6/15/14

Tendas instantâneas para a praia


O que acham vocês dos abrigos da Decathlon? A ficha técnica diz que uma das vantagens destas tendas é a facilidade da montagem, - que é instantânea, - e a desmontagem, - nada mais é do que dobragem, - que leva 15 segundos. Diz ainda que o tecido do duplo tecto filtra os UV com IPS de 30 e que pesa 1,1 kg. E que quando se transporta, fechada, tem a forma de um disco plano de 56 cm de diâmetro, um bom formato para carregar. Observem a limpeza com que os dois simpáticos do video demonstram tudo isto. Muito fixe, não vos parece? 

De há uns anos a esta parte comecei a ver tendas Quechua nas praias e a pensar em adquirir uma. Mas eram raras e eu interrogava-me porque é que um artigo tão curioso não se tornava viral. Seriam pequenas demais? Faria muito calor lá dentro? Aguentariam a nortada característica aqui da costa? Na Figueira o pára-vento é quase sempre indispensável o que obriga a carregar dois trastes: um chapéu de sol e um pára-vento. Carregar coisas não é o meu forte e por isso a tenda da Quechua começou a tornar-se muito apetecível. Mas os anos têm passado e eu continuo fiel aos dois trastes velhos. 

Hoje, quando cheguei à praia, havia pelo menos três destas tendas coloridas já montadas. Enquanto lá estive não vi mais ninguém chegar com elas mas vi um casal com duas crianças deixar a praia com uma. Além da tenda eles ainda carregavam o tradicional chapéu de sol. Observando a cena era fácil perceber que devem ter adquirido a tenda para os  miúdos. Se bem que nenhuma criança pare muito tempo no mesmo sítio, regra geral o que todas querem é brincar com a água ou com a areia, ou com a bola, o facto é que as  duas crianças até podiam brincar dentro dela protegidas do sol.   

Enquanto umas famílias fazem de tudo para proteger as crianças do sol, outras levam bebés de colo para a praia. Isso sempre me causou uma grande inquietação. Que prazer é que um bebé minúsculo pode tirar daquela caloraça? Vai molhar o pézinho? Não tem tempo para o fazer quando já conseguir dar dois passitos sem cair? Qual é a urgência, senhores? Hoje havia um casal - que nem chapéu de sol tinha, - a dormitar ao sol no areal, com o bebé enrolado na toalha de praia, tipo o menino Jesus a dormir na manjedoura, estão a ver? O pai de um lado, a mãe do outro, e à cabeça o irmão mais velho, noutra toalha. Uma toalha fazia de cama, a outra fazia de chapéu-de-sol. Conseguem imaginá-lo enrolado na toalha como num casulo, a transpirar, o cabelinho colado à testa e à nuca? 

Voltando à tenda Quechua da outra família,  digo-vos, hoje é que me arrependi de não ter filmado a cena da desmontagem/dobragem da tenda instantânea que a promoção da Decathlon diz que se faz em 15 segundos. Faz-se mas é preciso saber como se faz. Eu já estava com pena daquele papá. Não foram 15 segundos, aquilo foram antes uns quase 15 minutos antes dele desistir e amarfanhar a coisa de qualquer maneira, debaixo do braço. Foi hilariante! Por mais voltas que ele desse à tenda, ela parecia ter vida própria, encontrava sempre forma de o contrariar, de se expandir e de impor a sua vontade! Ele não desistia facilmente, não senhora, tentou diversas abordagens, da frente para trás, de trás para a frente, dobrava por aqui, dobrava por ali. Para tornar a tarefa mais complicada o vento estava a soprar com força e em alguns momentos ele lembrava aqueles praticantes de kitesurf, os braços erguidos no ar, a tenda laranja enfunada, estava a ver quando é que o papá levantava voo!  A filha veio ter com ele trazendo o saco circular na mão e entregou-lho. Evidentemente que a coisa amarfanhada não cabia dentro do saco circular. Foi quando ele desistiu. Desconfio que aquela tenda ainda acaba no OLX logo mais pela noitinha. Não me ocorreu ir ter com ele, oferecendo-me para a comprar. Talvez que naquele momento de frustração o papá até me tivesse feito um preço de amigo!

E lá estive novamente a escrever sobre a praia. Mas é só hoje, pois amanhã já é segunda-feira, já lá não irei, e no próximo fim-de-semana estarei no Porto. Aturem-me. A saga com o protector solar - o de corpo - continua. Como hoje não tomei banho de mar e ainda não há chuveiro instalado, regressei a casa a sentir-me um leitãozinho alaranjado. Mas o protector que escolhi para o rosto está-se a mostrar uma boa compra, sublime até. É factor 50, estou até com receio que acabar o verão com um corpo de bronze e uma cara pálida! A ver vamos.

No comments:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...