8/25/17

Incendiário



"AMBULÂNCIA VIAJA DE LISBOA AO PORTO PARA LEVAR INCENDIÁRIO A CONSULTA DE AVALIAÇÃO PSIQUIÁTRICA

O Hospital Prisional de Caxias no Concelho de Oeiras, requisitou alegadamente hoje aos Bombeiros de Paço de Arcos uma ambulância que conduziu hoje um alegado incendiário detido naquele hospital prisional, à delegação do Instituto Nacional de Medicina Legal no Porto, para uma consulta de avaliação psiquiátrica que teve a duração de sensivelmente 10 minutos."
https://www.facebook.com/observatoriodeprotecaocivil


O incendiário vai de ambulância, o bombeiro vai de comboio combater o fogo. Quem se lembra da notícia deste Maio:"Este verão, 90 bombeiros vão deslocar-se de Lisboa e para os incêndios em Viana do Castelo de autocarro e de comboio. O objetivo, explicou o secretário de Estado da Administração Interna, é evitar que as corporações cheguem "cansadas" aos teatros de operações e, ao mesmo tempo, "evitar o desgaste" das viaturas de serviço e os acidentes." Até pode ser que tenha sido uma boa ideia, os bombeiros é que o saberão dizer. Mas comboios e autocarros que eram bons para o bombeiro não serviam para o incendiário, e desconfio que os carros prisionais devam ter sido requisitados pelo turismo para algum circuito temático. Assim, foi de ambulância não fosse chegar atrasado e/ou alterado à consulta e assim resultar falseada a avaliação psicológica. Imagine-se ser-lhe mostrada uma mancha de Rorschach e o incendiário dizer que aquilo é um pinhal que foi abrasado em cinzas, coisas sem nexo algum. Começo a desconfiar que o que dizem da violência nas prisões - ou hospitais prisionais ou lá o que é - é verdade. Para ir de ambulância é porque deve estar com os ossinhos todos partidos, é mesmo chato uma pessoa ter o grande azar de ir presa e acabar coberta de gesso. Outra situação similar são as deslocações dos ministros, secretários e subs em viaturas de negro funéreo brilhante e de alta cilindrada a qualquer provinciano destino nas entranhas deste país, longe do seu centro nevrálgico, Lisboa, - onde há excesso de políticos mas parece que faltam psicólogos - para fazerem o rescaldo do fogo, com palavras, é certo, que pegar na enxada faz calos nas mãos, mas quem dá o que tem a mais não é obrigado. É assim a igualdade de tratamento: o direito a chegar fresquinho ao destino é para todos os alegados culpados. E no fim de tudo bem avaliado psicologicamente a conclusão a tirar poderá muito bem ser que o grande incendiário é o eucalipto. (P.S. A sessão durou 10 minutos. Não podiam ter feito isso por Skype?!!)

No comments:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...