9/25/15

Já tenho saudades do Facebook


9/24/15

Doar cabelo para fazer cabeleiras para pacientes de cancro




Já não sei quando é que li no Facebook sobre a possibilidade de doar cabelo para o fabrico de perucas para adultos e crianças que o perderam em virtude de tratamentos de quimioterapia. Mas penso que foi no Outono de 2014. Não é o mesmo que dar sangue, não vai salvar nenhuma vida. Mas nem tudo nesta vida é uma questão de vida ou de morte. Uma cabeleira para quem perdeu o cabelo pode significar uma vida nova, fazer uma diferença que não imaginamos. E certo é que fazer o bem faz bem. Por isso eu partilhei a postagem e apelei para que seguissem o exemplo dessa pessoa. Tomei também a resolução de deixar crescer o meu cabelo para fazer a doação mas desde logo coloquei de parte a possibilidade de o fazer para o nosso IPO - queriam 30 cm de cabelo e eu achava muito difícil alcançar esse número. Para mim seriam 30 cm a partir do corte e mais uns 10 cm até à raiz. Impossível. Eu ter-me-ia transformado numa cabeleira com pernas. Cabelos longos, a partir de certa idade, exigem pelo menos dois atributos: uma pessoa com mais de metro e meio e cuidados extra. Conheço-me. Pertenço aos médios, é o meu território e não quero desertar. Considero-me até uma pessoa generosa mas não tenho um grande espírito de sacrifício. Aguentar meses de cabelo longo e depois meses de cabelo curto até entrar nos médios novamente seria demasiado sortilégio para esta pequena. Por isso o IPO nunca esteve na minha mira. É-me indiferente se o meu cabelo vai para aqui ou para ali. Não me é indiferente o uso que lhe vão dar assim como não me é indiferente o meu desconforto. Por isso gostei dos 17 cm mínimos exigidos pelo Little Princess Trust, do facto de não venderem o cabelo e da honestidade. Mas afinal até consegui um rabo de cavalo de 25 cm e fiquei orgulhosa. Já está no correio  a caminho do Reino Unido. O LPT distribui perucas a crianças na Inglaterra e na Irlanda. Por mim é perfeito. Saqueta almofadada (0,95) e selos em Correio Azul(3,60) importaram em 4,77 euros. É menos um bilhete de cinema!

Eu tinha cortado o cabelo em Junho, - do ano passado - como sempre faço, antes da temporada de praia, e ele já estava a roçar os ombros quando li no Facebook sobre as doações. Os meses foram passando e em Junho deste ano eu estava pelos cabelos! Não sei viver com tanto cabelo! Não me sei pentear! Há quem tenha jeito para domar estas cabeleiras, vai de coque, vai de elásticos, trança, ganchinhos! De noite acordava com o cabelo à volta do pescoço. Comecei a usar um elástico macio para evitar esse transe!! Só mesmo com um escadeado valente é que me sentiria bem. Mas essa possibilidade estava interdita. Sentia-me uma mulher das cavernas! E vinha aí o verão, a praia, sabendo que não é prático e que também iria estragar-se um pouco. Investi no amaciador extra! Tentei protegê-lo do sol com chapéu e quando me esquecia com a tshirt enrolada na cabeça feita beduína! Lá fui aguentando para conseguir mais uns milímetros!Dia após dia, mês vem, mês vai, perfez-se um ano e três meses entre o último corte e o de hoje de manhã. O corte ficou impecável - saiu-me um peso dos ombros! A cabeleireira tinha uma tatuagem giríssima de uma deusa indiana que eu tive de gabar. Disse-me que algumas clientes já têm pedido para cortar para doar. 

