6/18/07

ESPAÇO GRAFFITI com JU VIOLETA (BRASIL)







A entrevista que hoje publico com Ju Violeta foi motivada por um comentário anónimo neste blog em que alguém criticava um graffiteiro espanhol, cujos trabalhos mostrei, chamando-lhe “atrasado”.Em Portugal o graffiti é uma realidade apenas em algumas cidades,uma celebração para uns, fonte de irritação para muitos. Permanece um fenómeno obscuro na maioria do país. Espero assim contribuir para a compreensão/tolerância desta forma de expressão dando a conhecer as opiniões, ideias e trabalho de alguns grafiteiros nacionais e estrangeiros. Publico na íntegra o que receber...e espero ainda receber mais algumas respostas! O meu obrigada à Jussara, que juntou também um pequeno dicionário de termos associados ao graffiti, além de muitas fotografias das suas obras.

1-Teu nome/nome artístico, idade, ocupação/profissão, cidade/país onde vives.Jussara - Jussara Ramos Sanini / Ju Violeta / 31 anos / Design de Interiores e Grafiteira / São Paulo- S.P / Brasil

2-Como descobriste o graffiti?
Jussara - A cidade de São Paulo o grafite é desenvolvido há bastante tempo. Mesmo antes de fazê-los sempre admirei e prestigiei.

3-Porque fazes graffiti?Jussara - É uma das formas de expressão que tenho com o meio onde vivo.

4-O que é para ti o graffiti?
Jussara - O grafite é um dos formatos de arte mais contestados, pela sua liberdade de exposição. É para todos, tantos aos que querem se expressar aos que poderão apreciar ou depreciar. Ele pode ser uma contestação ou uma simples forma de expressão. É uma galeria a céu aberto.

5-Imagina que a sociedade aceita o graffiti na condição de lhe arranjar espaços próprios. Ele deixaria de ter interesse para os writers? Sim? Não? Porquê?Jussara - Se a sociedade aceitar o grafite ela vai aceitar as novas idéias, a reivindicação, estará disposta há um novo ideal, valorizando a cultura e a juventude. Sendo assim será interessante.

6-Como escolhes os sítios para fazer o teu graffiti?Jussara - Procuro primeiro os lugares abandonados ou em mal estado de condição, para haver o contraste e a contestação ao abandono e descaso. Mas pinto também em lugares autorizados que querem alegrar seus espaços e que admiram e contribuem com a arte.


7- Que conteúdo (o que se escreve, o que se pinta) tem o graffiti?Jussara - Cada um se expressa de uma forma, alguns contestam outros protestam. Hoje os meus desenhos apenas expressam a harmonia que quero encontrar mesmo estando em uma cidade tão caótica.

8-Porque há tão poucas raparigas a fazerem graffiti?Jussara - Somos menos garotas do que garotos isso é verdade, mas não somos poucas. A cada dia cresce o número de meninas no grafite.

9- No graffiti há espaço para um estilo próprio, individual? Sim? Não? Porquê?
Jusssara - No grafite e em qualquer arte o estilo próprio é fundamental. Quem consegue se destacar com sua criação e forma de pintura é reconhecido.

10- Como é o espírito entre os diferentes grafiteiros de uma comunidade?Jussara - Tem espaço para todos e como em qualquer comunidade tem os grupos. Pintar na rua também é estar com os amigos e de conhecer mais pessoas, geralmente pintamos em grupo aproveitando melhor o muro e integrando as idéias, desenhos e técnicas.

11- O que é que torna um writer um bom grafiteiro?Jussara - Ter uma boa técnica, estilo próprio e boas idéias.

12 -O graffiti está a tornar-se um negócio? Sim? Não? Porquê?Jussara - O grafite já é um negócio, muitas pessoas sobrevivem da sua arte urbana e essa aceitação cresce a cada dia.

13- Ameaça-Vandalismo-Perigo-Marginalidade- “Atrasados”. Palavras que muitos associam ao graffiti. Porque é que a maioria das pessoas reage tão mal ao graffiti?Jussara - Muitas pessoas não entendem e nem querem entender o grafite, por isso a não aceitação, a descriminação.

