7/7/12

Arte é... escultura em melancia!









A melancia é a verdadeira fruta para beber -  92% da melancia é água! Não há fruta que melhor combine com o verão. Por esta altura do ano as melancias estão à nossa espera nos mercados e nos supermercados, redondas, com as suas cores contrastantes, verde escuro e vermelho.  Cruzei-me com um site norte-americano que faz a promoção da melancia naquele território, de onde extraí parte da informação que aqui divulgo, e onde encontrei sugestões diversas para levar a melancia à mesa, sugestões divertidas e relativamente fáceis de executar. Ao ver a fotografia de uma melancia transformada em ouriço, a minha irmã disse-me que um professor colega dela esculpia fruta muito bem e mostrou-me a página dele no Facebook. Foi lá que descobri estas magníficas esculturas que vos mostro nas fotografias acima. O Simão Rama é de Cantanhede e é um exímio escultor de frutas, legumes e até gelo. Aconselho vivamente uma visita aos seus álbuns de fotografias no Facebook.

Quando pensamos em fruta, pensamos em vitaminas. Que vitaminas tem a melancia? A vitamina A,  importante para a saúde ocular, aumenta também a imunidade. A vitamina B6, que ajuda na produção de anticorpos. Também ajuda a manter a função normal dos nervos e formar os glóbulos vermelhos. O corpo utliza-a para ajudar a quebrar proteínas. Quanto mais proteína ingerimos, mais vitamina B6 necessitamos.  A vitamina C  ajuda a fortalecer as defesas do sistema imunológico contra infecções e vírus, e protege o organismo de radicais livres prejudiciais que podem acelerar o envelhecimento. A melancia também é fonte de potássio, um mineral necessário para o equilíbrio de água no organismo, cálcio, fósforo e ferro.

A melancia parece ter tido a sua origem no Deserto de Kalahari, em África. O primeiro registo de uma colheita da melancia  data de há cerca de 5.000 anos, no Egipto. As  melancias eram colocados nos túmulos dos reis para nutri-los na sua vida após a morte. Depois as melancias espalharam-se por todos os países ao longo do Mar Mediterrâneo por meio de navios mercantes. Por volta do século X, a melancia encontrou o seu caminho para a China, o país que mais exporta melancia actualmente. O século XIII os mouros levaram a melancia ao resto da Europa, e depois, seguiu com os escravos para os Estados Unidos. À China seguem-se a Turquia,o Irão, Egipto e Estados Unidos como produtores. Na Europa, os principais produtores são Grécia, Espanha, e Itália.

A melancia de manhã é de prata, de meio-dia é de ouro, de noite mata. Como é que se escolhe uma melancia? Devemos procurar um fruto simétrico, livre de contusões, cortes ou mossas. Quando o levantamos deve ser pesado para o seu tamanho,  a melancia é constituida por 92% de água. A parte inferior da melancia deve ter um ponto amarelo, a parte onde assentou na terra para ser curada ao sol. A casca não deve ter manchas. Ao batermos com o nó dos dedos na casca  o som deve ser oco! 

A melancia inspirou poesias e letras de canções? Sim, claro! Eis Melancia e Coco Verde, de Vinicius de Morais!

Melancia é fruta verde e dá botão
Coco verde é fruta dura e cai no chão
Menina, case comigo
Que eu sou bom trabalhador
De dia durmo consigo
De noite morro de amor

Para consigo morar
Eu vou querer a enfeitar
Com os cardumes do céu
Com as estrelas do mar

Menina venha comigo
Consigo eu juro que vou
Me siga para onde eu sigo
Me siga para onde eu for

Para consigo morar
Eu vou querer lhe ofertar
A minha vida no céu
A minha morte no mar

Menina, minha senhora
É hora de se mudar
A vida me faz voltar

Eu na sua companhia
Sigo pr'onde for
Corpo cheio de vontade
Coração em flor
Quero ser minha senhora
Para meu senhor

Coco verde e melancia
Para sempre amor

No comments:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...