2/5/13

Comecei a fazer jogging!


É oficial, malta. Hoje comecei a dar uso às minhas calças de jogging. Sim, ainda me custa a acreditar, mas é a verdade.  Emagrecer devia ser divertido, escrevi eu, há umas luas atrás. Hoje estava um lindo dia de sol e eu pensei para com os meus depósitos adiposos, - nem é tarde nem é cedo, é hoje! O sol sempre me dá aquela forcinha extra. Sem ser a solução milagrosa para tornar o processo de emagrecimento divertido, não há  dúvida que a nossa estrela maior ajuda à boa disposição e a sair porta fora, motivada, a caminho da relva!

Sim, estou preocupada com o meu excesso de peso. Estou a escrevê-lo de novo para me convencer de vez que, ou lhe declaro luta ou deixo que ele me esmague lentamente! Já tinha escrito sobre isso depois de ter encontrado as 20 regras do Bob Harper, evidentemente a coisa está enquistada na minha agenda deste ano. O Bob indicou umas boas dicas. Eu não embarco em dietas assim do pé para a mão e até simpatizei com as ideias dele. A maior parte das loucuras que a malta está disposta a fazer para emagrecer eu não faço. Isso de cortar refeições, cortar um grupo de alimentos e outros malabarismos alimentares, está fora dos meus planos. Igualmente tomar drogas que queimam calorias como quem derrete banha na frigideira. Enfim, estou gorda, não estou obesa, por isso estou preocupada, não desesperada. Por isso eu vou mais pelo comer de tudo em poucas quantidades, e, claro, qualquer sumidade que me diga que não posso comer chocolate preto será automaticamente banida das minhas listas de leitura. Mas estou ainda mais preocupada com o meu invernal sedentarismo. No verão eu sempre me mexo mais um pouco. No inverno, com o frio, até parece que hiberno. Se puder fico agarrada a mim mesma, envolta em mantas como se num casulo, de fora só um par de dedos, o nariz e os olhos controladores no ecrã do computador, ou nos blocos de desenho. Qualquer movimento meu faz correr uma aragem que me arrepia. Detesto o inverno e detesto aquecimento porque me faz entupir o nariz! 

A história sem final feliz é esta: quem ganhe a vida sentada, está lixado. Vai viver menos. Pesquisas científicas fazem concluir que ficar muito tempo sentada pode matar. É mais grave para as mulheres do que para os homens. Parece que após 4 horas nessa posição os mecanismos de regulação de glicose e de gordura desligam o que equivale a dizer que o nosso corpo começa a trabalhar para a engorda, venha daí o colesterol e companhia, mais a doença cardíaca. Assim, se pudessem ver o meu computador agora, ele tem ali do lado superior direito um post-it em forma de borboleta para me recordar de levantar o meu esqueleto da cadeira de hora a hora e dar umas voltas pela casa. Além disso, no espaço de um mês ou dois, vou introduzir até 30 minutos de jogging e alongamentos diários na minha rotina, faça chuva ou faça sol. Ir para um ginásio está fora de questão. Não tenho simpatia por esses espaços. Só de pensar na iluminação a luz eléctrica, no people sofredor a respirar ofegante e no cheiro a suor e máquinas já fico nauseada. Luz só mesmo a do sol na face,o seu abraço camarada e morno nas costas, como que a dizer, força!, mais uma volta! Grunhos de dor, só se forem os meus, e suor mal cheiroso, idem! Ginásios, bah. E o prémio de ouvir o vento a zumbir nos meus ouvidos ou as conversas das árvores quando agitam a folhagem?! E ver um pisco-de-peito ruivo ou uma pega ou até uma rola pousados num ramo?  Deve estar escrito algures que ao ar livre queimamos mais calorias, não? Mais um prémio extra!! 

Chega de estar encaixotada todo o dia e toda a noite. Que beleza é sair de casa e ir até ao parque. A Natureza bate qualquer ginásio e ainda por cima é grátis. Caminhos de terra são o melhor para o jogging e eu gosto de ouvir o som da terra a esmagar-se debaixo das sapatilhas.  Jogging é bom, malta amiga, em tempo de crise jogging tem a vantagem de poder ser praticado sem um coach, sem mensalidade, sem jóia. Além disso não tenho que aprender técnicas ou regras complicadas, nem tenho que  utilizar  equipamentos ou acessórios específicos. Um par de boas sapatilhas devem ser a preocupação maior. Roupa confortável,simples, que até pode ser comprada em segunda mão, vá lá, deixem-se de peneiras. E  toca a procurar um parque próximo de si, se não houver, o asfalto também serve. Mas fujam das áreas mais poluídas - será pior a emenda que o soneto. 

Para resultar o jogging deve ser iniciado com moderação e mantido com regularidade. Foi isso que fiz hoje e mesmo assim as minhas pernas ficaram a tremer! O meu plano de jogging, fiz eu mesma, pois há muitos anos eu fiz jogging durante três meses e dei-me bem. Todavia meu corpo está diferente agora e a idade é outra. Não sei como irá comportar-se nem tão pouco como irei manter a minha motivação! Comecei com 15 minutos. Irei esticando esses 15 minutos até aos 30 minutos. Para início da minha batalha contra a banha e o sedentarismo, eu irei fazer esses 15 minutos diariamente, depois de alcançar os 30 minutos eu farei a corrida apenas 3 vezes por semana, obrigatoriamente. Não sei se vou precisar de um mês, mês  e meio ou dois até alcançar os 30 minutos. Irei com calma. A única coisa que faço é controlar a respiração. Não devo correr tão depressa que não consiga falar, esse é o limite. Isso foi-me explicado há muitos anos por um professor de educação física, é natural que existam regras para contar a pulsação cardíaca, por exemplo, algo que terei de ver. E é isso. Agora é que é mesmo oficial e público, já não posso voltar atrás! Aceito conselhos de malta corredora que saiba mais disto do que eu! Obrigada!

No comments:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...