11/24/11

Os papagaios selvagens de Brooklyn

Costumo ver o CSI-NY a fechar a noite. A fórmula é eficaz, dá para desligar enquanto o sono chega. Num dos episódios desta semana um taxista assassinava passageiros e depois envolvia os corpos em lonas antes de se desfazer deles. Uma das lonas estava suja com caca de pássaro, mas não de um qualquer pássaro. Fiquei estupefacta quando os detetives se dirigiram ao suposto local onde os papagaios vivem, as imediações da Universidade de Brooklyn. A câmera mostrou uma árvore carregadinha de aves chilreantes: papagaios selvagens em Brooklyn? Verdade. Achei tão curioso que no dia seguinte pesquisei na internet e encontrei um blogue cheio de informação sobre os papagaios! Pedi autorização ao Stephen C. Baldwin para divulgar a informação e as fotografias do seu Brooklin parrots!

Da Argentina até Brooklyn são muitas milhas para voar. Parece que tiveram uma ajudinha. A tese mais credível é a de que  um carregamento de papagaios destinados à venda em Nova York foi acidentalmente aberto no aeroporto Kennedy por pessoas não autorizadas, em final dos anos 1960 (1967 ou 1968). Os pássaros caçaram-se ao ar livre e asas para que vos quero! O Steven indica que mais de 60.000 papagaios selvagens deste tipo (Myiopsitta Monachus) foram enviados da América do Sul para os EUA durante os anos 1960 e início dos anos 1970. Por que tantos? Os argentinos tinham tentado, ao longo de 10 anos, aniquilar esse tipo de papagaios - um programa patrocinado pelo governo conseguiu matar mais de 400.000 deles no final dos anos 1950 e início dos anos 1960. Mas em meados dos anos 1960, alguém teve uma ideia brilhante: em vez de matá-los, por que não enviá-los para os EUA e fazer alguns dólares extra? Os papagaios também podem ser vistos em colónias vizinhas -  Greenwood Cemetery, Sea Park, Bensonhurst, Sheepshead Bay,  Bath beach, e Bay Ridge.

Os papagaios selvagens, que também se chamam monge ou Quaker, são considerados espécie potencialmente perigosa e perseguidos. O mais curioso, conta Stephen, é que a América só tinha uma espécie de papagaio nativa - o Periquito da Carolina - mas ele foi extinto há uma centena de anos por intervenção humana. Então ele considera este acontecimento uma benção da natureza, uma segunda chance. 
O video seguinte mostra os papagaios selvagens de Brooklyn e, além disso, o Steve escreveu a letra, compôs a música e canta a Balada dos Papagaios de Brooklyn. Apreciem!

No comments:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...