10/30/08

FICÇÃO CIENTÍFICA EM DEZEMBRO:KEANU REEVES É UM ALIEN

THE DAY THE EARTH STOOD STILL, remake!

Nos anos 50 um extraterrestre visita a Terra para dizer aos seus habitantes que devem rever a sua postura bélica ou serão destruidos!O filme de Robert Wise é dos anos 50. Em Dezembro vai estrear o remake.Espero que não tenham estragado uma boa história com toneladas de efeitos especiais.

10/24/08

BLING H2O,ÁGUA PARA OS PODRES DE RICOS

Tomei conhecimento deste luxo a partir do site da Lucypepper.Fui então pesquisar a ver se percebia o conceito.Primeiro pensei que fosse uma embalagem de perfume chamado Bling H2O o que não faria muito sentido. Afinal é APENAS água engarrafada proveniente de Dandridge, no Tennessee.Apregoa-se como a mais cara do Mundo, a mais ou menos 39.00 euros por garrafa de 750 ml,com rolha de cortiça e cristais Swarovski. O site comercial do autor da fabulosa ideia, Kevin Boyd, está aqui e ler a razão de ser ou o porquê do produto faz-me pensar que não sou deste mundo. Enquanto uns não têm sequer água potável para beber,outros têm Bling.Uns têm,outros não.

10/22/08

LIFE IS BEAUTIFULL.WORK CAN BE TOO! (BRINCADEIRAS PARA ADULTOS!)




ELE HÁ BONECOS E BONECAS CHEIOS DE PINTA...


Já sei o que quero para o Natal:um boneco Pierce Brosnan feito pelo Noel Cruz.Este filipino pinta personagens,actores e actrizes do mundo do cinema, em bonecas que parecem gente de verdade.Mais bonequinhos para ver,aqui.
*
Noel Cruz started doing portraits at a very young age. Self-taught for several years, he studied the works of numerous artists in his native country, the Philippines. Gradually overtime, his natural talent grew and developed. He began taking commissions at 16, and has done countless portraits since. Charcoal, graphite, pastel, and acrylics are his media of choice. Noel holds a degree in Communications with emphasis on video editing and digital imaging, and has shot and edited documentaries for California State University Bakersfield, where he graduated.

BOAS MANEIRAS NOS TRANSPORTES PÚBLICOS...EM TÓQUIO


Anúncios colocados no metro de Tóquio. Podiam perfeitamente servir para metro e comboios portugueses também...Como frequente utilizadora não sei dizer qual seria o impacto duma campanha semelhante mas confirmo a oportunidade de uma!Nada mais deseducado do que discutir o affair da cunhada ao telemóvel,flirtar ao telemóvel,discutir o patrão ao telemóvel como se estivéssemos sózinhos na carruagem...eu já ouvi de tudo!De tudo mesmo! Vejam aqui as outras imagens da campanha de boas maneiras!

10/15/08

THE STORY OF STUFF - HISTÓRIA DO CONSUMO (infelizmente disponível só em inglês)

BLOG ACTION DAY 2008 - CONTRA A POBREZA










Vamos pressionar o mister Barroso e companhia!
Gosto deste cartaz!
Hoje por toda web se levantam questões relacionadas com o tema da pobreza. É mais uma iniciativa BLOG ACTION DAY.Como já é costume fiz um banner com colagens, a minha técnica favorita. Reuni na web alguns cartazes de sensibilização para o tema que têm vindo a ser elaborados ao longo dos anos.Se souberem de mais algum,por favor, indiquem-mo para eu acrescentar aqui.Consulte informação sobre o tema e inscreva o seu blog em http://blogactionday.org/

E nos próximos dias, entre 17 e 19 de Outubro:
LEVANTE-SE e FAÇA A SUA PARTE contra a Pobreza e pelos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.Junte-se a milhões de pessoas em torno do mundo: No ano passado, mais de 43 milhões de pessoas se levantaram para demandar que os líderes mundiais cumpram suas promessas pelo fim da pobreza e da desigualdade. Em 2008 é tempo de quebrar esse recorde e a enviar uma mensagem ainda mais poderosa aos governos.Junte-se ao movimento global de pessoas que se recusam a ficar sentadas ou em silêncio diante da pobreza e das promessas quebradas pelo fim dessa situação!LEVANTE-SE e FAÇA A SUA PARTE contra a Pobreza e pelos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.


