11/3/11

Versão alternativa do genérico do filme Tintim

Director Steven Spielberg (R) and an unidentified official look at actor Jamie Bell (L) imitating a figure of Tintin, painted on a Thalys high-speed train, in Brussels October 22, 2011. Spielberg and cast members attended the world premiere of his movie "The Adventures Of Tintin: The Secret of The Unicorn" in Brussels on Saturday. REUTERS/Yves Herman (BELGIUM - Tags: ENTERTAINMENT)


Ainda não fui ver o filme Tintim e o segredo de Licorne. Mas quero. Não vos vou mostrar o trailer aqui, todos já o viram. Tintim voltou a conquistar o mundo com uma pequena ajuda de Spielberg! Em vez disso trago uma outra animação.


O entusiasmo em torno do jornalista belga e do seu cão Milu tem em James Curran do SlimJim Studios  um representante à altura de Spielberg. Curran fez uma curta de animação apresentando elementos de cada um dos 24 livros de Tintim. Apesar de tão simples é muito criativa, cheia de sentidos que os conhecedores dos livros de Tintim decerto descobrirão. Vi várias vezes seguidas pois as transições são uma delícia! James Curran deve ter demorado uma eternidade para conseguir esta proeza. Eu não conheço bem os livros de Tintim e nem tenho nenhum pois nunca fui uma grande apreciadora da chamada linha clara belga - utilização de linha espessa para o desenho, ausência de sombreados, cores fortes. Comecei a comprar BD quando já não era criança. Tenho cerca de uma centena de títulos e a maior parte é pouco conhecida, com excepção talvez para Bilal ou Giraud. Antes disso a BD que lia era emprestada das bibliotecas que frequentava. Sempre que posso vejo adaptação de banda desenhada ao cinema e por isso quero ir ver Tintim e o segredo de Licorne. Muitos talvez tenham já tido  oportunidade de ver Tintim no cinema. Eu pertenço ao grupo - quando era criança, vi no cinema S. Geraldo, em Braga, um ou outro filme do Tintim. Infelizmente já não sei quais filmes é que vi, já se passou muito tempo. Nessa altura ver um filme de desenhos animados era uma experiência única. Hoje o meu sobrinho vê os filmes no cinema e depois revê-os vezes sem conta na TV e, calhando, ainda joga o jogo do filme no PC - chega a saber os diálogos de cor! As crianças que foram crianças nas décadas de 70-80 não tinham essa possibilidade. E a minha memória também não é topo de gama! Ver os trailers não ajudou sequer! Estes dois trailers - Tintim e o templo do sol e Tintim e o lago dos tubarões são adaptados dos argumentos dos livros. Compare-se a animação dos anos 60 com a actual. Técnicas diferentes mas para as crianças que viram estes filmes a magia era a mesma! Ah, reparem no final do video - a banda sonora destes filmes de animação era interdita a menores de 13 anos, vá lá saber-se porquê...

No comments:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...