6/14/14

Inaugurada a época de banhos na Figueira da Foz



Hoje, sábado, a praia estava cheia de gente embora pelas fotos não pareça nada, pois não? É que a praia da Figueira é um pouco como o estádio Corinthians durante a cerimónia da inauguração do Mundial de Futebol - tem tanto espaço que por mais gente que lá esteja, parece que não está lá ninguém. E também tem bola, é a tradicional bola da Nívea, na zona da praia do Relógio. Há que caminhar e caminhar até bem perto do mar e então aí sim, lá nos encontraremos a lagartar ao sol, ou a formigar na areia molhada, a apanhar ondas.

O site do Instituto do Mar e da Atmosfera indicava 31º graus de máxima para a Figueira da Foz e se os termómetros não chegaram até aí, decerto andaram bem perto. Uma caloraça, hoje de tarde, uma caloraça! A areia estava tão quente que devia dar para assar castanhas! E um casal a ir até ao mar com uma criança pela mão, para a cerimónia do "molhar o pézinho", mais ou menos o equivalente do baptismo do navio com champanhe, - só que o navio é baptizado uma vez apenas, a molha do pézinho renova-se todos os anos - e a criança, de chapéu e tshirt, mas de pé nu, a balbuciar qualquer coisa imperceptível, mas que bem podia ser ó gaja, tu não vez que estou a fritar os pés? E que tal se me levasses ao colo? De nada serviu. Quando o macho percebeu que a fêmea e a cria estavam a ficar para trás retrocedeu e veio ajudar, agarrando a cria ao colo, desta maneira galante salvando os pés mimosos da pequena de um valente escaldão! 

E o vento a soprar morno! Se há coisa que gosto é estar na praia com ventinho morno a soprar! De outras coisas eu não gosto mesmo nada. Uma, é roupa que larga tinta quando a lavamos, outra é protector solar que larga tinta. Este ano escolhi mal, já me arrependi de ter trocado o certo pelo incerto. Andei a ler os rótulos de meia dúzia de produtos solares, a tentar eliminar os que me pareceram conter porcarias nocivas, e acabei por escolher um produto que mais parece ter sido criado para o body-painting!!! Mas acham que eu desejo apoiar a seleção da Holanda ou quê? Espalho aquilo na pele e fico às riscas côr-de-laranja!! Além do efeito cromático na pele, o pigmento cola-se ao bikini e à roupa que visto. Quando chego a casa é ver a roupa a deitar tinta laranja no tanque...Acho que vou passar a aplicar com toda a generosidade pois quanto mais depressa chegar ao fim, melhor! Acabo de descobrir o spot publicitário no Youtube, - felizmente com comentários desactivados - a linda Cláudia Vieira a dizer maravilhas da mistela protectora. Será que a marca tem serviço pós-venda? O que me diriam se eu contactasse? "Ah, mas ó minha senhora, na pele da Cláudia Vieira isso não acontece!" -  É verdade, ela tem um aspecto tão limpinho no anúncio, tem o aspecto de quem não aplicou nada, nada mesmo na pele. "-Vai ver que é a sua pele de lagarto que faz uma reacção anómala!" Pfff...

Consegui resistir à tentação que na boca do vendedor pregoeiro é "bola de berlim com creme ou sem creme, bolas com creme, creme sem bolas, ora bolas", mas daí a pouco passou uma senhora a oferecer queijadas e pastéis de Tentúgal e a gula apertou, que doçura de assédio! Eu gosto tanto das queijadas de Pereira, bem mais do que dos pastéis! Levantei-me e fui comprar uma garrafa de água para enganar o meu crescente desejo por doces, - uma pessoa não é de ferro, pois, é mais gordurinhas localizadas...- e saciar a sede, pois com tamanha brasa eu já me sentia a desidratar. Voltei. Daí a uns instantes até já pensava que a senhora das queijadas tinha sido uma miragem, ou não estivesse no meio do deserto, calor e só calor, e tanta areia que me rodeia ali na praia do Neptuno, onde os cães não podem entrar, somente os cães-guia, ficam desde já avisados. Ou as minhas pernas encolheram ao longo destes meses de inverno de tanta chuva  ou o areal cresceu, cresceu novamente! Isso deixa-me bem mais preocupada do que roupa e protectores solares que tingem. Que diabo, se o mar encolhe aqui, onde cresce? Algures existirá alguém a sentir-se roubado, roubado de terra. Eu apenas me sinto envergonhada de pertencer a uma raça de incompetentes que só sabem é arruinar a orla costeira. Mas, mas, nem tudo é assim tão ruim. O areal está repleto de vegetação rasteira, uma placa à entrada da praia explica que aquilo não é incúria, nem falta de verba para manutenção, parece que estamos a proteger o habitat costeiro, a contribuir para a sua recuperação e fixação das areias! Yes!

Ah, claro, também fiz questão de ir molhar o pézinho, pois sem pézinho molhado não considero inaugurada a época de banhos. Brrrr. Estava fria! Amanhã há mais.

No comments:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...