14- Queres recordar alguma iniciativa particularmente importante em que tenhas participado e porque foi importante?Jussara - Todos os dias que estou na rua pintando é um aprendizado. Estar próximo às pessoas e as situações que a cidade lhe apresenta é uma lição fascinante. Temos que olhar ao redor, saber conviver com os contrastes e respeitar as diversas formas de expressão. Quem não quer olhar para um grafite quer fechar os olhos para nova geração para própria cultura.

15- Queres dizer alguma coisa mais, por exemplo, que esta entrevista é enorme? (Risos!)
Jussara - Existem diversas formas de arte urbana. Tem o grafite, o pixo, o bombing, os stikers, os estênceis, entre outros. Cada um desenvolve sua técnica e dentro dessa técnica um estilo. Algumas vezes essas técnicas são misturadas e integradas. Temos muitas formas para se expressar seja ela por arte ou não.

Pequeno Dicionário


Grafite ou Graffiti (do italiano graffiti, plural de graffito) significa "marca ou inscrição feita em um muro", e é o nome dado às inscrições feitas em paredes desde o Império Romano. Graffiti é a designação para as pinturas feitas em muros e paredes na rua. O graffiti salta aos olhos nos grandes centros urbanos. É considerado por muitos como um ato de vandalismo, uma vez que suja as paredes de inúmeros edifícios, muitas vezes edificações históricas. O graffiti está ligado a movimentos como o movimento hip-hop. Enquanto para as mentes manipuladoras tentam passar a imagem de que os seguidores desses movimentos tentam mascarar impulsos de vandalismo com discursos de vitimização, na realidade esta expressão legítima é utilizada como veículo para se revelar realidades oprimidas, realidades essas sem força perante pressões governamentais por vias políticas. Desta forma, o que é vandalismo para muitos é um considerável instrumento de protesto contra as condições das classes menos privilegiadas para outros que nesta expressão encontram forma de obrigar a cidade a contemplar a sua miséria.

Writter - artista que pinta graffitis.

Pixação - forma de graffiti criado em São Paulo, com caligrafia específica, e suas próprias regras. É totalmente independente do graffiti hip-hop, sendo ainda a forma de graffiti mais praticada na capital paulista.

Bombing - grafite que se realizam rapidamente, pouco adornados e com letras pouco elaboradas, geralmente arredondadas.
Tag - assinatura do writter.

Estêncil (do inglês stencil) é um desenho ou ilustração que representa um número, letra, símbolo tipográfico ou qualquer outra forma ou imagem, figurativa ou abstrata, que possa ser delineada por corte ou perfuração em papel, papelão, metal ou em outros materiais. O estêncil obtido é usado para imprimir imagens sobre um sem-fim de superfícies, do cimento ao tecido de uma roupa.O estêncil é uma forma muito popular de grafite, visto que é uma técnica rápida e simples, facilitando atitudes ilícitas ou socialmente reprováveis, dependendo da cidade ou do lugar que será grafitado.

Sticker art (vem do Inglês) é uma forma de transmitir uma mensagem, sentido, manifestação etc ou pelo simples prazer de enfeitar a rua do seu gosto ou ponto de vista (seja ela no alto de um poste, no final de uma placa ou até mesmo no pé do muro). Popularizado na década de 1990 entre grupos urbanos, da cultura alternativa. Há também os Lambe-Lambes, que não são adesivos e tem que se comprar ou preparar cola, sendo a cola caseira melhor, por ser mais difícil de ser arrancado.

(Informações obtidas pelo site Wikipedia.org)





5 comments:

ju violeta said...

Adorei a iniciativa...espero contribuir ao melhor entendimento dessa arte...agradeço o convite!!!
...Boa sorte...beijusjü...

Capitão Merda said...

Vejo aqui bons trabalhos!
Não é que seja entendido na matéria...

james said...

Uma bela palestra!

Valeu mestra.

Um abraço.

Anonymous said...

é isso aí, o graffiti está aí pra todos, em qualquer parte do mundo, queiram ou não :]
bela inciativa. amamamos essa garota!!
lucio e lygia
http://www.fotolog.com/altocontraste_sp/

DJ said...

Acho que o grande problema dos críticos (se é que o sejam) portugueses, são dois:
- falam que se fartam, mas não fazem melhor;
- em Portugal existe muita coisa a que muitos chamam graffiti, e mais não passa de rabiscos amadores e infantis. Gente que pega num spray e profana os muros e paredes. O verdadeiro graffiti, como também há por cá, é uma forma de arte. Eu entendo assim.

Beijo para si

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...