10/4/11

Mais um Dia Mundial do Animal


(O Davis, o shar pei da minha irmã, quando era cachorro.)

Hoje assinala-se mais um Dia Mundial do Animal. Desde 15 de Outubro de 1978 que os direitos dos animais estão fixados na Declaração Universal dos Direitos do Animal, criada pela UNESCO, e o seu objetivo  é assegurar a preservação das espécies e garantir o seu bem-estar. O Dia Mundial do Animal é mais antigo, celebra-se desde 1930 em homenagem a São Francisco de Assis, um protetor dos animais, que morreu a 4 de outubro de 1226 e que os tratava por "irmãos". É suposto que alguém, em algum lugar, em alguma hora do dia de hoje se lembre dos animais  e faça algo para celebrar a sua vida. Continua a ser  preciso já que continuam a ser alvo de abusos diversos, quer sejam domesticados ou selvagens,  urge sensibilizar para a sua proteção e preservação. Infelizmente continua também a ser preciso demonstrar a importância dos animais na nossa vida apesar disso parecer uma evidência para as pessoas de bom senso.
Eu sempre gostei de animais. Cometi algumas atrocidades contra os pobres quando era criança, duas, que me recorde. Uma delas, recorrente, era apanhar gafanhotos durante os intervalos da escola. Era ver quem conseguia meter mais num saco plástico! Uma vez soltei-os na própria sala de aula! Outra era apanhar caracóis, os maiores que conseguisse encontrar, e colocá-los em grandes frascos de vidro, que depois olhava, fascinada, quando eles saíam da casca. O sofrimento dos bichos terminava quando a minha mãe encontrava os frascos e me mandava libertá-los I-ME-DI-A-TA-MEN-TE. Também apanhei borboletas mas desisti logo quando constatei que morriam rapidamente e, ainda por cima, de asas fechadas...
Ando há muito para escrever sobre um video cruel que vi há algumas semanas. Estava num site desses que agora proliferam cheios de videos sobre os mais diversos assuntos, curiosidades, celebridades, etc,  a ver videos de gatos quando uma foto tremida de um cão que tinha lume no dorso me chamou a atenção.  Nunca pensei que os jovens levassem o feito valente até ao fim. Levaram. O video mostrava como eles regaram o cão com um produto inflamável e lhe deitaram o fogo. Mostra depois o sofrimento do animal a debater-se com a dor e a sua impotência para pôr fim à situação. Vai até ao fim. Fiquei chocadíssima e incomodada com o visionamento. Atordoada ainda passei os olhos pela lista de cento e vinte e tal comentários horrorizados de gente que mais clamava por vingança do que por justiça para aquele bando de jovens transviados cujo rosto nunca vemos. Comecei a visionar o video na convição de que alguém poria cobro ao sofrimento do animal, mas não. Aqueles jovens mataram o cão de forma absolutamente dolorosa. Filmaram e subiram o video algures - no site onde vi não havia ligação para a sua origem e também já esqueci o nome desse site - para partilhar com o mundo a sua ousadia, a tortura de um animal indefeso, para sua diversão. Além de os censurar directamente, censuro também os sites de alojamento de vídeos que permitem que estas imagens se propaguem, inspirando novos autores, numa corrida para ver quem ultrapassa quem em violência contra os indefesos. Este site era de puro entretenimento, o seu administrador retirará dele eventual receita publicitária e por isso a divulgação de imagens chocantes, que sempre cativam gente, é sabido. Hoje parece-me o dia ideal para denunciar esta situação. Felizmente existem muitos jovens que se entregam a obras de mérito e não a selvagerias como a que descrevi. Lembro a exemplar Sílvia, uma jovem da Póvoa do Varzim, e o seu gatil Bastet. Ou a Suzana Ferreira, do Montijo, que  no dia de aniversário pediu no Facebook que lhe dessem ração para cão e gato que ela doou a associações. Louvo estes esforços individuais. São pessoas que não se acanham perante a enormidade da missão, antes fazem o que podem fazer, não desistem, e dia-a-dia contribuem para salvar animais indefesos e maltratados. Elas celebram o Dia Mundial do Animal todos os dias. Nós, ao menos que no Dia do Animal escrevamos pelo menos um texto, talvez melhor do que este, que para celebrar a vida teve de ir buscar a morte.

“Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará de o ensinar a amar o seu semelhante.
Albert Schwweitzer
Pensador
Prémio Nobel da Paz - 1952


"A grandeza de uma nação e o seu progresso moral podem ser avaliados pelo modo como os seus animais são tratados."
Mahatma Gandhi
1869 - 1948

"Eu sou a favor dos direitos animais bem como dos direitos humanos. Essa é a proposta de um ser humano integral."
Abraham Lincoln
Presidente dos EUA

"Matar um animal para fazer um casaco é um pecado. Nós não temos esse direito. Uma mulher realmente tem classe quando rejeita que um animal seja morto para ser colocado sobre os seus ombros. Só assim ela será verdadeiramente bela."
Doris Day, actriz


"Não há diferenças fundamentais entre o homem e os animais nas suas faculdades mentais... os animais, como os homens, demonstram sentir prazer, dor, felicidade e sofrimento."
Charles Darwin

Ensinar uma criança a não pisar em uma lagarta é tão importante para a criança quanto para a lagarta.
Bradley Millar

Uma boa ação feita a um animal é tão digna de mérito quanto uma boa ação feita a um ser humano, da mesma forma que um ato de crueldade contra um animal é tão ruim quanto um ato de crueldade contra um ser humano.
Maomé

O pior pecado contra nossas criaturas amigas não é odiá-las, mas ser-lhes indiferente. Essa é a essência da desumanidade.
George Bernard Shaw

"Esse direito - o de matar um veado ou uma vaca - parece-nos natural porque nós estamos no alto da hierarquia. Mas bastaria que um terceiro entrasse no jogo, por exemplo, um visitante de outro planeta a quem Deus tivesse dito "Tu reinarás sobre as criaturas de todas as outras estrelas", para que toda a evidência do Gênese fosse posta em dúvida. O homem atrelado à carroça de um marciano - eventualmente grelhado no espeto por um visitante da Via-Láctea - talvez se lembrasse da costeleta de vitela que tinha o hábito de cortar em seu prato. Pediria (tarde demais), desculpas à vaca."
Milan Kundera, escritor


"A não-violência leva-nos aos mais altos conceitos de ética, o objectivo de toda a evolução. Até pararmos de prejudicar todos os outros seres do planeta, nós continuaremos selvagens."
Thomas Edison, inventor

"Chegará o dia em que os homens conhecerão o íntimo dos animais, e, neste dia, um crime contra um animal será considerado um crime contra a humanidade". 
Leonardo da Vinci (1452-1519)

1 comment:

Eunice Maria said...

Oi, Belinha! Achei o seu blog. Vim retribuir a visita, agradecer a sua participação no meu blog e te seguir também. Beijo, Eunice Maria.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...