6/5/07

Passaporte electrónico português!Nisto estamos mesmo muito à frente!







Em 1996 tirei o meu primeiro passaporte e levei comigo o bilhete de identidade, uma foto sorridente e talvez 8.000$00. Hoje as coisas já não se processam inteiramente assim, apenas se mantém o mesmo local,e, quem sabe, se não os mesmos funcionários.Nas imediações do Largo da Portagem, ali mesmo numa calçada a subir onde ainda se encontram estilhaços de vidro de garrafas de cerveja, recordações da última Queima das Fitas, mediante um procedimento rápido e solene - nada de rir para o ecrã e orelhas a descoberto, é por isso que fiquei orelhuda e com cara de poucos amigos - uma máquina fotografa-nos a preto e branco e tira-nos as medidas, verdade, e recolhe também a nossa assinatura, enquanto o funcionário processa os dados do nosso bilhete de identidade.Um processo verdadeiramente Simplex. Podemos pagar comodamente através do Multibanco a dolorosa quantia de 60 euros e alguns dias depois podemos ir levantar o novo passaporte electrónico português. O documento mantém uma capa em tons de bordeaux e inscrições em dourado semelhantes às anteriores, mas a inscrição Comunidade Europeia foi substituido por União Europeia. Apresenta-se com um novo formato interior, as páginas que dantes se mostravam monótonas e vazias agora foram embelezadas por vagos traços de Júlio Pomar, linhas inspiradas em Camões e Pessoa, enquanto esperam vistos e carimbos dos países a visitar. A novidade maior é a presença de dispositivos electrónicos sensíveis e o conselho de que não o devemos expôr a temperaturas elevadas ou humidade. Fiquei muito curiosa a este respeito. O meu novo passaporte é uma espécie de documento do futuro, vem artilhado electrónicamente.Será que se desintegra em 10 segundos se eu for feita refém da Al Quaeda?!!! Será que dá choque se lhe mexer com as mãos molhadas?!!Fui bisbilhotar o site do Passaporte Electrónico Português para descobrir mais e pensei que talvez também gostassem de saber de que engenho e arte é feita esta nova geração de passaportes. Sigam este link! Bom, fiquei a saber que tem um chip contactless, seja lá o que isso seja. Aí se lê: "As informações presentes no chip são legíveis apenas por equipamento próprio, no âmbito do controlo de fronteiras. Só podem ser lidos pelos serviços congéneres do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal, estando os dados devidamente assinados para protecção contra possíveis adulterações, dificultando fortemente as falsificações. O PEP permite, também, satisfazer os requisitos necessários para a plena participação de Portugal no Visa Waiver Program(Programa de Isenção de Vistos!!!) e assim satisfazer as condições necessárias para manter a dispensa de visto de entrada nos EUA para titulares de passaporte português." Ora agora é que eu vou aos EUA, há que aproveitar esta simpatia electrónica e ir antes que a Al Quaeda mande para o inferno todos os aeroportos senão mesmo a nação inteira.Ou que Bush mande revogar os acordos que permitem esta isenção,sempre pode acontecer nos conturbados tempos em que vivemos. Mas o mais engraçado foi tentar descobrir a pomba da paz em contra-luz na página dita biográfica do passaporte. À saída da secretaria do Governo Civil mirei e remirei essa página que tem os meus dados e foto, e a única coisa que via era a minha cara de poucos amigos, e estava eu nisso quando vi um coelho desenhado nos azulejos e então fotografei-o com a minha máquina miserável.Mal imaginava eu então que havia uma pomba (da paz?!!) meio escondida no passaporte. Mas porquê uma pomba (da paz) que mal se consegue ver?!!Imaginei-me no meio de uma situação dramática agarrada ao passaporte como se a um punhado de terra de Portugal, a milhas de casa, e em jeito de consolação, a lembrar-me da poesia de Camões e Pessoa, ...e depois a pomba (da paz)?!! Ainda se fosse um colorido galito de Barcelos! Iniciei assim os meus preparativos para ir à Austrália, que também me parece ser um país muito à frente, sobretudo em termos de fuso horário! Quando houver mais novidades, eu conto, mesmo que não queiram saber...

2 comments:

james said...

"O Novo Passaporte"

Uma das primeiras páginas do livro sobre a fntástica viagem?
Ficou lindo.

Aguardaremos!

Um abraço.

Lídia Lopes said...

Olá Belinha,
Acabei de te atribuir um prémio :)
Passa pela Cozinha Turca. Beijos

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...