1/18/13

Os japoneses inventaram hamburgueres de caca?!



Fui uma única vez com o meu sobrinho ao MacDonalds e ele acha que eu sou uma tirana pois ando sempre a dizer que os hambúrgueres do Macdonalds são uma boa caca. Eu sei, eu sei, devia usar de uma melhor linguagem em frente da criança. Mas a adoração dele pelo McDonalds eu acho-a quase um sacrilégio sim, sim, um pecado contra a religião da boa comida! Eu conto pelos dedos das mãos as vezes que comi no McDonalds. No estrangeiro tive de recorrer ao McDonalds porque era mais económico. Em Portugal não considero que seja económico nem sequer saudável. Porque não fazer o hambúrguer em casa e levá-lo na lancheira? Qual é a ciência de fazer um hambúrguer !! Por favor! Não estamos exactamente a falar de confeccionar uma perdiz em escabeche! A propósito, já conhecem o blogue Mesa Marcada? Lindo de olhar, saboroso de ler. Gosto muito de ir lá espreitar, é outro mundo. Bem, voltando à famosa sanduíche de carne, depois do escândalo provocado pelas declarações de Jamie Oliver, mais ou menos há um ano atrás, eu não passo junto de nenhum McDonalds sem me lembrar do pink slime. Jamie Oliver descobriu e mostrou num programa de TV que o McDonalds para centrifugava sobras gordurosas de carne que, após exposição a hidróxido de amónio, se transformam em recheio para hambúrgueres. A rede de fast-food anunciou, depois de muita água ter passado por baixo da ponte, ou melhor dizendo, depois de muita carne ter passado pela picadora, que mudaria a receita dos seus hambúrgueres nos Estados Unidos. Vitória! Cá no nosso Portugal até é possível que nunca tivessem feito aquela mistela mas nunca fiando. Até o cheiro que se respira à volta dos restaurantes MacDonalds me lembra gordura inominável, saturada, requentada, em suma, porcaria. Para o meu sobrinho é perfume no ar. Que desgraça, que desgraça. Onde é que falhou esta tia?! Mal eu sabia que andava a circular pela net um hoax, intitulado A solução para a crise alimentar global, cujo tema são os hambúrgueres de caca. Recebi por email e não resisti a partilhar. Houve quem acreditasse na história dos hambúgueres de caca japoneses, o video já não é novo. Enviaram-mo por saberem da minha curiosidade pelas coisas que vêm do Japão, claro. Mas pergunto eu, que cientista reputado e sério utilizaria um ponteiro cruzado de mãozinha-de-coçar-as-costas, com unha de gel vermelha numa apresentação?!!  Um bom actor este Professor Mitsuyuki Iked, vejam-no a explicar, concentradíssimo, a sua invenção de caca, nada mais nada menos que bifes feitos a partir de proteínas extraídas de excremento humano! O elevado índice de proteínas deve-se à presença de bactérias que são mortas pelo calor durante o processo. Sabe a bife, diz ele! Junta-lhe proteína de soja - tinha de ser, a soja está em toda a parte, é quase como deus -  e um corante alimentar para lhe dar uma cor mais apropriada, pois os olhos também comem. Até temos direito a gráfico de queijinho para melhor visualizarmos que a carne artificial presente num hambúrguer de caca tem 63% de proteínas, 25% de hidratos de carbono, 3% de líquidos e 9% de minerais. O Professor Mitsuyuki Ikeda vai mais longe, atreve-se a prognósticos antes do final do jogo, diz que o problema principal para a aceitação destes bifes é a barreira psicológica! Acredito que sim. Uma segunda barreira prende-se com o custo dos bifes. Por incluir o custo da pesquisa envolvida, esta carne de caca custaria 10 a 20 vezes mais do que a carne comum. Mas que não seja por isso. Mal a pesquisa termine, Ikeda pensa que a carne poderá ser colocada no mercado mais ou menos ao preço da carne tradicional. Se não fosse assim nem valeria a pena pesquisar, diz o senhor. A vantagem, diz ainda, é que esta carne artificial contém menos calorias porque é muito menos gorda do que a comum. Acreditem que já tenho visto apresentações de produtos bem menos conseguidas do que esta!O McDonalds que se ponha a pau porque se eles investem a sério nesta investigação ainda tomam conta do mundo do fast-food! Se o mundo está condenado a comer hambúrgueres de caca, ao menos que sejam genuínos! E o que pensaria Jamie Oliver de uma tal ideia?

No comments:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...