E para o FUTURO, já agora, anotem: «O combate à pobreza e à exclusão social é um dos objectivos centrais da UE. A nossa abordagem comum do problema tem-se revelado um importante instrumento para guiar e apoiar a acção dos Estados-Membros», afirmou Vladimír Špidla, Comissário Europeu dos Assuntos Sociais. «O Ano Europeu do combate à pobreza e à exclusão social em 2010 irá ainda mais longe na sensibilização da opinião pública para a forma como a pobreza continua a assolar a vida quotidiana de tantos europeus.»Na UE, há 78 milhões de pessoas – o correspondente a 16% da população – que vivem em risco de pobreza.O Ano Europeu de 2010 pretende chegar aos cidadãos da UE e a todos os intervenientes públicos, sociais e económicos.

- São quatro os seus objectivos específicos:

-Reconhecer o direito das pessoas em situação de pobreza e exclusão social a viver com dignidade e a participar activamente na sociedade.

- Reforçar a adesão do público às políticas e acções de inclusão social, sublinhando a responsabilidade de cada um na resolução do problema da pobreza e da marginalização.
- Assegurar uma maior coesão da sociedade, onde haja a certeza de que todos beneficiam com a erradicação da pobreza.
- Mobilizar todos os intervenientes, já que, para haver progressos tangíveis, é necessário um esforço continuado a todos os níveis de governação.
Dados recentes dos inquéritos Eurobarómetro revelam que os europeus têm uma percepção da pobreza enquanto problema generalizado. Na UE, os cidadãos consideram que à sua volta uma em cada três pessoas (29%) vive em situação de pobreza e que uma em cada 10 sofre de pobreza extrema. Em todos os Estados-Membros, parte da população está sujeita à exclusão e a privações, enfrentando frequentemente restrições no acesso aos serviços básicos. 19% das crianças estão em risco de pobreza e uma em cada 10 vive em agregados familiares onde ninguém trabalha.


