6/28/08

FOGE FOGE BANDIDO! NOVO PROJECTO DE MANEL CRUZ



Lembram-se destes dois CD? Sim?E do Capitão Romance? Sim,sim?Não?Para mim é uma das melhores canções feitas por cá:vejam o video. Cão e O monstro precisa de amigos são dois CD que foram comigo a todo o lado.Sempre que ia de viagem lá iam eles.Ainda estão no estojo de viagem, fora das caixas, mas, infelizmente eu já não cirando por aí como dantes.Ornatos Violeta: de banda revelação premiada em 1997 a banda de culto em apenas cinco anos e depois...supernada, acabaram!Deixaram muitos monstros e monstras precisados e saudosos de mais músicas como estas, músicas que demonstravam sem sombra de dúvida que se podiam escrever palavras em português que soassem como o melhor inglês e música que soasse tão bem como a melhor música...do mundo. Eu pertenço à geração que ouviu Chico Fininho em primeira mão.Antes disso em português eu apenas conhecia fado,música popular,ligeira,pouco mais.Foi-me difícil aceitar registos pop-rock em português, era muito exigente,ou a novidade era muita, nada me soava bem.Um pouco igual ao que se passa ainda hoje com os filmes de polícias e ladrões: os nossos polícias nunca me parecem bem polícias a sério!Já quanto aos bandidos, esses vão-se safando!Se um polícia não fala "amaricano" não me parece um verdadeiro polícia, tem de dizer "you have the right to remain silent", ou então...bem, é o efeito Hill Street Blues! Actualmente já não estou a par do panorama musical como estive em tempos mas do que vou ouvindo parece-me tudo muito na onda do copy-paste,do vamos lá ver se ganhamos uns dinheiros rapidamente,já não se sabe se se gravou a música para a novela se foi a novela que se fez para levar a música ao colo. A criatividade e o arrojo profissional sérios e artisticamente empenhados são raros, estão algo fora de moda, talvez porque exigem amadurecimento e hoje não há tempo para o fruto ficar rubro, vai para a praça mesmo verde, dá-se uma cor no Photoshop esperando que talvez ninguém perceba a diferença porque tempo é dinheiro, o timming é tudo!E onde o talento por acaso existe e até brota não faltará depois quem trate de o moldar- ou até abafar e preterir caso se revele rebelde e inconformado,-em nome de produtos de consumo fácil,massificado, e sucesso garantido.E é assim se fazem os "topes" de vendas: cada vez mais o ouvinte tem maior acesso à música, mas cada vez mais o sucesso de uma música depende não da sua qualidade instrínseca mas da máquina promocional em que se apoie, o ouvinte não compra o que gosta, compra aquilo que é convencido a gostar...
Pois foi, um dia veio a notícia, mais ou menos em 2002: os Ornatos Violeta tinham mesmo acabado. Mas Manel Cruz continuou por aí...Pluto e Supernada, e colaborações diversas.No início deste mês de Junho finalmente um livro e dois CD, novas músicas e letras para ouvir,um projecto mais pessoal,Foge Foge bandido. Se ainda não conhecem, aqui deixo a sugestão.O site está engraçado também, com colagens-eu tinha de gostar disso, não?!-e curtas metragens, e música, claro!O que estraga tudo é o preço do artigo...temporariamente esgotado, diz também por lá, nas informações...
Foge foge bandido... Apanhem-no!Apanhem o link...
http://www.fogefogebandido.com/



6/24/08

3 X 50 WAYS TO LEAVE YOUR LOVER!

(PAUL SIMON,BRAD MEHLDAU TRIO,THE MUPPET SHOW)


