3/5/13

Comprei uma botija de água quente!

Botija de água quente, saco de água quente ou bolsa de água quente. É tudo a mesma coisa. Indicado para diminuir os espasmos musculares ou para obter um efeito analgésico, ou, simplesmente para aquecer os pezinhos no inverno! Durante anos eu resisti a utilizar as botijas de água mas a semana passada corri ao supermercado para comprar uma pois as noites estavam frias demais! Havia três regras básicas que eu conhecia, ensinadas pela minha mãe: não colocar a água acabada de ferver no saco, não encher em demasia e fazer sair o máximo de ar possível. Lembro-me do saco dela, de côr verde e com uma bonita capa em tricot feita pela minha avó, com anos e anos, mas pouca utilização pois a minha mãe nunca foi friorenta como eu. Além disso ela sempre considerou o saco como algo muito pouco prático e cedo se converteu às botijas eléctricas, primeiro tubulares, depois com formato de disco voador! Essas, penso que tenham areia dentro e uma resistência eléctrica. O maior perigo das primeiras, as tubulares, que apareceram no mercado - e eu ainda me lembro disso - era que não tinham um temporizador e quando as pessoas se esqueciam delas ligadas na corrente além dos 5 minutos necessários para o aquecimento, elas sobreaqueciam e as forras exteriores pegavam fogo e enchiam a casa de fumo! Eu ainda recordo pelo menos dois episódios desses e o cheirote que ficava pela noite fora!

No magnífico Youtube há um video com tudo o que precisa saber sobre como bem utilizar e cuidar da sua bolsa de água quente! Pode até parecer excessivo tamanho ensinamento mas eu cresci a ouvir histórias de sacos que rebentam e causam queimaduras. Por isso talvez eles queiram tranquilizar os potenciais clientes! Em virtude dessas histórias eu nunca quis usar. Mas o frio e eu somos inimigos do peito. À semelhança do Napoleão, eu também não me dou bem com o General Inverno! O frio faz-me sentir doente e, à noite, se os pés não aquecerem eu não durmo! O frio venceu! Quando cheguei ao supermercado a escolha não era muita - ou comprava um saco com capa ou sem capa, e depois escolhia entre as cores disponíveis a preferida. Li a etiqueta para ver se aquilo não teria vindo da China, caso em que prenunciava um estoiro logo que a água lhe entrasse dentro!! Há produtos em que não vale mesmo arriscar, o barato pode sair muito caro e os produtos chineses são muito manhosos. Parecia que não, emobora o lugar de fabrico não fosse explícito, lia-se que a botija estava em conformidade com as normas europeias. Nesse momento eu também não conseguia ver o estado da borracha pois ele já vinha ensacado na capa macia e dentro de uma saca plástica transparente. Também havia sem capa mas eu pensei que não teria tempo de costurar uma tão cedo e trouxe-o - nem sequer me lembrei que podia embrulhá-lo numa toalha, lá está, uma principiante nestas andanças de botijas de água quente não se lembra destas coisas!! Mesmo assim trouxe-o!

À noite fui à cozinha aquecer a água toda contente e meti o saco entre os lençóis. Daí a uma meia hora quando regressei ao quarto e os puxei, pessoal leitor, veio de lá um cheiro de oficina de recauchutagem de pneu que não se aguentava! Naqueles dias em que não lhes apeteça sexo com o vosso companheiro, em vez de invocarem as velhinhas dores de cabeça, sempre podem usar este estratagema- enfiem uma botija de água quente na cama! Duvido que haja homem que se queira deitar ao vosso lado imaginando-se numa casa de pneus! Todavia o frio era maior que a minha náusea ao cheiro da borracha e eu acomodei o saco lá bem ao fundo da cama, até ter os pés quentes. Assim que eles ficaram quentinhos eu levantei-me e fui a correr pôr o maldito bem longe. Mas durante o tempo que ele esteve dentro da cama, sempre que me mexia, lá subia uma aragem a pneu de automóvel até ao meu nariz! É um cheiro intenso a borracha! Só uma vez eu fui a uma oficina com o meu carro para mudar uns pneus velhos e veio tudo isso na minha memória, até os sons. Imaginem a potência desse odor! No dia seguinte, e nos outros que se lhe seguiram, o saco esteve pendurado na corda da varanda a arejar. Mas o cheiro continua intenso. 

Esta semana a temperatura subiu um pouco e não tarda aí a primavera pelo que em breve guardarei a botija pestilenta!  No próximo ano a alternativa poderá ser, estou a ver, um daqueles saquinhos de pano com sementes e ervas aromáticas dentro que se levam ao micro-ondas, no máximo, durante 2 ou 3 minutos.  O problema é que eu também não uso micro-ondas! É um electrodoméstico que já utilizei em diversas ocasiões mas que não me convence a 100%. Então eu não tenho.



Já agora fiquem a conhecer estas almofadas térmicas da marca Ricoxete. São fabricadas à mão por mulheres e homens a cumprir pena de prisão em Portugal. 100% naturais, recicláveis, biodegradáveis e hipoalergénicas, são feitas em tecido de algodão e caroços de cereja (1500 caroços em média ou 350 gramas). Garantidamente não devem cheirar a pneu! Ah! E se alguém souber de algum truque para remover o cheirote da borracha, não deixe de partilhar por favor!

6 comments:

Anonymous said...

Conhece a anedota do gato? Um homem foi a uma farmácia comprar uma botija de água. A senhora lá lhe disse: Não tenho. Porque não usa o gato? No dia seguinte o homem voltou e trazia a face toda arranhada. Olhe,já tem botijas hoje? Eu achei o gato mas meter água nele é muito complicado!Voltarei sempre que possa. Eu não tenho blogue. Mário.

Geralda Antunes said...

Por aqui não temos este hábito. Nosso inverno não é rigoroso. Se usa com água gelada para contusões. Gostei da matéria. Bjs.
http://atelierdasboasideias.blogspot.com.br/

Isabel L. said...

Olá!
...retribuindo o siga me...
Resto de boa semana, bjs

Isabel L. said...

...a tentar por as vsts em dia kkk
obrigada pelas "melhoras" mas não está fácil...hoje tive que reforçar a "farmácia" kkk
...apesar de ter um desses saquinhos elétricos "novos", que aquecem em 3min, não largo o meu "borrachas" de estimação kkkk
Bjs

Magda Moreira said...

Bom dia, amiga!!!
Passando para comunicar que á sua divulgação do seu blog já se encontra na AGENDA DOS BLOGS. Peço que retribua todas ás visitas que chegarem aqui.Passa na página CADASTRADOS e veja o seu número de identificação que está em vermelho e se quiser solicitar á Carteirinha, já pode.Se o seu blog tiver á VERIFICAÇÃO DE PALAVRAS, peço que retire!! Bjs!!!
Agenda dos Blogs

Marta said...

Fiz uma pesquisa no Google e vim aqui parar. De facto lá em casa sempre usámos botinja de água. Também sempre soube que não se pode introduzir água acabada de ferver, só encher até meio ou pouco mais, e deve-se tirar todo o ar... Eu agora não vivo com os meus pais, e continuo a usar botinja apesar de agora estar reticente. A minha mãe está neste momento na unidade de queimados, com queimaduras de segundo grau porque a botinja rebentou quando ela a agarrava, queimando a barriga inteira, o peito, um braço e um bocado de uma perna... Já não olho para as botinjas de água quente com os mesmos olhos. Estou a pensar adquirir uma eléctrica nas estou também com receio...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...