10/6/08

CÃES USADOS COMO ISCO VIVO NA PESCA DE TUBARÕES?

“Mankind’s true test, its fundamental test (which lies deeply buried from view), consists of its attitudes towards those who are at its mercy: animals.”Milan Kundera,The Unbearable Lightness of Being



28 de Setembro,2005, jornal THE SUN,IAN HEPBURN:Stray dogs are being skewered on hooks and dragged behind boats as live shark bait, The Sun can shockingly reveal.The cruel practice takes place on French-controlled Reunion Island in the Indian Ocean, where Prince William spent two holidays. A six-month-old labrador pup was recently found ALIVE with a huge double hook through its snout - like the dog above - and another through a leg. The pup was found in a coastal creek and is thought to have somehow freed itself from a fishing line. But other dogs and kittens have been chomped up and swallowed by sharks. The RSPCA plans to petition the French government, demanding an end to the hideous torture.
29 de Setembro:A man has been arrested by cops probing the use of live dogs as shark bait, it was revealed last night. It comes a day after The Sun published horrific photos of a pup with a fishing hook through its snout.Cops on French-controlled Reunion Island say a man will appear in court tomorrow. And last night the French Embassy vowed to target more rogue fishermen. It said: Such acts are illegal and intolerable. Animal welfare group Sea Shepherd will pay £680 to any cop who catches a fisherman baiting a dog.
Eu não queria acreditar que fosse verdade quando li no blog EURODOGTRAINING que nas Ilhas Reunião usam cães e gatos vadios como isco para pescar tubarões.Neste blog existe até um link para uma petição online a pedir o fim da prática e eu estive mesmo quase a assiná-la- e assinarei, se concluir que vale a pena - mas precisava de mais alguns dados pois não sou pessoa para assinar uma qualquer petição dirigida ao presidente francês,ao governador de Reunião ou seja lá a quem for - ainda não vi o texto da dita -sem saber ao certo o que a fundamenta, para que serve e se se perspectiva que vá ter algum efeito prático.As petições online banalizaram-se de tal forma que eu tenho até dúvidas sobre a sua eficácia.Ei-la:http://www.petitiononline.com/13by3/petition.html Então lá fui eu procurar no THE SUN as notícias originais,estão transcritas na íntegra acima:cães e gatos transformados em isco vivo arrastado atrás de barcos de pesca.Ao ler as notícias ainda me quero convencer que é um hoax mas na National Geographic,folhas mais sérias,acho eu, também há relato sobre o assunto.Todavia esse artigo de Marianne Mott também já data de 2005 tal como as notícias do jornal.A foto do cão com o anzol no focinho também é referenciada na NG-o cão foi tratado por um veterinário das Ilhas Reunião. Perante a foto parece indiscutível que usam os cães como isco.Mas no caso em apreço há quem afirme que se tratou de um acidente. Continuei nas minhas pesquisas e encontrei o video de onde foi retirada a fotografia que publicaram,está aqui.Li também que há quem pense que se trata de uma campanha de desinformação deliberada e montada especialmente para atacar quem pesca tubarões pelas suas barbatanas,animais que estão ameaçados no Indico.E encontrei também o artigo publicado num jornal de Reunião - mas não consegui aceder pois é de consulta paga- que originou tudo,aqui. Nesse artigo relata-se a história de um pescador amador que terá sido condenado por tal prática mas diz-se que se trata de caso isolado e de prática não tolerada na ilha.O próprio juiz do caso também o afirma no video.Alguns pescadores usariam cães vadios mortos encontrados na berma da estrada-existem mais de 150.000 cães vadios em Reunião-na pesca de tubarões.Os cães não eram arrastados atrás dos barcos,eram colocados numas armadilhas para tubarão. Encontrei ainda mais uma petição online para o mesmo efeito: http://www.petitiononline.com/keiko33/petition.html, e decerto encontraria mais se continuasse a pesquisa.
Depois destas voltas acabo por me perguntar qual será a validade da minha assinatura na tal petição agora iniciada.Não sei ao certo qual a dimensão da prática,não sei se ainda permanece,não sei se a petição será encaminhada com efeito útil ou se tudo não terá já tido a resolução possível quer a nível formal -possivelmente- quer no terreno- duvido.Ou se tudo não continuará na mesma-mais que provávelmente.Ou seja, amanhã em Reunião, um pescador apanhará um cão agonizante e torce-lhe o pescoço, faz dele isco para a pesca, um das muitas centenas de animais que vadiam na tal ilha de Reunião.Se for apanhado será julgado e pagará por isso pois a lei existe e é aplicada tal como ficou provado pelo artigo publicado em 2005 pelo jornal local da ilha. Independentemente de se matarem centenas de animais ou um só na pesca artesanal, aos meus olhos, uma tal prática será sempre bárbara e condenável.Mesmo a utilização do cão já cadáver como isco me deixa algo indignada.Mas as ilhas não são,tanto quanto sei,um brinquinho civilizacional não obstante serem um destino turístico muito interessante,veja-se aqui.É preciso situar-me aí e olhar em volta.As pessoas de Reunião não olham os cães como eu olho o Davis,o shar pei do meu sobrinho,eu também tenho de perceber isso.Enquanto existirem 150.000 cães vadios nas ruas de Reunião -uma ilha com 200 Km de diâmetro-muitos irão morrer de fome,de doença, outros serão mortos,usados como isco ou até se calhar comidos pela população! Isso tem de ser mudado.O estatuto do animal de estimação não fará talvez muito sentido para alguns dos pescadores locais.Em outros locais do mundo os cães foram companheiros da pesca dos homens e aí seria impensável acontecer algo como isto.No livro "Os Pescadores", e a respeito da faina do alto, dos caíques de Olhão, Raul Brandão refere-se a uma raça de cães da seguinte maneira:"tripulavam-no 25 homens e dois cães, que ganhavam tanto quanto os homens. E mereciam-no. Era uma raça de bichos peludos, atentos um a cada bordo e ao lado dos pescadores. Fugia o peixe ao alar da linha, saltava o cão no mar e ia agarrá-lo ao meio da água, trazendo-o na boca para bordo."Sigam o link e descubram de que raça se trata. Veja-se o que sucedeu com o shar pei na China:primeiro era considerado essencial, depois foi banido e esteve ameaçado de extinção.Talvez a solução para este problema não esteja tanto em punir com multas quem use os cães como isco na pesca artesanal e antes em providenciar um programa de esterilização alargado para a população canina que possa permitir a reconstrução junto da população humana do estatuto do animal à luz dos direitos que lhe são reconhecidos universalmente.Tirem as vossas conclusões.Eu não vou assinar a petição por agora.Talvez porque no fundo não queira acreditar que pessoas existem capazes de meter anzóis nos focinhos dos nossos fiéis amigos e de os lançar aos tubarões.Continuo a procurar mais notícias sobre o assunto e actualizarei o post se as encontrar.Aliás,contactei as duas organizações envolvidas e vamos ver o que respondem.

2 comments:

Eurodog said...

Hello,
Although I do not understand most of what you have written, thanks for writing about it.

james emanuel said...

Patético.

Apareça mais vezes!
Beijo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...