Como escreveu o Paul Simon na letra da canção, o problema está todo dentro da nossa cabeça.Nisso ele tem razão. Se a resposta é lógica isso eu já não sei. A quem poderemos nós pedir ajuda quando não nos conseguimos libertar de nós mesmos?Existirão,de facto, 50 modos de deixar o nosso amante?!Isto até já parece uma interrogação da loira Carry,do Sexo e a cidade,mas eu, que tem dias em que até sou loira, não vivo em Nova Iorque nem compro sapatos de luxo, e o meu Mister Big nem é assim tão Big. Algumas memórias agarram-se a nós como as lapas aos rochedos.No meu caso, nem por isso.Há anos e anos que me queixo do mesmo: a minha memória dos eventos passados sempre deixou muito a desejar em pormenores.De há muitos anos a esta parte até os seus contornos mais evidentes se desvanecem rápido.Antes de ter tido consciência desta minha permeabilidade ao esquecimento eu tive o que talvez possa ter sido prenúncio disso: nunca apreciei muito a disciplina de História. Não tenho por hábito rememorear.Talvez sofra de rememória preguiçosa.Evidentemente que com pouca memória e pouco exercício dela não há que enganar: vivo em permanência no presente ou numa memória de curta-média duração.O acto de lembrar-me do que foi nunca foi e não é coisa frequente em mim. Já quase não recordo senão meia dúzia de episódios da infância.Alguns deles estão mais vivinhos da silva mas já não tenho a certeza se por tê-los vivido e memorizado ou se porque mos terem relatado num tempo menos recuado assim se reavivando a sua impressão no meu arquivo. Nunca me lembro do que almocei no dia anterior, só depois de algum esforço mental se materializam as sardinhas assadas com pimentos e o vinho rubro digeridos na véspera.Isto poderia facilmente levar a que pudesse, sem grande prejuizo, almoçar o mesmo prato dias seguidos sem me queixar da monotonia da ementa. (Aqui lembro-me de um episódio do Dr. House onde ele usava vários estratagemas para recuperar a memória perdida, um deles os cheiros.Hilariante a mergulhar o nariz num caixote de roupa suja! Adiante...)Esquecer as sardinhas não é importante.Mas esquecer que ensinámos a nossa irmã a escrever ou a cara dos amigos mais queridos já é um pouco mais incómodo. Uma vez pedi a uma amiga chegada que me desse uma foto e ela cismou com o caso: para que queres tu a foto, perguntou ela, se nos vemos quase todas as semanas, eu não tenho e não gosto de tirar fotos. Aí eu expliquei que a vida dá muitas voltas e que agora estávamos ali, mas que amanhã podíamos estar acoli, e que eu me esqueceria dela decorrido um tempo mais ou menos lato sem encontros presenciais ou contactos sociais bem educados, a saber, aqueles telefonemas pelo aniversário, pelo natal, pelas ocasiões festivas ou especiais dos amigos em comum em que sempre alguém nos liga a dizer, olha, sabes quem é que se divorciou, senta-te, que não vais acreditar...Ela ficou furiosa comigo depois de cair em si e de perceber que eu ia iria mesmo esquecê-la, mais ano menos ano... Por acaso a vida deu as tais voltas e os nossos contactos têm-se vindo a espaçar cada vez mais, mas,mas, o meu álbum de fotos lá guarda a fotografia da minha amiga,acompanhada de legenda explicativa pelo que ela tem sítio certo na zona meiga das minhas recordações.

Contrariamente ao que escreveu o Paul Simon na canção 50 ways to leave your lover, eu apreciaria que alguém me explicasse pelo menos 50 modos de não deixar ir as coisas assim tão facilmente. Já consultei informalmente uma psicóloga e ela disse-me com ar de quem sabe tudo que se não me lembro é porque não era nada importante, a nossa memória é selectiva.Selectiva ou minúscula? Não é que eu precise de saber onde estava no momento em que a princesa Diana teve o acidente fatal, - neste caso, até sei, estava nos copos, e sabendo-se que o álcool é danado para a memória, e tendo eu estas relatadas queixas, chamem-me esponja a ver se eu me importo.. -ou o que vestia quando fiz a minha última frequência de Direito- e neste caso até também sei, casaco azul e calças azuis, uma camisa de manga curta com riscas amarelas e brancas talvez...e muita varicela, - pois parece que não escolhi os melhores exemplos!Mas seria então mais ou menos assim: coisas irrelevantes só ocupam espaço no disco, são lixo, mais vale fazer delete.Tranquilizante mas não muito.E então ter-me esquecido que ensinei a minha irmã mais nova a escrever?!Ó pá isso é importante, pá, isso deixa-me vaidosa.Ou não é importante?Quem decide se é ou não importante?Eu ou a minha memória?!É que comigo nem o que é má memória, nem o que é boa memória,relevante ou irrelevante, se agarra que nem lapas aos rochedos.A maioria do meu passado remoto foi-se na corrente sorvida por um qualquer redemoinho dentro da minha cabeça:zutttt, sumiu!Mas esta prosa não era para ser acerca daquilo que eu quero conscientemente lembrar ou esquecer. Era para ser acerca da nossa invasão por memórias que não desejamos mais possuir.Algo como ter acordado hoje às cinco da manhã com a imagem ultra nítida de uma carantonha masculina que já tinha para mim no mais fundo do arquivo morto a movimentar-se na minha cabeça como se ela fosse a sua casa.Os nossos sonhos deviam ter um cadeado de segurança.Mas não.A corrente dos sonhos transborda e toca a nossa consciência sem podermos impedi-la.Contrariando o que diz a letra da canção, dormir sobre o assunto seria talvez a pior solução possível para resolver o assunto não acabássemos nós a tropeçar novamente no mesmo sonho...e a luz da manhã não traz mais luz sobre o assunto, não mais do que a negritude da noite já trouxera clareza.Afinal de nada serve esta canção: quantos já nos explicaram os 50 modos para deixarmos os nossos amantes e nós até acrescentámos mais alguns!Não há plano B que resolva a situação, nem autocarro onde embarcar para longe das imagens vivas, não há chave para desgarrar porque não há cadeado nem embude para os sonhos, nem meia timidez nem timidez inteira,não há nada para discutir.Como é que havemos então de fazer para ser livres Paul Simon, se nem de nós mesmos nos conseguimos libertar?Parece que tu também não sabes.