10/12/08

ÚLTIMA PARADA 174 E ÔNIBUS 174,UM SEQUESTRO,DUAS PERSPECTIVAS


Última Parada 174 é o relato da vida de Sandro do Nascimento, sobrevivente da chacina da Candelária, ocorrida em 1993 no Rio de Janeiro, e que sete anos depois, em 12 de Junho de 2000, sequestrou um autocarro da linha 174 onde manteve vários reféns durante horas. O sequestro teve como desfecho a morte do jovem Sandro e da refém Geísa Gonçalves depois de intervenção policial. Vai representar o Brasil na corrida aos Óscares,Melhor filme em língua estrangeira,podendo vir a fazer parte dos escolhidos.
Esta madrugada assisti na TV ao documentário Autocarro 174, de José Padilha.Este documentário recebeu o Amnesty Award em 2003 e quatro nomeações para o Grande Prémio Cinema Brasil 2003, nas seguintes categorias: Melhor documentário, Melhor argumento original, Melhor montagem e Melhor som. Obteve também o galardão de Melhor filme - Documentário, no Festival do Rio BR 2002,entre outras distinções. Uma tarde de sequestro transmitido em directo via TV para o Brasil resumida e analisada num longo documentário que vai até às origens do problema procurando com rigor explicações para responder à complexa questão:como é que uma sociedade gera deliquência?Em foco não apenas o papel dos agentes da polícia e a necessidade de verdadeiro profissionalismo e meios adequados para acudir a casos como esse. Em foco também a qualidade das respostas correcionais juvenis e prisionais que não acrescentam nem melhor carácter nem competências a quem é alvo delas, a interferência da cobertura televisiva nesta esfera de eventos e a forma como ela pode afectar quem prevarica,quem actua no terreno para lidar com a situação e a população que assiste.Ainda a ruptura com a família ou a falência desse apoio no processo de crescimento como antecâmera do problema, a ausência da escola/formação como instrumentos inclusivos.E a conclusão óbvia:ninguém está impune,ninguém está imune, uma sociedade não inclusiva irá sempre gerar delinquência. E a constatação da indiferença com que se aceita a delinquência como consequência natural e inevitável do sistema,um mero resíduo que se limpa à bomba,de forma também violenta, para que desapareça sem deixar vestígios, em detrimento do reconhecimento activo do necessário investimento na prevenção/resolução das suas causas.E a obstinação de quem não quer perceber que a falta de oportunidades destas crianças, as aprendizagens de rua a que são sujeitas desde tenra idade, as vivências -ou sobrevivências- que lhes couberam não as podem preparar para um grande futuro.Chocante que a seguir ao massacre da Candelária a maioria da população inquirida tenha concordado com a actuação da polícia, mas sintoma evidente de que as pessoas apenas se preocupam em ter o problema resolvido à frente da porta da sua casa a qualquer preço relegando para segundo plano considerações mais profundas sobre a sua origem.Como disse uma das sequestradas ao sequestrador: "Neste ônibus a maior vítima é você." O documentário parece ter sido escrito para sustentar essa frase dita pela rapariga deliberadamente para conquistar a afeição de Sandro Nascimento. Mas o filme não é pró-Sandro Nascimento, o filme é pró-inclusão. Sempre existirão vozes a clamar que muitos indivíduos viveram e vivem na miséria, e que nunca prevaricaram nem prevaricarão,antes sempre lutaram por meios legítimos para sair dela,sem atentar contra a propriedade ou vida de terceiros. Ortega e Gasset deixou-nos aquela frase mais citada que eu sei lá, "Eu sou eu e a minha circunstância". Eu subscrevo que carregamos a nossa circunstância no que fazemos, no que pensamos, naquilo que escolhemos. Mas a frase continua e a parte seguinte não é muito citada: "...e se não a salvo, não salvo a mim mesmo."Ora a questão que me coloco em relação a estas crianças e jovens, de tão reduzida que se encontra a possibilidade de exercerem os seus direitos cívicos e a sua vivência comunitária,é como é que vão elas alterar a sua circunstância e salvar-se mesmo sendo por ventura capazes de o desejar em algum momento?Será que existe um limite a partir do qual o retorno já não é possível?O novo filme,Última parada 174, certo que sendo um argumento "inspirado em...", terá de ser mesmo muito bom para conseguir não envergonhar tudo quanto este documentário busca e alcança.Comovente mas não lírica, eis uma peça de visionamento obrigatório para todos quantos se interessem por conhecer e perceber melhor o tempo de complexas contradições em que vivemos.


10/11/08

FECO _ASSOCIAÇÃO DE CARTOONISTAS

Acaba de ser constituida a FECO - Associação dos Cartoonistas! Dos logotipos a concurso foi eleito o do chôco vermelho com tinta para representação da associação que se constituiu em Leiria. Blog com mais informações,aqui. Muita coisa há a fazer nesta área que a associação pretende abranger.Uma boa ideia.

10/10/08

PRAIA DE BUARCOS,AGOSTO EM OUTUBRO!

É verdade.Estas fotografias foram tiradas hoje, a meio da tarde, em Buarcos.Maravilha!Protector solar,toalha,bikini.Esta tarde foi melhor do que a semana de praia em Agosto! O mês de Setembro esgotou-me,tive mesmo de tirar uns dias para recuperar energia. Em Agosto não se vêem pescadores na praia.Eu gosto deles por ali,gosto de ver aquela paciência enquanto aguardam que o peixe morda. Eu não percebo o feitiço da pesca mas percebo o encantamento de olhar o mar horas a fio.
Ei-o a preparar a linha. O vento soprava quente e a água nem sequer estava muito fria.Será que ele apanhou algum peixe?!Reparem na extensão da baía e no mar plano e na calma desta tarde perfeita. Alguém discorda que é bem mais apetecível assim do que cheia de gente?