Neste momento o IPO já não aceita doações de cabelo, tornou isso público em Agosto. Não está vocacionado para esta missão. Parece que alguém terá feito uma doação e publicitado a mesma nas redes. A partir daí outras se seguiram. Ficaram com stock. Segundo Francisco Cavaleiro Ferreira, presidente da LPCC (Liga Portuguesa Contra o Cancro), esta vai disponibilizar cerca de 50 cabeleiras a todos os doentes oncológicos que precisem, resultado de doações de cabelo e de um investimento de 20.000 euros para a criação das mesmas. Mas doravante a Liga não tem interesse em receber cabelo para a confecção de cabeleiras de cabelo natural cujo preço pode ascender aos 1000 euros.

Deixo aqui uma lista das instituições no estrangeiro que aceitam doações de cabelo para fazer perucas, umas para adultos, outras para crianças. Cada uma estabelece requisitos que devem ser observados: o comprimento do cabelo é um deles, outros têm a ver com o estado em que o cabelo se encontra, se é pintado, descolorado, quando foi cortado,etc. Espero que esta informação ajude na escolha da instituição ideal para receber a sua doação de cabelo. Para nós não custa nada, ou quase nada; para quem recebe pode significar muito.






- Aceitam cabelo de homem ou mulher, que não esteja espigado, de qualquer cor natural
- Aceitam cabelo liso, ondulado, encaracolado, com permanente ou esticado com químicos desde que em boas condições
- Aceitam cabelo ondulado ou encaracolado mas este, ao ser medido, não pode estar esticado para perfazer os 17cm
- Aceitam cabelos com 10% de cinzas
Aceitam cabelo pintado, descolorado desde que com cores naturais (não azul, vermelho...)
- Aceitam cabelo escadeado desde que a madeixa mais curta tenha 17 cm
- Aceitam tranças ou rabos de cavalo cotados há muito tempo desde que tenham sido preservados em boas condições
- O cabelo deve estar limpo e seco. Deve estar preso nas extermidades com elásticos ou entrançado. Deve ser enviado dentro de saca plástica transparente com zip.
- Precisam de 5 doações para fazer uma peruca
- Têm uma galeria com as fotos do antes/ depois das doadoras
- O Fundo não vende nenhum do cabelo recebido
- O Fundo não decide sobre o uso do cabelo, quem decide são os profissionais. A Trendco (empresa que fornece perucas no UK)  envia o cabelo para a China onde as perucas são feitas. Algumas perucas são grátis e outras são compradas pelo Fundo para que sejam o mais adequadas possível às necessidades das crianças
- Enviam certificado de reconhecimento 3-4 a 6 semanas após a chegada do cabelo por email, não é personalizado para evitar custos

Little Princess Trust Hair Donation
Sheridan House
114-116 Western Road
HOVE
BN3 1DD
UK




- Precisam de 8 a 5 cinco rabos de cavalo para fazer uma peruca
- O cabelo não pode estar pintado (a não ser com pigmentos de ordem vegetal ou semi-permanentes, daqueles que vão saindo na lavagem), descolorado ou com químicos decorrentes, por exemplo, de permanentes
- Não pode ter mais de 5% de cabelos cinza
- Aceitam cabelo ondulado e encaracolado
- Só fazem perucas para mulheres e mulheres adolescentes, não crianças
- Aconselham utilizar condicionador nas lavagens de preparação antes do corte, evitar ao máximo estragar o cabelo, evitar o aparecimento de pontas espigadas, não escovar demasiadas vezes, usar o pente e não a escova para desembaraçar o cabelo molhado, etc
- Antes do corte o cabelo deve ser lavado e secado e não se devem usar produtos extra
- O cabelo deve ser preso com elástico e cortado acima do mesmo. Pode ser colocado outro elástico a meio do rabo de cavalo para segurar. Não pode ser enviado cabelo molhado.
- Depois é meter o cabelo num saco plástico e enviar em envelope almofadado.
- Incluir nome e morada dentro para ser notificado da recepção do cabelo, o que pode demorar meses.
- Já receberam mais de 800,000 doações. Deram 42,000 perucas.

