3/23/12

Fado ao Centro, bem no centro de Coimbra

Na segunda-feira passada tive de me deslocar a Coimbra e como tinha algum tempo disponível até à hora do almoço pensei subir até à Faculdade de Direito pelo Quebra-Costas aproveitando para fazer um teste à minha forma física pois estas escadas, parafraseando título de um filme norte americano, não são para velhos! Não correu mal, até porque assim que comecei a subida fui forçada a fazer uma pausa. Uma senhora distribuía flyers e convidou-me a entrar numa ainda recente casa de fados coimbrã. Fiquei agradavelmente surpreendida pela descoberta. Fado ao Centro é um espaço muito agradável, de divulgação e promoção do Fado de Coimbra. Eu estudei em Coimbra mas nunca me passa pela cabeça ouvir fado de Coimbra em casa. O que para mim faz sentido é ir ver e ouvir fado no seu próprio ambiente. Talvez a pensar em pessoas como eu, um grupo constituido por actuais ou antigos estudantes de Coimbra teve a ideia de criar o Fado ao Centro, um espaço onde as pessoas podem experimentar o fado com auntenticidade, bem no centro histórico da cidade e a horários muito convenientes. 
As sessões de fado acontecem diariamente em períodos diferentes, pelas 12.30 h, 15.00 h  - espectáculos de 30 minutos - e pelas18.00 h. - espectáculos de 50 minutos. Estes horários permitem oferecer a música mais facilmente os interessados, mesmo a população mais idosa e relutante em sair de casa à noite. Eis um exemplo para inspirar entidades culturais por esse país fora - quantas vezes são montadas exposições, até implicando algum investimento, com horários de visita estritamente laborais, o que diminui grandemente a possibilidade de terem público.
A sala onde se canta o fado é acolhedora, sóbria mas convidativa. Numa das suas paredes está patente, em permanência, uma exposição sobre a história do fado e seus intérpretes, que pode ser visitada gratuitamente. No momento da actuação são corridas as cortinas e a sala mergulha na escuridão própria das serenatas, recriando assim, num ambiente íntimista, a atmosfera ideal para ouvir a canção de Coimbra. O espectáculo do final de dia inclui também uma prova de vinho do Porto. Lembrei-me de sugerir à minha simpática interlocutora uns pastéis de Stª Clara para acompanhar, mas entretanto esqueci-me! Os espectadores podem também assistir a um documentário legendado.

Espero que os meus leitores tenham gostado da minha descoberta. Visitem o site do Fado ao Centro para acompanharem este interessante projecto. Podem escutar o fado enquanto observam fotografias das actuações. Deixo os contactos e página do Facebook caso se sintam motivados para comparecer e reviver momentos passados em Coimbra ou ouvir, pela primeira vez, o fado de Coimbra, ao vivo. Garanto que ao vivo é outra coisa.

Reservas:
Telefones: 913 236 725 - 239 837 060 - 239 405 105
Rua Quebra Costas, 7 Coimbra
fadoaocentro@gmail.com 

 Quebra-Costas - é fácil encontrar o Fado ao Centro.
 Aspecto interior da Casa de Fados. 
Decoração com tradição e bom gosto.
 O canto dos músicos. 
A viola e a guitarra.
 Exposição permanente de fotografias
 e memórias sobre o fado. Se passar, entre e espreite. É grátis.
+
Do outro lado da rua, uma pequena loja repleta de artesanato que também merece uma visita. Em exposição vários tipos de louças tradicionais de Coimbra e outras regiões, bem arrumadas nas estantes ou expostas nas paredes do exíguo espaço, e...

 ...um insólito. Uma cesta repleta de pequenos bebés negros, em cerâmica! Explicou-me a pintora Ana Dinis que os bebés devem ser roubados sem que a logista se aperceba pois isso trará sorte ao ladrão! (Fiquem, pois, a pensar se eu roubei um bebé, ou não...mas, deixem-me que vos diga, se há pessoa que precisa de sorte, essa pessoa sou eu!)

Insólito! Essa tradição eu não conhecia!

No comments:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...