Cão à vista.Uma senhora apareceu com dois cães,este e outro,preto.Este veio dar uma volta mais comprida e acabou a estrecar na areia a alguns metros de mim. Gostava que essa senhora um dia se sentasse em cima dum presente canino para então perceber que não pode deixar o seu animal à solta.Mais gostava eu,gostava que isso sucedesse num dia em que a senhora estivesse a usar um mero fio dental.A praia não pode ser o cagatório público canino.Sou contra a proibição de cães nas praias -e numa grande como a nossa até dava para criar áreas para pessoas com e sem cães- mas as pessoas que os têm devem ser capazes de entender que aqui valem as mesmas regras que para passeios públicos e jardins. (Como ainda não perceberam isso também não percebem isto!) É que eu dispenso tratamentos cutâneos à base de excrementos.Li que a Vitoria Beckam -ou outra estrelícia do mesmo calibre- não dispensa um creme anti-rugas à base de excremento de rouxinol,uma poção que as gueixas usam e que parece ser milagrosa. Não sei se caca de cão pouco moldada- é verdade, é provável que o cão esteja a precisar de mudar de ração,aquela que anda a comer deve ter-lhe dado a volta a tripa - surte semelhante efeito nos pés dos veraneantes, para não dizer nas mãos das crianças que brincam na areia-e havia lá algumas hoje- mas, NÃO OBRIGADA, minha senhora,eu não quero experimentar.

Foto tirada a partir da preguiça da minha toalha,esperei apenas que a nuvem estacionasse ali e depois,mesmo de barriga para baixo, click!... (Pensamento íntimo: preciso mesmo de uma máquina decente!Vem aí o Natal,pode ser este ano...)
...e outra,fruto do mesmo exercício de ginástica!As casinhas baixas de Buarcos à minha esquerda contrastam com os prédios altos,à direita,fotografia acima. Neste areal fazem falta os barcos coloridos dos pescadores,como os que encontro em Armação de Pêra,no Algarve.
Vespas!São tão do Verão, as Vespas! Eu curto Vespas!

Eis um parque de estacionamento que não engana ninguém,vazio como só em Outubro.



A praia de Claridade fica para ali,o centro também,outras direcções também,a minha casa,por exemplo. Na esplanada colorida algumas pessoas aproveitam a magnífica tarde de sol.
Na ciclovia circulavam algumas bicicletas,poucas,estrangeiros ao pedal.Ainda estão por cá e cheios de sorte.Não há confusão,é tudo deles e ainda por cima o sol brilha intensamente!
Jardim em frente à colectividade Caras Direitas. O rumor das folhas e o vento quente. A sombra mais que apetecível. Não posso estar em pleno Outubro...mas ali atrás encontrei um típico assador de castanhas,uma mini locomotiva preta, havia fumo e cheiro a castanhas ali atrás...Nos Caras Direitas vi uma vez numa noite bem escolhida Ed Wood,o filme mais artístico do Tim Burton. Éramos duas pessoas apenas a ocupar as cadeiras de madeira e estofos dolorosos - depois disso o Caras recebeu cadeiras novas no balcão,pelo menos - e o cheiro a maresia entrou pela sala quando, no intervalo, se abriram as portas...Eu gosto dos Caras Direitas. Ei-lo,o Caras Direitas!É o edifício da direita,reparem nas três portas e nas duas montras onde,infelizmente, já não se anunciam fitas de cinema.
Vespas cor de laranja,carros cor de laranja...Alguma convenção laranja marcada para o fim de semana na Figueira da Foz? Nem quero crer que a meteorologia prevê céus nublados e chuva para o fim de semana...pode ser que não.Praia boa.Quem me dera que fosse assim todos os dias!

