12/24/11

Renda de Birras, um ilustre desconhecido

O blogue objeto desta postagem chama-se Renda de Birras. Esta postagem integra o Desafio 21 Dias e é a tarefa #5 Ilustres desconhecidos.
Em Dezembro de 2008 criei um blogue que, portanto, está a celebrar o 3º aniversário durante este mês, ainda é um blogue bebé. Parabéns Renda de Birras! Não, não estou a falsear a tarefa. Fui uma espécie de mãe Blogger de aluguer. Gerei o blogue e depois entreguei a criança para...a minha mãe. Eis o que ela quis que eu escrevesse no perfil: 

“Fui modista e ensinei costura,e agora sou reformada,esposa e avó e dona de casa atarefada.Estou a aprender a usar o PC e a internet e criei este blogue para escrever sobre birras, manias,memórias,o que me apetecer!” Interesses: Palavras cruzadas,leitura-livros revistas jornais.Ver filmes.Cozinhar.B ordar e fazer renda. Medalhística do Cabral Antunes.Viajar "cá dentro"! Filmes Favoritos: Perfume de Mulher com o Al Pacino e Alguém terá de ceder com o Jack Nickolson ,O carteiro de Pablo Neruda. Música Favorita: Música portuguesa e música clássica.Fado de Coimbra, Cântico alentejano, Artur Garcia Marco Paulo e ópera. Livros Favoritos: Poesia de Guerra Junqueiro e Antero de Quental. A cidade e as serras de Eça de Queirós.”
Eu escrevi isso no perfil dela porque nesse momento ela não sabia mexer no Blogger. Mas depois não fiz mais nada. É tudo dela. Eu ensinei a minha mãe - e o meu pai – a usar o computador, o Office e a internet para blogar, enviar correio e navegar. No momento actual o blogue da minha mãe tem 46 seguidores, a maioria são do Brasil. 
Sempre achei que usar um computador e a internet seria muito bom para os meus pais e meti-lhes essa ideia na cabeça. Ambos tinham a essa data  70 anos e pensavam que já não tinham idade para essas modernices. Não foram precisas muitas lições para eles dominarem o básico. Por vezes ainda sentem dificuldades e precisam de uma" revisão da matéria dada”! Mas nada que também não me aconteça quando uso os meus programas. Penso que ainda aprenderiam mais coisas se eu dedicasse mais tempo a apoiá-los. 
Dos dois, a minha mãe foi quem mais entusiasmada ficou com a internet. Ela diz até que se viciou no uso do computador. Por vezes chega a esconder o portátil noutra divisão da casa  para não ir lá durante o dia! O azar chegou este ano quando a placa gráfica se avariou. Fui ver do que se tratava e acabei quebrando o ecrã. O conserto das duas coisas juntas era uma pipa de massa! Os dias passados sem o portátil foram um tempo de grande enfado para a minha mãe. 
Primeiro ela usou o blogue só para escrever os seus textos e colocar umas fotos, mal saía do seu cantinho. Mas depois descobriu que havia vida além do seu e nunca mais parou. Agora diverte-se imenso a comentar e a visitar os blogues da sua lista de leitura. Ela acabou mesmo por criar uma rotina: de manhã, antes do pequeno-almoço, e ao final da noite, antes de dormir, é tempo reservado para blogar. Só falta colocar na porta: do not disturb, estou a blogar!

Eu quero recomendar o blogue dela por entender que pode inspirar outras pessoas que tenham pais já idosos, e na situação em que os meus estavam, isto é, a leste desta tecnologia, a ensiná-los a usar o PC, a usar a internet, e em particular os blogues. Porquê?

- aprender uma coisa nova é estimulante em qualquer idade. A idade avançada nem sempre é um obstáculo à aprendizagem;

- um blogue pode rapidamente tornar-se o equivalente de um companheiro de estimação. À semelhança de um animal doméstico, o blogue fomenta rotinas, faz nascer compromissos, torna-se uma companhia;

- se um passeio até ao supermercado para comprar pão fresco fornece exercício físico moderado a uma pessoa idosa, blogar é um bom exercício para a mente!

- um blogue é uma forma de ocupação do tempo livre da pessoa idosa que se pode adequar de mil maneiras à sua personalidade. Não tem horário rígido, nem formato, nem tema. Pode escrever muito ou pouco. É uma actividade que ela controla totalmente. E é pessoal e livre. Pode até ser privado.

- existem jovens que não gostam de computadores e tecnologia em geral, nem blogues. Também os idosos poderão não se adptar a eles nunca. Mas se não tiverem essa experiência, nunca saberão.

O blogue Renda de Birras é um registo simples, sincero, das memórias da minha mãe, das suas ideias e opiniões. Aqui deixo algumas ligações para fotografias da vila de Montemor-o-Velho, que ela tirou na juventude, o relato de um sonho que a divertiu a valer, uma reflexão sobre a condição humana, uma canção muito bonitinha que fez furor em Portugal e no Brasil e que parece ter avivado memórias de ambos os lados do oceano, e, por último, um video do filme Rio, com animação e música muito animadas.

Espero que vos tenha convencido a passar pelo Renda de Birras!


No comments:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...