11/19/11

Prevenir a falta de actualização prolongada do blogue

Quem não aparece, esquece!
Quem vai ao mar, perde o lugar!
Longe da vista, longe do coração!

Hoje é o dia da tarefa #10 do Desafio 21 dias, a porra do sol já se foi embora e eu regressei da rua a correr e sentei o rabiote decidida a resolver mais um desafio e rapidamente – porque hoje é sábado e não quero ficar agrilhoada ao PC toda a santa tarde!
Nem queria acreditar no que me esperava: ler um texto sobre o que é um plano de emergência para o blogue e fazer a minha própria planificação de um plano desses. Asseguro que foi a primeira vez que ouvi falar de tal coisa. Mas questões de previsão em matérias de blogagem não é comigo. Faço os backups e coloco nos drafts notas sobre ideias, temas, tópicos que desejo desenvolver no futuro, mais do que isso eu nunca fiz. E porquê? Já o disse e volto a dizer, eu não levo o meu blogue muito a sério. Por vezes deixo-o entregue às traças por meses, depois regresso. Da primeira vez que fui forçada a isso, no auge da minha descoberta dos blogues, abandonar a rotina da postagem, resposta aos comentários e visita de outros blogues custou-me a valer. Mas esse blogue estava envolto numa dinâmica que este Palavra-Cruzadas nunca teve e possivelmente nunca terá. Neste eu escrevo apenas quando tenho ganas disso. Se não me apetece, eu não escrevo. Reza o código não escrito dos blogues que um blogger deve ser comprometido com a sua escrita, os seus leitores. Eu não me habituo, meia volta e vai, dou umas facadinhas nesse casamento: abandono-o, traio-o com outros blogues, é isso, sou uma promíscua. Mas não é por nadar contra a corrente que vou desprezar esta ideia. Como já tenho escrito, um dia posso decidir mudar de rumo. Assim, e seguindo de perto as dicas do texto da Nospheratt, eis o que me ocorre:

Plano de Emergência 

A.Problema: estagnação do blogue devido a falta de actualização prolongada.

B. Objetivo: manter o fluxo de postagens no blogue em tempo de ausência prolongada e resolver eventuais problemas da sua manutenção online.

O ano passado eu apanhei uma virose de tal forma violenta que fiquei uma semana KO e mais outra em recuperação. Em outra altura foi o meu computador alvo de um vírus tão danado que até na loja se viram gregos para remover- 3 semanas sem a máquina. Estive 10 dias fora no Algarve e deliberadamente nem levei o computador. Nunca sabemos o que os deuses loucos possam urdir no nosso futuro, certo?! Se quisermos ser um Às dos blogues vamos ter nos antecipar a estas situações e alterar o futuro! Como se faz isso? É ler adiante!

C.Estratégia e operacionalização:

- escrever e arquivar postagens para futuro, dentro da temática habitual do blogue e que possam ser publicadas independentemente da época do ano. ( Exemplo: é de caras que postar um texto sobre fantasias de Carnaval não tem muito sentido no Natal, e escrever sobre receitas de bolo-rei na Sexta-Feira Gorda também não! Prometo que vou pensar nisso e preparar algumas postagens. )

- activar a moderação de comentários em qualquer período de ausência . (A Nospheratt refere que em casos de ausência superior a 8 dias se deve activar a moderação para evitar a exposição dos leitores a spam e comentários ofensivos. Felizmente em anos e anos de blogagem, nunca tive de aturar desaforos. Mas lá poderá chegar o dia. Agora, spam é a toda a hora, bem pensado.)

- criar e colocar no blogue um aviso justificativo da ausência. ( Eis o que penso sobre isso e porque já vi coisas do género: não é preciso alarmar os visitantes do seu blogue. Se acha que está com gripe das aves não escreva em fonte gigantesca e a vermelho que teme ter sido infetado e que voltará ao contacto assim que lhe crescerem penas e bico! Alarmar não é boa ideia em nenhuma situação. Vai inquietar toda a gente e promover um jorro de comentários e tentativas de contacto. Depois de ter mobilizado todas as atenções da blogosfera em torno de si, regressa para revelar que afinal sua doença grave era apenas uma constipação mais que comum? Não é bonito. Seja reservado e sintético, eu sempre sou.)

- marcar um dia por semana na agenda para visualizar os comentários e dar-lhes andamento, mesmo com a moderação activada. (Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje, se puder fazer alguma coisa, claro.)

- fornecer um contacto alternativo, caso seja possível, email, twitter, facebook, para que em caso de extrema necessidade a pessoa interessada o possa ainda contctar. ( O meu blogue não é profissional, mas existem blogues que as pessoas utilizam para promover activamente um negócio. Nesse caso isto faz todo o sentido.)

D.Recursos:

- Postagens em arquivo. A Nospheratt aconselha calcular 1 por semana. Ela mantém 10 em arquivo. Isto eu não tenho, mas prometo que vou escrever algumas. Elas devem constituir uma reserva intocável e serem utilizadas só em último recurso.

- Ficheiro de manutenção do blogue actualizado. (Isto eu tenho! Tenho um pequeno caderno onde reuni todas as informações deste género. Mais uma vez, in paper I trust!) Trata-se de manter uma ficha com dados importantes para conseguir o acesso ao blogue e a resolução de problemas que o possa retirar do ar - as palavras-passe, o email de acesso, os contactos da empresa que faz a hospedagem, onde se comprou o domínio, etc, - e até de widgets e aplicações que lhe tenha adicionado e que podem dar bronca a qualquer momento. Esse ficheiro será muito útil se tiver previamente identificado um...

- guardião do blogue. O “ guardião do blogue” será uma pessoa que goste de você o suficiente para se interessar por essa função de bombeiro e em quem você deposite confiança para manter o seu blogue debaixo de olho. Eu tenho uma pessoa dessas a zelar por uma página importante do Facebook, é uma garantia. Poderei pedir-lhe o favorzinho, não vá o diabo tecê-las! 


Uma coisa que podemos fazer é dar ao “guardião” do blogue poderes de administração. Assim, essa pessoa fica não somente responsabilizada como deverá entender isso também como uma especial honraria. Tornar alguém administrador de um blogue nosso é idêntico a abrir as portas da nossa casa e partilhar com alguém. Logo, cuidado na hora de fazer! Como é que se faz isso?

Peço desculpas mais uma vez pois o meu blogue está no inglês. Mas a recente interface do Blogger é simples, quer no inglês quer em português. Devemos ir a SETTINGS > BASIC. Aí vamos encontrar PERMISSIONS, que se subdivide em BLOG AUTHORS E BLOG READERS. O que temos de fazer é, primeiro acrescentar o nome de uma segunda pessoa no campo BLOG AUTHORS e de seguida conceder-lhe permissão para ser ADMINSTRATOR ou administrador. Ao carregar no botão +ADD AUTHORS o blogue liberta uma caixa onde vamos inserir o email da pessoa a convidar. Seguido esse passo, aguardamos pela reposta, - positiva – e depois é só dar permissão a essa pessoa para administrar o blogue connosco.
E mais não tenho para dizer por agora. Tarefa cumprida!

No comments:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...