10/9/08

COMO O MACACO GOSTA DE BANANA,EU GOSTO DE TI

Como já tive oportunidade de aqui escrever eu estou registada em mil e uma redes sociais. Um hábito que se generalizou entre os frequentadores desses espaços é fazerem copy-paste de fotografias com mensagens, umas vezes com brilhos e piscas-piscas,com ou sem legendas, mas sempre de gosto um pouco questionável:flores e mais flores,borboletas e cachorrinhos muito fofinhos são copiados e colados o mais automaticamente possível e sem qualquer marca de subjectividade,se é que alguém mais quer saber de comunicação personalizada ou sabe o que isso é. Eu até acharia alguma graça se recebesse uma mensagem cintilante pelo Natal ou Ano Novo,ou aniversário, épocas em que já nos habituámos às cintilâncias e achamos isso natural,próprio de festa.Mas nas redes todos os dias são Natal,Ano Novo, dia de aniversário, em simultâneo!As pessoas desataram todas a ser macacas de imitação:viram uma fazer, pensaram que era o que se devia fazer,que era moderno,inteligente,coisas da era blogosférica, e a gente agora que aguente. Já ninguém escreve!!Aquilo é uma espécie de subcultura das redes, eu costumo chamar-lhe design pimba,ele é o standard.E quem é que faz parte deste movimento? Quem é?Quem é?Não raras vezes depois de ter sido brindada com mais um cachorrinho cintilante eu clico no perfil do remetente e descubro na fotografia um homem barbado para lá de adulto.Recuperada do choque avanço para o perfil profissional e leio algo como engenheiro mecânico. Então fico perplexa,a sério que fico mesmo muito perplexa.Foi para isto que se fez o 25 de Abril? Ora, numa das redes eu tive mesmo o cuidado de escrever no perfil que não gosto muito deste tipo de coisa.Todavia ninguém lê os nossos perfis,é a conclusão a que eu chego depois de dia após dia ver acumularem-se nos meus comentários as mais espantosas fotografias e mensagens melosas dos meus/minhas dedicadas visitantes,homens e mulheres,sim,isto é uma onda bi-sexual,abrange ambos os sexos.Esta fotografia que o meu final de noite me trouxe até é das menos ofuscantes que tenho recebido mas não deixa de ser perturbadora.Digam-me o que hei-de eu ficar a pensar ao receber esta fotografia no correio? O que passou pela cabeça do mocinho que ma enviou?!Chegou como comentário gráfico puro e simples,sem qualquer mensagem escrita, nem o recorrente e tradicional "adiciona-me", nem o lacónico e tímido "olá"...E eu fico pasma a olhar e a tentar interpretar pois é o que eu faço continuamente com as imagens.Estará ele a dizer-me que é um macaco?!Achará ele que sou uma macaca?!E o bouquet de rosas brancas?!Rosas brancas costumam querer significar que a pessoa-neste caso,o macaco- se acha digno de nós.Inocência,pureza, coisas assim também se associam às rosas de cor branca.Quem tiver sugestões interpretativas interessantes que atire o primeiro bouquet.Eu acho que faria mais sentido que ele estivesse rodeado de bananas.Aí eu lembrava-me daquela música do José Cid, Como o macaco gosta de banana,eu gosto de ti...E o mocinho até talvez tivesse uma hipótese!