"The problem is all inside your head", she said to me/The answer is easy if you take it logically/I'd like to help you in your struggle to be free/There must be fifty ways to leave your lover/She said it's really not my habit to intrude/Furthermore, I hope my meaning won't be lost or misconstrued/But I'll repeat myself, at the risk of being crude/There must be fifty ways to leave your lover/Fifty ways to leave your lover/You just slip out the back, Jack/Make a new plan, Stan/You don't need to be coy, Roy/Just get yourself free/Hop on the bus, Gus/You don't need to discuss much/Just drop off the key, Lee/And get yourself free/Ooo slip out the back, Jack/Make a new plan, Stan/You don't need to be coy, Roy/Just listen to me/Hop on the bus, Gus/You don't need to discuss much/Just drop off the key, Lee/And get yourself free/She said it grieves me so to see you in such pain/I wish there was something I could do to make you smile again/I said I appreciate that and would you please explain/About the fifty ways/She said why don't we both just sleep on it tonight/And I believe in the morning you'll begin to see the light/And then she kissed me and I realized she probably was right/There must be fifty ways to leave your lover/Fifty ways to leave your lover/

6/22/08

A CANÇÃO OFICIAL DO EURO 2008: Ohhhhhhhhhhhhhhhhhhh, VIENNA!

Todos os portugueses se recordam da canção da Nelly Furtado, Força,cantada até ao enjôo por todo o lado durante o Euro 2004, que acolhemos, e onde nos vimos gregos para ganhar.Tão gregos que ficámos em segundo lugar. Agora vimo-nos alemães para ganhar,foi pior, mas eu não sou de chorar sobre o leite derramado, o que está feito, ou não, feito está.Paciência, lá se foi a final em Vienna.Por isso lembrei-me da canção que os portugueses deveriam militantemente adoptar até ao final da competição: Vienna, dos ULTRAVOX! Como eu gostava dos ULTRAVOX lá nos anos oitenta, o que será feito do Midge Ure?!Pois é chegado o momento de transformarmos Vienna na canção da moda!Senão reparem nos versos e digam-me se haverá modinha mais ideal para entoar a plenos pulmões e ultrapassar o desaire de forma descontraída e melodiosa:

It means nothing to me
This means nothing to me
Ah, Vienna
This means nothing to me
This means nothing to me
Ah, Vienna


E quem se lembra da actuação dos ULTRAVOX no LIVE AID em Julho de 1985,em Wembley Stadium?  Futebol e música, os maiores factores de mobilização de massas a nível global que conheço. Midge, com os óculos mais foleiro-pirosos(termos amiúde usados nos anos 80) que havia à venda em Londres e as suas "suiças" triangulares,demostrando ao vivo em Dancing with tears in my eyes porque foram um dos melhores momentos da chamada New Wave/New Romantic a partir do lançamento de Vienna e do estupendo video que o promovia.Saudades da forma como vivia a música nesse tempo de bolachas de vinil!