Pantene Beautiful Lengths
Attn: 192-123
806 SE 18th Ave.
Grand Rapids, MN 55744
EUA


LOCKS OF LOVE - 25,4 cm

- Aceitam cabelo pintado e com permanente.
- Aceitam cabelo liso e ondulado
- Mas se o cabelo é pintado sobre cabelo descolorado então não pode ser enviado. 
- Não aceitam cabelo descolorado. 
- Aceitam cabelo que foi cortado há anos desde que esteja em trança ou rabo de cavalo
- Aceitam cabelo escadeado desde que a madeixa mais curta tenha 25,4 cm
- O cabelo deve estar limpo e seco antes de ser enviado
- Deve ser enviado dentro de saca plástica.
- O cabelo mais curto dos rabos de cavalo é vendido para fazer face aos custos. - O cabelo cinza também é vendido pela mesma razão, não é usado na confecção das perucas
- Formulário de doação para descarregar mas também pode apenas ser enviado nome e morada pois ele destina-se a obter o contacto para envio de agradecimento em 60 dias

Locks of Love at: 
234 Southern Blvd. 
West Palm Beach, FL 33405-2701
EUA

Dúvidas: volunteer@locksoflove.org

WIGS FOR KIDS - 25,4 cm /30,48 cm ( Referem estas duas medidas)

- O cabelo não pode estar pintado, descolorado ou com permanente.
- Aceitam cabelos pintados ou com madeixas que saem na lavagem, mas no envio o cabelo não pode apresentar vestígios destas colorações
- O cabelo tem de estar limpo e seco no envio
- Não aceitam cabelo cinza nem rastas
- Aconselham a que o cabeleireiro corte em 4 ou 6 secções para obter o tamanho máximo de cabelo em vez de cortar apenas o rabo de cavalo. Isto pode não resultar se a doadora quiser manter certo comprimento ou tiver na ideia um corte determinado.
- Aconselham usar vários elásticos nos rabos de cavalo.
- O cabelo deve ser enviado em saco plástico com Zip.
- Aceitam rabos de cavalo que tenham sido cortados até há um ano atrás
- Permitem que as doadoras escrevam aos recipientes do cabelo mas não garantem que haja resposta. Neste processo eles servem como intermediário garantindo a privacidade dos recipientes
- Em 6-8 semanas confiram recepção do cabelo via email ou através de postal
- Trabalham com 3 fabricantes fora dos EUA há mais de 30 anos.
- Há um formulário de doação para descarregar e enviar.

Wigs for Kids - Hair Donations
24231 Center Ridge Road 
Westlake, Ohio 44145
EUA

Dúvidas: info@wigsforkids.org



- O cabelo deve ter pelo menos 20,32 cm mas se for mais comprido é melhor
- No envio tem de estar limpo e seco, atado em rabo de cavalo ou entrançado
- Elásticos devem prender o cabelo em ambas as extremidades
- Enviar o cabelo em saca plástica com Zip
- Preferem receber cabelo que não tenha estado em contacto com químicos mas todo o cabelo em boas condições é aceite
- Aceitam cabelo cinza
- Há um formulário de doação para descarregar e incluir no envio
- Os doadores recebem um certificado de reconhecimento em 10 semanas por email
- Entregam perucas a 300 crianças por ano. Estas crianças podem ter perdido o cabelo em virtude de tratamento com quimioterapia, queimaduras, alopécia, ou outras doenças

Children With Hair Loss
12776 Dixie Hwy
South Rockwood, MI 48179
734-379-4400
EUA

