6/8/09

CRIANÇAS A APANHAR LIXO NA PRAIA?!

Campanha publicitária da Saatchi & Saatchi para a Surfrider:lixo recolhido nas praias foi embalado como se de alimentos provenientes do mar se tratasse e colocado nos mercados locais para sensibilizar a população para a necessidade de não poluir os ambientes marinhos Bem,bem, eu há coisas que não percebo inteiramente.Há cerca de um mês fizeram uns dias de Sol,e eu, que ando sempre à espera do estio,fui até à praia de Buarcos caminhar e respirar os primeiros dias de quase Verão. Regressei desolada pelo estado em que a praia da Figueira da Foz ainda se encontrava já que ainda não tinha sido limpa e preparada para a época balnear. Junto ao mar, lixo por todo o lado,parte dele trazido pelas ondas,plásticos, na sua maioria,garrafas de vidro, troncos,redes, botas. Na areia os vestígios de dejectos caninos eram mais do que muitos e durante o tempo que ali permaneci não faltaram pessoas a largar os seus animais na praia para eles aí, à vontadinha, despejarem os intestinos. Já é tradicional a cena patética de cobrir de areia os montículos com a ajuda do pé e eu juro,juro mesmo,que da próxima vez vou ter a minha máquina fotográfica a postos,e depois publico aqui, pois fico deveras irritada quando vejo os ADULTOS a fazerem isto.Será que não percebem que ruas,jardins e praia não podem ser a latrina pública dos seus animais? São os mesmos adultos que soltam os cães no areal, que poluem as praias com beatas, embalagens de protector solar e de comida,e outros objectos,que agora tiveram a muito nobre e sensível ideia de sensibilizar os mais pequenos para a necessidade de manter as praias limpas. Em Mira, no âmbito do Programa Bandeira Azul,cerca de 500 crianças dos jardins-de-infância e escolas do 1º ciclo,entre outros, andaram a limpar o lixo que o mar e os adultos lá depositaram.Nem mais nem menos. Actividade "de educação" permitiu concluir que "a principal causa de poluição resulta da acção humana e do lixo deixado pelos utentes", lê-se em notícia publicada pelo Diário de Coimbra do dia 7 de Junho. Serviria uma tal acção para prevenir comportamentos futuros prejudiciais ao ambiente. Lê-se ainda que o balanço não podia ser mais positivo-traduziu-se em bons resultados na limpeza do areal das praias.Estou perplexa com esta acção educativa engendrada pela Câmara Municipal de Mira,Junta de Freguesia, Associção dos Amigos dos Moinhos e escuteiros. Presumo que a participação dos miúdos tenha sido devidamente autorizada pelos pais,certo? Mas não bastaria a estes pais darem o exemplo aos filhos?Será que agora a educação familiar já não chega? Ó pais,era preciso autorizarem os vossos filhos a limpar porcaria dos outros no âmbito de um projecto qualquer? É que não vos estou a ver a mandar o vosso filho de 5 anos apanhar um copo de iogurte lambuzado deixado por alguém no meio do areal e a ordenar-lhe que o vá depositar no caixote do lixo como acção educativa!Para que estão monitores/educadores nas salas dos Jardins e ATL que vocês pagam?! Será que todas as aprendizagens têm agora de assentar em projectos mal enxertados em pedagogia? É mais moderno?! É isso? E serão as crianças assim tão estúpidas que para serem sensibilizadas têm borrar as mãos,perdoem-me a expressão, numa acção de limpeza?Não existirão formas mais divertidas,mais dignas e igualmente eficazes de as sensibilizar para o comportamento certo?A notícia refere ainda que a participação foi voluntária e feita de boa vontade!!! Isto faz-me pensar.Eu já sei que não penso pela cabeça da maioria e por isso acho tudo isto de muito mau gosto.Já nem pergunto que temperatura estava nesse dia e já nem me ponho a conjecturar que objectos poderiam essas crianças encontrar no areal.Mas eu já encontrei seringas,vidros partidos, latas.Pergunto quantos adultos estariam dispostos,de forma voluntária e com boa vontade, a ir limpar lixo que os outros adultos deixaram nas praias.Aqui vos digo já que eu não.Eu, quando vou à praia, não deixo por lá nem uma partícula de caspa,nunca deixei.E não, nunca me apanhariam de luvas a limpar a m... que os outros lá deixaram no âmbito de um projecto educativo. Ainda corria o risco de vir a ler em algum jornal sobre os "bons resultados de limpeza do areal das praias" obtidos com o meu esforço e eu não gosto de trabalhar para aquecer.E quando eu pensava que o trabalho infantil era ilegal! Pelos vistos dá bons resultados e recomenda-se.

1 comment:

Anonymous said...

A nossa Escola confunde , e é obrigada a confundir, educação, instrução e formação...anda tudo numa bola multicolor que roda ao sabor das indicações ministeriais, da moda, da avaliação dos docentes...sei lá que mais...
A apanha dos lixos devia ser feita por adultos, nunca por crianças, porque elas não foram as autoras do crime e podiam ser vitimas de cortes que lhes dariam de bónus infecções e doenças porventura letais...- o civismo está morto nos pais....revitalizá-lo nos filhos é obra de estranhos ( educadores) que pensam semear em terreno novo nova semente....
estas actividades multiplicam-se no nosso país, é bonito, é interventivo...- diz-se - mas por certo, nesse dia,à noite, muitos pais foram soltar o cão no páteo, com o filho pela mão e o cão( pobre e inocente) lá deixou o presente...que nem pai nem filho apanharam....
acho que há uma frase de Voltaire que dizia algo como "cada um deveria tratar do seu jardim"...acredito nisso.

Já agora...eu deixo a caspa no areal....não consigo evitar...
mas apanho o cócó do cão...e às vezes é um grande cócó!!!!
paravbéns pelo texto e pela oportunidade da escrita do mesmo!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...