alerta por causa do calor, apesar da previsão de aguaceiros e trovoadas.

Dez distritos de Portugal Continental estão desde as 03h00 sob aviso amarelo devido à previsão de temperaturas elevadas, que vão chegar aos 40 graus em alguns distritos, de acordo com o site do Instituto de Meteorologia (IM).
Sob aviso amarelo estão os distritos de Braga, Bragança, Castelo Branco, Leiria, Lisboa, Portalegre, Setúbal, Évora, Beja e Faro.
O aviso amarelo do IM é o segundo menos grave de uma escala de quatro e corresponde a uma "situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica".
Apesar do calor, o IM prevê para hoje períodos de céu muito nublado e aguaceiros, que poderão ser por vezes fortes e de granizo em especial durante a tarde.
Há ainda condições favoráveis à ocorrência de trovoadas e o vento vai soprar fraco.
Está ainda prevista uma subida da temperatura máxima no litoral norte e centro.
As máximas previstas para hoje são de 40 graus em Castelo Branco e Évora, 38 em Beja, Portalegre e Évora e 37 em Braga. Lisboa deve chegar aos 34 graus, Porto aos 31 e Faro aos 33."

No dia anterior, sexta-feira, eu tinha ido à praia, de tarde, e a caminho dela dei por mim ensopada em suor. São apenas 15 minutos a pé, que faço folgadamente, naquele dia descer a rua foi quase penoso. O sol brilhava mas aprecia também ele sufocado sob um céu azul chumbo. Eu respeito as horas de perigo solar e dessa vez, apesar de já passar das 16.00 horas, ele parecia queimar, não se aguentava. Refugiei-me num café e esperei que refrescasse antes de ir até à beira do mar onde se estava muito bem. No dia seguinte, sábado, nem me aventurei a sair à rua. Desde a manhã que o calor apertava na Figueira da Foz, mas a situação parecia-me própria do mês de Agosto, que, aliás, esteve quase sempre muito alheio às modas de Verão e mais dado a devaneios primaveris. O dia passou-se com os estores corridos, em movimentos lentos, a casa afogueada. Mas o extraordinário aconteceria já de noite, por volta das 22.30 horas, quando fui despejar o lixo. O ar na rua estava quente, tão quente como quando são 16.00 horas e me faço a a caminho da praia. Parecia de dia, parecia que era um dia em que o sol se tinha eclipsado dos céus. O vento soprava tão quente como o meu secador de cabelo. A experiência que tenho de algo semelhante guardo-a da travessia do Alentejo no pino do Verão ou de terras de Espanha a caminho de Madrid, em carro velho e sem ar condicionado! Inacreditável! Já por diversas ocasiões acontecem noites bem quentes na Figueira da Foz mas nem mesmo quando a serra da Boa Viagem ardeu me lembro de semelhante experiência. Disseram-me depois que pelas terras circundantes fora gente tinha havido que dormira na rua, inclusivamente temendo uma qualquer calamidade. Na manhã de Domingo, quando me levantei para tomar o pequeno-almoço, já estava fresco, tudo normal. Mas do lado de fora da janela da cozinha esta fotografia aguardava-me.

Procuro teclado para portátil MITHUS

Quero encontrar um teclado para substituir o das fotos. É tão velho que até já tem autocolantes no sítio das letras! Para saberem se serve têm de ver as referências que estão na base e elas são:
Model: K011818B1
REV: V00 PO
S/N : 20043600465
P/N : 531020237791


Trata-se de um teclado para um computador portátil MITHUS com ecrã de 15.4 polegadas. Estes computadores eram assemblados em Taveiro, Coimbra, numa empresa que entretanto fechou. Comprei o portátil em 2004 e ele foi um fiel amigo. Gostava de o recuperar encontrando um teclado compatível mas vai ser muito complicado. Por favor divulguem pois é provável que alguém tenha uma destas velhas máquinas a um canto...e eu adoro este computador apesar de tão velhinho.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...