7/12/12

Animais e Direitos - Lennox RIP


Lennox está morto. Era um cão com 7 anos de idade, que tinha donos, Caroline Barnes, de 34 anos e sua filha, Brooke, de 12 anos. Vivia, portanto, com uma família e não tinha um historial de violência. Então porque aconteceu?  Porque rosnou e ladrou a uns guardas, durante uma visita de inspecção rotineira. Repararam nele e acharam que era de uma raça perigosa. Foi retirado à família e estava preso nos canis do município ao abrigo do Dangerous Dogs Act, de 1991. Em Março de 2011 o juiz Ken Nixon declarou que Lennox era perigoso para os estranhos e que tinha de ser abatido. Porque a Irlanda tem uma  lei que condena animais de raças consideradas potencialmente perigosas (BSL - breed specific legislation) e os irlandeses não podem ter cães dessas raças, nem sequer cruzamentos, sob pena de os verem ser eutanasiados. Porque, ao contrário do que se passa no resto do Reino Unido, onde existe um registo para cães perigosos, e um cão pode ser tornado legal invocando que apesar de ser de uma raça potencialmente perigosa tem um historial de bom comportamento, aqui o cão pode ser apreendido, sujeito a julgamento, e depois  ser, ou não, banido! O cão presume-se perigoso e o dono tem de provar o contrário!! A decisão do Conselho da Cidade de Belfast, - Belfast City Council -  foi final e isto apesar dos esforços de uma campanha de dois anos para resgatá-lo desse destino que se intensificou nas últimas semanas. O cão Lennox tornou-se notícia no mundo inteiro, a sua história saltou para o Twitter, para o Facebook. Subscreveram-se petições, uma petição online recolheu 212.000 assinaturas de todo o mundo! Personalidades diversas manifestaram-se e apelaram às autoridades para que Lennox fosse poupado. A mais emblemática foi César Milan, o conhecido  "encantador de cães". Ofereceram-se para levar o cão para os Estados Unidos! Mas o BCC tinha de fazer deste cão um exemplo, um exemplo de quê? Este processo durou dois anos, acabou no dia 11 com a morte de Lennox, que foi "humanamente colocado a dormir", segundo tradução literal do comunicado divulgado. Fizeram-se vigílias e manifestações de rua, na Irlanda do Norte mas também em Nova Iorque! O primeiro ministro da Irlanda intercedeu por Lennox, eu enviei um email a pedir que fosse poupado, eu e muitos amigos dos animais por esse mundo fora. O cão Lennox era uma mistura de Bulldog com Labrador e Staffordshire bull terrier mas, o BCC, - os seus especialistas, Peter Tallaght, por exemplo, informaram que o cão era extremamente perigoso e que o factor da segurança pública não podia ser posto em causa. Para eles o cão era do tipo Pitbull, uma raça perigosa. O perito que aconselhou o BCC descreveu o cão como um dos cães mais imprevisíveis e perigosos que ele tinha encontrado e a sua palavra  acabou cumprida - entendeu que era um risco e que devia ser abatido. O BCC afirma também que os seus funcionários têm sido alvo de uma campanha de ameaças, - que foram desde cartas anónimas a pneus cortados -  e que está alerta. Mas, além dessas, agora surge o apelo à imprevisível reacção de milhares de apoiantes dos animais que se sentiram defraudados: estão a ser compiladas e divulgadas listas de empresas irlandesas e a pedir a todos que os seus produtos não sejam comprados.

Qual a sua opinião sobre esta matéria? Concorda ou não com esta linha de pensamento que estipula que cães de certas raças são automaticamente um risco?

A sentença do tribunal, em inglês, pode ser encontrada aqui.

Cliquem na imagem abaixo e terão acesso a uma página sobre a problemática da BSL - Breed Specific Legislation. Abaixo, a tradução possível.


