10/10/12

Quantos tipos de arroz conhece?


Como alguns de vós já devem saber, decidi não comer nem carne nem peixe durante 15 dias, em Setembro, e ver como me safava. Fiz muitas leituras sobre alimentação saudável e também pedi aos amigos e leitores do blogue que me dessem links para sites sobre regimes alimentares alternativos.Num dos sites que me enviaram descobri uma Salada de arroz selvagem, ideal para acompanhar guisados picantes. De preparação rápida, fiquei cativada pela simplicidade e também pela novidade do arroz. E o que é arroz selvagem, perguntei-me eu? Ainda não o encontrei nos dois supermercados que visito, mas vi outros que também desconhecia. Rico em nutrientes, pouco calórico, também lhe chamam Zizania ou Grão de Água. O seu grão, de maior comprimento que o comum e de cor escura, cresce de forma selvagem e natural em pequenas produções nas margens dos grandes lagos da América do Norte. Obrigada Google!

A receita de salada de arroz selvagem é assim:

Os ingredientes
250g de arroz selvagem ( Em embalagem para ir ao micro-ondas)
1 cebola roxa em fatias finas
1 pequeno punhado de sultanas
3 cenouras raladas
raspas e suco de 1 limão
1 colher de sopa de mel

O modo de preparar
Preparar o arroz calor de acordo com as instruções de fabricante!! Colocar a cebola e as passas numa tigela e despejar água ferver. Deixar descansar por 1 min, depois escorrer e juntar o arroz e cenoura. Misturar as raspas de limão e suco, o mel e os temperos e servir.


Numa cozinha portuguesa o mais provável é encontrar-se arroz agulha ou carolino. Eu vivo próximo dos campos de arroz do Mondego, é minha obrigação pelo menos saber isso! O arroz agulha cultiva-se pouco em Portugal, é mais na zona do Sado. Pertence à espécie japónica - o agulha pertence à índica. É um bago comprido mas menos absorvente de sabores que o carolino. O arroz carolino é mais gomoso, chega a abrir e empapar facilmente, e é utilizado na confecção de pratos de arroz chamado "malandrinho" ou "no forno". Já o arroz agulha pode ser cozinhado e aguentar-se vários dias, com bagos soltos e inteiros. Este arroz é usado para preparar guarnições e o mais indicado para consumir frio, por exemplo, como base de saladas de todo o tipo.
Já agora aqui deixo uma forma muito simples de cozinhar arroz  para acompanhamento, apenas com cebola ou com alho, para aromatizar, eu prefiro o alho.

Ingredientes
1 copo de arroz
2 copos de água
1 cebola pequena ou alguns dentes de alho
3 colheres de azeite
1 pitada de sal (opção)

Modo de preparar
Colocar o azeite num tacho, eu disse 3 colheres, mas é para cobrir o fundo, e depois deixar aquecer. De seguida há que picar a cebola ou partir os alhos em pedacitos e quando o azeite estiver quente mete-se a cebola ou o alho até ficarem louros. Depois há que  juntar o arroz e misturar no azeite, mexendo, até que o arroz frite nele o que deve suceder em 3-4 minutos.Quando estiver frito é só deitar as duas canecas de água e deixar cozer. Há quem junte logo a água a ferver. Quando levantar fervura baixa-se o lume e tapa-se o tacho. Dantes eu ficava intrigada sobre o como saber se está cozido - quando o arroz não tem líquido e tem buracos em cima, está pronto. Costumo deixar ficar no lume apagado para que não haja dúvidas de que está mesmo prontinho a comer!

Não imaginam o meu espanto quando o Google me devolveu uma lista  grande de tipos de arroz diferentes!!Eu apenas tinha ouvido falar de alguns! É claro que a maioria destes nem nas cozinhas portuguesas nem no supermercado onde vou os encontro. Mas gostei de ficar a conhecer, afinal isto é cultura! 

Então vejamos mais alguns tipos de arroz:

1.Arroz Selvagem - O arroz selvagem tem sabor e aroma exóticos. Durante o cozedura exala um aroma herbácio.É um m arroz pobre em gordura, mas muito rico em proteínas, fibras, potássio e fósforo. Indicado para  pratos  com carnes nobres e defumadas e preparo de saladas.

Modo de Preparar 
250g de Arroz Selvagem
1colher de sobremesa de azeite de oliva
3 colheres de café de sal
500ml de água fria

Fritar o arroz com sal e azeite por 2 minutos. Após adicionar a água, mexer. Ao levantar fervura cozinhar em fogo médio com a panela tapada por 40 minutos. Desligar e deixar em pausa por mais 5 minutos.

2. Arroz Basmati
-  o "príncipe dos arrozes", de origem asiática,tem aroma e textura delicados,  grãos longos que ficam ainda maiores depois de cozidos. Basmati  significa “aromático excelente”. Este arroz é cultivado nos vales do Himalaia e possui grãos longos de grande brancura.

Modo de Preparar
250g de Arroz Basmati
500ml de água fria
3 colheres (chá) de sal
1 colher (sobremesa) de azeite de oliva

Adicionar todos os ingredientes na panela. Após levantar fervura, cozinhar em fogo médio por 20 minutos com a panela tapada. Deixar em pausa por 5 minutos depois de apagado o lume.