6/19/08

O CABELEIREIRO DE AMY WINEHOUSE


Sendo a mulher tipicamente portuguesa, diz-se por aí, “como a sardinha”,e não sendo muito de se encavalitar em saltos altos em virtude da vida que nem todos os dias dá firmeza para essas subtilezas estéticas, não sei como até hoje a maioria da população feminina não lançou mão da estratégia da Amy Winehouse.De facto, acontece exactamente o oposto: as mulheres não poupam em amaciador capilar e muito brushing!Há que tornar o pêlo macio e escorridinho de liso, menos do que isso é nada. Mas a Amy prefere antes aplicar-se na construção em altura do verdadeiro ninho capilar, ninho sabe-se lá de que criaturas!Eu é que não queria ficar atrás dela numa sala de cinema...Uma voz estupenda, músicos a condizer,boas canções e um estilo de vida on the edge.Até quando Amy?

6/18/08

1000 VEZES OBRIGADA POR VISITAREM OS MEUS BLOGS!


Uma animação tão engraçada quanto irritante, acreditem!(Se aparecer uma publicidade procurem um botão que tem um quadrado branco no topo direito da imagem e cliquem para fechar!)

6/15/08

TREE PARADE EM COIMBRA !


A Floresta vai invadir a cidade!

"No âmbito da Defesa da Floresta Contra Incêndios (DFCI), a Direcção-Geral dos Recursos Florestais (DGRF) promoveu a iniciativa Tree Parade'08
tendo como público-alvo a população escolar.Sensibilizar e educar através da criatividade foi o mote deste concurso, e neste sentido, o desafio lançado às escolas foi o de decoração de uma árvore e o desenvolvimento de uma memória descritiva da mesma de acordo com a temática "Floresta, fonte de recursos".Responderam a este desafio 178 escolas, 178 trabalhos magníficos que serão leiloados com os fundos a reverterem para a limpeza e manutenção das matas portuguesas.As árvores serão leiloadas no site oficial da Tree Parade www.treeparade08.sapo.pt, de 7 a 17 de Julho.
Também você poderá dar um contributo para esta causa!" (Texto original do site oficial da iniciativa)


Exposições
Calendário das exposições:
LISBOATerreiro do Paço: 18 Maio / 05 Junho
PORTOParque da Cidade: 07 - 22 Junho
COIMBRA
Parque Verde do Mondego: 25 Junho / 10 Julho
ÉVORACentro Histórico: 12 - 27 Julho

6/13/08

BLOGGING TIPS



Em 2003, quando eu criei o meu primeiro blog, que já não existe e que se chamou furor scribendi, ter um blog era tão simples.Agora qualquer um que comece é confrontado com mil e uma coisas para saber...mesmo que não queira! Recebi um livro através de uma comunidade a que pertenço, a Fuel my Blog. Blogging tips-What bloggers won’t tell you about blogging, é da autoria de Lorelle VanFossen e abre logo com um aviso de Copyright!E vem autografado! E dedicado ao marido da senhora. Quem é Lorelle? Sabe ela do que escreve? Ela é a autora do lorelle on wordpress, um blog sobre a Wordpress e a blogagem em geral.Se isto continua assim daqui a pouco é preciso um curso!Ela também é colunista no Herald. Leitura agendada para daqui a um mês, por enquanto, impossível!

6/9/08

O CÉLEBRE OVNI DO HAITI


Recebi este video hoje mas já anda a circular desde 2007.Tão bom quanto a melhor ficção científica de Hollywood!No entanto ainda há quem discuta se é ou não é uma animação apesar do autor "Barzolff",um animador profissional que frequentou uma das escolas de arte mais prestigiosas da França e que tem uma década de experiência com computação gráfica e animação comercial,ter avançado com a verdade sobre a sua "experiência social". Curiosamente muitas pessoas houve que se recusaram a aceitar que o Ovni do Haiti fosse uma fraude.

6/5/08

GATTACA versus THE ISLAND: este blog não é sobre cinema, mas até parece!