A minha palmeira é muito porreira, eu sei.
Mas no meu deserto tu foste o oásis que achei.
Tu ficas louquinha quando tiro a casca à banana.
Ficas tão tontinha que a tua cauda abana.
Como o macaco gosta de banana eu gosto de ti. (de banana!)
Escondi um cacho debaixo da cama e comi, comi. (de banana!)
Minha macaca gira e bacana, o teu focinho é que não me engana.
Pois se a macaca gosta de banana tu gostas de mim.
Como o macaco gosta de banana eu gosto de ti.
Um orangotango transformou um Tango num Rock.
É a nova moda que põe Portugal em amok.
Quem foi ao ataque foi o chimpazé e o saguini.
Minha macaquinha, estão apanhadinhos por ti.
Como o macaco gosta de banana eu gosto de ti. (de banana!)
Escondi um cacho debaixo da cama e comi, comi. (de banana!)
Minha macaca gira e bacana, o teu focinho é que não me engana.
Pois se a macaca gosta de banana tu gostas de mim.
Como o macaco gosta de banana eu gosto de ti.
A minha palmeira é muito porreira, eu sei.
Mas no meu deserto tu foste o oásis que achei.
Tu ficas louquinha quando tiro a casca à banana.
Ficas tão tontinha que a tua cauda abana.
Como o macaco gosta de banana eu gosto de ti. (de banana!)
Escondi um cacho debaixo da cama e comi, comi. (de banana!)
Minha macaca gira e bacana, o teu focinho é que não me engana.
Pois se a macaca gosta de banana tu gostas de mim.
Como o macaco gosta de banana
Como o macaco gosta de banana
Como o macaco gosta de banana eu gosto de ti.

10/6/08

CÃES USADOS COMO ISCO VIVO NA PESCA DE TUBARÕES?

“Mankind’s true test, its fundamental test (which lies deeply buried from view), consists of its attitudes towards those who are at its mercy: animals.”Milan Kundera,The Unbearable Lightness of Being