3.Arroz Preto - exótico, o arroz preto é muito apreciado por chefs. Inicialmente cultivado na China, apresenta grãos curtos, arredondados, de coloração preta e textura macia,  sabor e aroma acastanhado e coloração preta.
Vai muito bem com caça. Cultivado na China há mais de 4 mil anos, com fama de produto afrodisíaco era o “Arroz Proibido”, pois era consumido apenas pelo Imperador. O Arroz preto tem mais 20% de proteína  e mais 30%  de fibra, tem menos gordura e menor valor calórico que o arroz integral.

Modo de Preparar
250g de Arroz
1colher de sobremesa de azeite de oliva
3 colheres de café de sal
750ml de água fria

Fritar o arroz com sal e azeite por 2 minutos. Após adicionar a água, mexer. Ao levantar fervura cozinhar em fogo médio com a panela tapada por 45 minutos. Desligar e deixar descansar por 5 minutos.


4.Arroz Vermelhoo Arroz Vermelho recebe essa coloração devido aos pigmentos contidos na sua casca. Bago firme e arredondado e sabor amendoado, acompanha bem os produtos de charcuteria.O arroz vermelho é um arroz integral, rico em fibras, proteínas, vitaminas e sais minerais. Este arroz também é de origem asiática, chegou ao Brasil por meio dos portugueses, na época da colonização. Em meados do século XVIII, foi proibido pela Coroa portuguesa, por interesses comerciais, queriam que vingasse o carolino. Na década de 90 voltou a ser redescoberto! Na Europa, é bem conhecido em Camargue, conta-se que foi descoberto no sopé da abadia de Montmajour (a 2km de Arles), onde espigas de arroz vermelho cresciam nos campos tradicionais de arroz. Este arroz não gera consenso. Há quem o considere uma planta invasora dos arrozais típicos, há quem não goste do seu sabor. Há também quem defenda que este arroz é o arroz original e que inicialmente o arroz terá sido vermelho...

Modo de Preparar
250g de Arroz Vermelho
1colher de sobremesa de azeite de oliva
3 colheres de café de sal
650ml de água fria

Fritar o arroz com sal e azeite por 2 minutos. Após adicionar a água, mexer. Ao levantar fervura cozinhar em fogo médio com a panela tapada por 45 minutos.Desligar e deixar descansar por 5 minutos.

5.Arroz Koshihikari
Esta variedade é a mais plantada do Japão. Arroz de grãos pequenos, com  alta concentração de amido, é maleável, adquire uma consistência macia, úmida e cremosa depois de cozido, ideal para o preparo de sushis e pratos orientais em geral. É, também, considerada a mais fina variedade dentre todas, em especial a da área de Uonuma, na Perfeitura de Niigata, sendo o arroz mais caro deste país. Os famosos sushimen Tsuyoshi Murakami e Jun Sakamoto usam o tipo Koshihikari nos seus sushis e gohans.

Modo de Preparar
250g de arroz
500ml de água fria
3 colheres (chá) de sal

Lavar o arroz até que a água fique transparente.Colocar todos os ingredientes na panela e levar ao fogo alto com a panela fechada até levantar fervura, após cozinhar em fogo médio com a panela mal tapada por 20 minutos. Desligar e deixar descansar por 5 minutos.

6.Arroz Carnaroli - De origem italiana, onde a
 cultura do arroz faz-se nas regiões da Lombardia, do Vêneto e do Piemonte.Caracterizado por grãos grossos e longos e pelo seu perfeito cozimento, é cosniderado o melhor arroz para preparação de risotos. Os seus grãos grandes e levemente perolados absorvem muito bem a água e libertam amido, dando origem a pratos gomosos. Rico em amido e sais minerais, apresenta baixo teor de gorduras e é de fácil digestão.

Modo de Preparar
250g de Arroz
1colher de sopa de azeite de oliva
3 colheres de café de sal
625ml de água fervente


Fritar o arroz com sal e azeite por 3 minutos. Após adicionar a água quente aos poucos e mexer sempre até totalizar 17 minutos de cozimento em fogo médio.Desligar e servir.

7.Arroz Thai - A Tailândia tem uma enorme variedade de arroz. Thai é arroz da Tailândia,  o Arroz Jasmim (Hom Mali), com intenso aroma floral e um outro, de bago longo e transparente, quase tão longo como um basmati. Este é bastante gomoso e rico de sabor. Pode cozinhar-se como risotto e fica gomoso, ou solto, como pilau.

Modo de preparar
200g de Arroz Thai
400g de água
4 colheres de sopa de azeite

2 dentes de alho
Sal


Partir os alhos em pedaços e fritar no azeite, até começarem a alourar. Depois retirar os alhos. Juntar o arroz e envolver na gordura até estar com os bagos transparentes.
Juntar a água a ferver, temperada de sal.Não mexer o arroz. Basta tapar e retirar do lume. Meter o tacho no forno médio ou mesmo baixo por 25 minutos. O arroz deve ficar no quente mas a água deve ficar parada, sem ferver. O arroz vai ficar soltinho. Podem juntar-se outros ingredientes que se fritam no azeite, por exemplo tiras de pimento.

8.Arroz integral - é um arroz descascado e limpo, mas não branqueado. Conserva a maioria do seu farelo, pelo que é mais rico em fibras, minerais e vitaminas que o arroz branco. O arroz integral pode ser encontrado em três formas – agulha, cateto e vermelho. Todos com propriedades semelhantes, mas com textura e sabor diferenciados.

E para terminar uma adivinha dos tempos da escola primária:
Qual é o vegetal, cujo nome lido ao contrário, é nome dum animal?

No comments:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...