O que é um BSL?
BSL representa Legislação de Raça Específica. A BSL pode exigir o licenciamento especial de uma raça ou raças (restrição de raça) ou a eliminação total de uma raça (proibição da raça).
Por que é a BSL ruim?
BSL não ataca o problema: os maus donos de cães. Aqueles que estão causando os problemas com seus cães não se preocupam com a lei. Ou esses proprietários vão continuar com a posse das raças BSL ou abandonar os cães, obter uma nova raça e continuar o ciclo. A restrição fará também com que algumas raças se tornem mais atraentes para aqueles que obtêm uma sensação de poder por intencionalmente violarem a lei. Alguns proprietários são simplesmente ignorantes e não sabem o que é preciso para corretamente criar, treinar e conviver com o cão. Os proprietários que são intencionalmente maus ou proprietários que são deseducados e irresponsáveis ​​é que são os problemas que precisam ser abordadas. Além disso, BSL é de difícil de aplicação, dispendiosa e muitas vezes muito vaga  nas suas descrições de como identificar um cão perigoso.
Não são os cães mencionados em BSL perigosos?
Qualquer cão pode ser um risco. Até mesmo raças pequenas têm gravemente ferido e morto crianças. Um American Pit Bull Terrier em um bom lar é um cão mais seguro do que um Dachshund numa casa sem regras. Os seres humanos decidirão o quão seguro o cão individualmente considerado será. Na maioria dos problemas provocados pelo cão, é no proprietário que reside a culpa. O cão acaba sendo muito mais de uma vítima em muitos aspectos. É o cão o  culpado? Não, ele está apenas refletindo o proprietário. Você pode dizer muito sobre uma pessoa através de seus cães.
Se qualquer cão pode ser perigoso, por que são apenas certas raças específicas atingidas pela BSL?

Estas raças tornaram-se um alvo por causa de uma falta de educação generalizada. Os legisladores e o público em geral não tomam o tempo para aprender a verdade sobre as raças mencionadas no BSL. Em vez disso, eles acreditam na onda e em informações de fontes de baixa qualidade e pouco confiáveis.
As pessoas que criam mais problemas com os cães são:
- aqueles que utilizam cães como símbolos de status por razões erradas;

- os proprietários pouco conhecedores que não percebem o tempo necessário ao adequado treinamento de qualquer cão;
- aqueles que, sem querer, permitem que comportamentos indesejáveis dos seus cães ​​cresçam sem cuidar de estar atentos e de tratá-los.

Ex: Quantas pessoas deixam filhotes minúsculos mordiscar as suas mãos ou os pés? Não estão cientes de que isso realmente ensina o filhote de cachorro que é bom morder os seres humanos quando se brinca. As crianças muitas vezes intencionalmente ou não, fazem coisas que podem levar a uma mordida: uma brincadeira inadequada, festas a cães estranhos, pregam sustos aos cães, etc. Parece ser mais fácil para os legisladores proibir uma raça do que atingir a verdadeira fonte do problema: muitas vezes jovens sub-educados quanto a animais, crianças sem supervisão, ou adultos irresponsáveis à procura de outro símbolo de status. Há pouca responsabilidade pessoal, mais nada. Se algo está sendo usado para o mal, vamos bani-lo, em vez de atacar a origem do mal - o ser humano. Qualquer cão pode ser um problema. É o ser humano que decide aquilo em  que o cão se torna independentemente da raça. A responsabilidade pessoal é o factor que importa - quem está no controle do cão?


Se é o ser humano a causar o problema, porque não são antes os maus proprietários o alvo da lei?
Isso é o que pessoas que se opõem a BSL estão tentando fazer: obter legisladores que pensem a raiz do problema sem punir os bons. Mas os legisladores são humanos e como tal pouco conhecedores ou utilizam as fontes erradas para colher a sua informação. Eles vão por aquilo que é impresso nos media e não pela realidade dos factos. Parece melhor aos olhos de quem não conhece a realidade culpar o cão do que o ser humano.

(Mais texto em inglês, no site)

No comments:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...