9/10/15

Joana Amaral Tem Dias


É um assunto já meio enterrado. Mas ainda tropeço em algumas opiniões sobre a mais recente capa da revista cor-de-rosa Cristina.E é assim porque as pessoas são livres de fazer tudo. São tão livres de tirar fotos como outras de comentar as fotos tiradas. E outras de comentar os comentários feitos. Anda tudo num comentatório pegado. Porque se não comentarmos o mundo pós web2.0 não roda. 
Joana Amaral também comentou os comentários mostrando-se chocada pelo seu teor, um rol mimado de lamúrias ou a sua legítima defesa, entendam como quiserem. Tem tido uns dias difíceis, a moça, mas está muito sensibilizada pelo apoio de quem apoia. Evidentemente, quem anda à chuva molha-se, em especial se andar despido. Se não queria ter de lidar com os comentários às respectivas fotos, não fazia as fotos. É apenas ingénuo pensar que quem faz fotos que são reproduzidas em revistas ou qualquer espaço público se vai livrar de comentários, positivos ou negativos. Em especial se é uma figura pública. A capa de uma revista destas é entretenimento de massas.Do barato. E ela devia saber, aliás, sabe,tudo faz parte da encenação, que uns iam aplaudir e outros fazer pateada. 
Ah, a Joana e o gajo dela estão felizes e quiseram partilhar essa felicidade, dizem uns. Vocês são mesmo insensíveis,o amor é lindo, dizem outros. As melhores intenções nem sempre justificam os actos. As pessoas podem fazer tudo e para tudo vão sempre ser encontradas justificações. A bomba atómica foi justificada para alguém que deu ordens para ela ser lançada. Eu acho que foi um crime.Exemplo extremo, eu sei. Mas repare-se numa coisa. Eu vi a foto e num relance achei a foto gira. Todavia, eu não concordo com aquele tipo de exposição. Não tem a ver com preconceitos disto e daquilo. Dela estar grávida, dela ser mulher, dela ser política. Eu apenas acho que aquela intimidade devia ser preservada dos olhares alheios.Não é só a gravidez, é a relação. Isso interessa a quem? A mim? É uma coisa deles. Entendo-a como um privilégio, deles, que eles deviam cuidar e não expor ao escrutínio público. Se assim fosse as pessoas - quando casam pela igreja ou pelo civil, ou quando se juntam, e sejam ricos, pobres, estrelas de cinema ou anónimos ilustres - convidavam a aldeia, a vila, o bairro, os amigos do Facebook. É assim? Não. As pessoas rodeiam-se nesse momento significativo daquelas com quem criaram laços.Por isso, sim, as pessoas são livres, mas os seus actos têm consequências e elas nem sempre são as esperadas ou as desejadas. Actualmente não há mais intimidade, coisas privadas, exclusivas.
Este episódio não passa de mais um exemplo da nossa sociedade espectáculo. Tudo é show, reality show.Tudo é público. Eu não concordo com isso, a imensos níveis. É excessivo. Eu sei que é uma coisa cultural. Acho que era o Rei Luis XIV que recebia os convidados enquanto defecava. E estava tudo bem. Os tempos mudam. Coisas como a intimidade ou o pudor estão sujeitos à modulação dos tempos, da cultura, da moral, muitos factores interferem nas nossas convições. Pessoalizando, eu gostava de ter uma foto daquelas, na minha casa, partilhá-la com as pessoas de quem eu gosto, que me estimam. Não seria capaz de a meter nunca capa de uma revisteca qualquer e saber que vão acabar no contentor dos reciclados. Por conseguinte não percebo por que razão eu sou considerada preconceituosa, atrasada, pidesca por me armar em censora, alguns entre tantos adjectivos com que os mais tolerantes, visionários, avançados, vanguardistas, amantes da liberdade e da emancipação feminina, humana ou outra qualquer, acham por bem rotular-me. Eu nunca impediria a rapariga de fazer a foto, mesmo se não acho a ideia feliz. Nem deixaria de votar Agir embora também não fosse votar por causa da foto...! Mas para alguns devotos eu é que tenho de me despir de preconceitos, a Joana está coberta de sensatez. É um assunto que não demora está esquecido e que vale tanto quanto vale uma foto qualquer numa capa de revista, ou seja, não vale muito. E mesmo assim aqui estamos entregues ao comentatório generalizado de uma foto sem grande história, algo está enviesado nas nossas prioridades.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...