Gattaca: no século XXI a genética é usada para aperfeiçoamento da espécie humana.A ciência comanda o destino de cada indivíduo acabando por gerar uma nova categoria de preconceito: a invalidade genética.Apenas os mais perfeitos podem aspirar a bons lugares profissionais e oportunidades de realização pessoal.Mas Vincent que foi gerado sem recurso à engenharia genética não desiste do seu sonho apesar de limitado geneticamente: ser astronauta.Realizado em 1997 por Andrew Niccol, com interpretações de Ethan Hawke, Uma Thurman e Jude Law,muito, muito jovens.Cenografia nomeada para o Óscar e música de Michael Niman conferem ao filme uma atmosfera excepcional. Mal recebido pelo público e mornamente pela crítica aquando da sua estreia,muitas vezes esquecido quando se recapitula o género, este filme é um dos meus favoritos no domínio da ficção científica.Talvez a única fita onde gosto de ver Ethan Hawke,a minha antipatia pelo sujeito já vem do tempo dos Poetas Mortos, e continuou com aquela dupla de filmes amorosos, Antes do Sol nascer e Depois de o sol nascer!Trailer bastante completo, inclui entrevistas com actores.

The island: filme de 2005, realizado por Michael Bay.Com Scarlett Johanson e Ewan McGregor.No século XXI a população vive ao abrigo do mundo contaminado numa estrutura blindada,seguindo padrões rigorosos de conduta. O seu sonho é ganharem na lotaria um lugar na ilha, único espaço puro ainda existente no planeta. Mas tudo não passa de uma mentira: eles são meros clones, o seu destino é morrer quando os seus proprietários abastados necessitarem de orgãos substituidos. Quando Lincoln Six Echo descobre a verdade a fuga é a única saída...Mas que desperdício! Podia ser outro grande filme de Sci-Fi mas a dado momento as pontas soltas acumulam-se,pior, transforma-se numa demonstração desenfreada de stunts e lugares comuns.Mais uma vez a engenharia genética e questões muito fundamentais e actuais, mas depois segue-se o puro kaboom!!!Passou ontem na televisão e por isso me lembrei de Gattaca.Ewan McGregor, aqui sem as vestes Jedi mas com look à Captain Kirk, não canta, como em Moulin Rouge, mas fala escocês e contracena consigo mesmo, absolutamente perfeito no papel - o tipo é um bom actor.E reparei há tempos que fica extraordinariamente bem nos anúncios de perfume:isto há prémios que só a idade dá.Ainda se lembram de quando ele era apenas o Renton e mergulhava para dentro de uma sanita?!!

Quais os seus filmes de ficção científica favoritos? Eis alguns: War of the Worlds-Contact- Flash Gordon-Starman - Star Wars: The Empire Strikes Back- The Matrix-Blade Runner-Serenity-Star Wars-2001: A Space Odyssey -Terminator 2: Judgment Day-Alien-Aliens-Back to the Future -The Fifth Element- The Terminator-Star Wars: Return of the Jedi-X-files- Fight The Future-Children of Men-Signs –Total recall-The man who fell to earth-The abyss- Jurassic park- Robocop-Close Encounters of the Third Kind-The Day the Earth Stood Still-Independence Day-Dark City-Brazil-X-Men-E.T. the Extra-Terrestrial-Planet of the Apes-The Thing-Stargate-Gattaca-The island-Metropolis-Mad Max- AI: Artificial Intelligence-Donny Darko- 12 Monkeys-The fly-Men in black-Minority Report-Solaris-Batman-Hell Boy

6/4/08

THE X-FILES:I WANT TO BELIEVE

O poster teaser,simples,imediato e misterioso mesmo assim.
Por cá parece que só chegará em Agosto.O cartazDuchovny e Anderson estão de volta.
Dupla perfeita.

Ontem,depois de ter aqui colocado o trailer dos X-files,que era dobrado em russo, este está em inglês e tem legendas chinesas,os elementos do lado direito da página desapareceram.Eis um justo motivo para convocar a Scully e o Mulder: para onde teriam ido os meus ficheiros? Teriam sido comidos pelos extraterrestres? Acabei por retirar e substituir o post, nada se alterou.E por acaso a imagem do outro tinha mais qualidade.De repente, hoje,os elementos da página regressaram.Começo a pensar em mudar desta plataforma para a tão bem falada Wordpress.

Em relação a este filme eu quero acreditar que seja melhor do que o anterior. Eu fui uma das muitas entusiastas da série que se decepcionou no cinema.Poderá este filme reparar essa decepção?Longe já da memória de dezenas de episódios fabulosos que nos entreteram e estimularam a imaginação antes ainda da fase mais desgastada e desinteressante da série,talvez agora seja possível não fazer comparações e apreciar o filme pelo filme, assim ele seja mesmo bom.Para já, fica apenas o trailer.The truth is out here in a movie theatre next to you.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...