28 de Setembro,2005, jornal THE SUN,IAN HEPBURN:Stray dogs are being skewered on hooks and dragged behind boats as live shark bait, The Sun can shockingly reveal.The cruel practice takes place on French-controlled Reunion Island in the Indian Ocean, where Prince William spent two holidays. A six-month-old labrador pup was recently found ALIVE with a huge double hook through its snout - like the dog above - and another through a leg. The pup was found in a coastal creek and is thought to have somehow freed itself from a fishing line. But other dogs and kittens have been chomped up and swallowed by sharks. The RSPCA plans to petition the French government, demanding an end to the hideous torture.
29 de Setembro:A man has been arrested by cops probing the use of live dogs as shark bait, it was revealed last night. It comes a day after The Sun published horrific photos of a pup with a fishing hook through its snout.Cops on French-controlled Reunion Island say a man will appear in court tomorrow. And last night the French Embassy vowed to target more rogue fishermen. It said: Such acts are illegal and intolerable. Animal welfare group Sea Shepherd will pay £680 to any cop who catches a fisherman baiting a dog.
Eu não queria acreditar que fosse verdade quando li no blog EURODOGTRAINING que nas Ilhas Reunião usam cães e gatos vadios como isco para pescar tubarões.Neste blog existe até um link para uma petição online a pedir o fim da prática e eu estive mesmo quase a assiná-la- e assinarei, se concluir que vale a pena - mas precisava de mais alguns dados pois não sou pessoa para assinar uma qualquer petição dirigida ao presidente francês,ao governador de Reunião ou seja lá a quem for - ainda não vi o texto da dita -sem saber ao certo o que a fundamenta, para que serve e se se perspectiva que vá ter algum efeito prático.As petições online banalizaram-se de tal forma que eu tenho até dúvidas sobre a sua eficácia.Ei-la:http://www.petitiononline.com/13by3/petition.html Então lá fui eu procurar no THE SUN as notícias originais,estão transcritas na íntegra acima:cães e gatos transformados em isco vivo arrastado atrás de barcos de pesca.Ao ler as notícias ainda me quero convencer que é um hoax mas na National Geographic,folhas mais sérias,acho eu, também há relato sobre o assunto.Todavia esse artigo de Marianne Mott também já data de 2005 tal como as notícias do jornal.A foto do cão com o anzol no focinho também é referenciada na NG-o cão foi tratado por um veterinário das Ilhas Reunião. Perante a foto parece indiscutível que usam os cães como isco.Mas no caso em apreço há quem afirme que se tratou de um acidente. Continuei nas minhas pesquisas e encontrei o video de onde foi retirada a fotografia que publicaram,está aqui.Li também que há quem pense que se trata de uma campanha de desinformação deliberada e montada especialmente para atacar quem pesca tubarões pelas suas barbatanas,animais que estão ameaçados no Indico.E encontrei também o artigo publicado num jornal de Reunião - mas não consegui aceder pois é de consulta paga- que originou tudo,aqui. Nesse artigo relata-se a história de um pescador amador que terá sido condenado por tal prática mas diz-se que se trata de caso isolado e de prática não tolerada na ilha.O próprio juiz do caso também o afirma no video.Alguns pescadores usariam cães vadios mortos encontrados na berma da estrada-existem mais de 150.000 cães vadios em Reunião-na pesca de tubarões.Os cães não eram arrastados atrás dos barcos,eram colocados numas armadilhas para tubarão. Encontrei ainda mais uma petição online para o mesmo efeito: http://www.petitiononline.com/keiko33/petition.html, e decerto encontraria mais se continuasse a pesquisa.
Depois destas voltas acabo por me perguntar qual será a validade da minha assinatura na tal petição agora iniciada.Não sei ao certo qual a dimensão da prática,não sei se ainda permanece,não sei se a petição será encaminhada com efeito útil ou se tudo não terá já tido a resolução possível quer a nível formal -possivelmente- quer no terreno- duvido.Ou se tudo não continuará na mesma-mais que provávelmente.Ou seja, amanhã em Reunião, um pescador apanhará um cão agonizante e torce-lhe o pescoço, faz dele isco para a pesca, um das muitas centenas de animais que vadiam na tal ilha de Reunião.Se for apanhado será julgado e pagará por isso pois a lei existe e é aplicada tal como ficou provado pelo artigo publicado em 2005 pelo jornal local da ilha. Independentemente de se matarem centenas de animais ou um só na pesca artesanal, aos meus olhos, uma tal prática será sempre bárbara e condenável.Mesmo a utilização do cão já cadáver como isco me deixa algo indignada.Mas as ilhas não são,tanto quanto sei,um brinquinho civilizacional não obstante serem um destino turístico muito interessante,veja-se aqui.É preciso situar-me aí e olhar em volta.As pessoas de Reunião não olham os cães como eu olho o Davis,o shar pei do meu sobrinho,eu também tenho de perceber isso.Enquanto existirem 150.000 cães vadios nas ruas de Reunião -uma ilha com 200 Km de diâmetro-muitos irão morrer de fome,de doença, outros serão mortos,usados como isco ou até se calhar comidos pela população! Isso tem de ser mudado.O estatuto do animal de estimação não fará talvez muito sentido para alguns dos pescadores locais.Em outros locais do mundo os cães foram companheiros da pesca dos homens e aí seria impensável acontecer algo como isto.No livro "Os Pescadores", e a respeito da faina do alto, dos caíques de Olhão, Raul Brandão refere-se a uma raça de cães da seguinte maneira:"tripulavam-no 25 homens e dois cães, que ganhavam tanto quanto os homens. E mereciam-no. Era uma raça de bichos peludos, atentos um a cada bordo e ao lado dos pescadores. Fugia o peixe ao alar da linha, saltava o cão no mar e ia agarrá-lo ao meio da água, trazendo-o na boca para bordo."Sigam o link e descubram de que raça se trata. Veja-se o que sucedeu com o shar pei na China:primeiro era considerado essencial, depois foi banido e esteve ameaçado de extinção.Talvez a solução para este problema não esteja tanto em punir com multas quem use os cães como isco na pesca artesanal e antes em providenciar um programa de esterilização alargado para a população canina que possa permitir a reconstrução junto da população humana do estatuto do animal à luz dos direitos que lhe são reconhecidos universalmente.Tirem as vossas conclusões.Eu não vou assinar a petição por agora.Talvez porque no fundo não queira acreditar que pessoas existem capazes de meter anzóis nos focinhos dos nossos fiéis amigos e de os lançar aos tubarões.Continuo a procurar mais notícias sobre o assunto e actualizarei o post se as encontrar.Aliás,contactei as duas organizações envolvidas e vamos ver o que respondem.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...