8/26/08

THE WEATHER MAN_MÚSICA PARA O INVERNO (JÁ)


O homem do tempo.Os cartazes de que me lembrava captam afinal os dois Dave Spritz que convivem na personagem, o Dave do início da história,derrotado e oprimido pelos constrangimentos da vida adulta, condecorado de fresco com uma colher colada na lapela ensopada em batido de chocolate atirado na rua, e o Dave mais controlado, carregando o arco e flechas às costas, mais seguro...ou conformado do final. O filme começou e tinha uma bola vermelha no canto,portanto,sinal de coisas violentas.Sexo.Palavras feias...Eu, que me lembrava do cartaz, fiquei todo o filme à espera que o Nicholas Cage disparasse uma flecha ao peito de alguém,retribuindo impulsivamente a fast food que lhe atiram à cara quando vai na rua.Raras vezes me senti tão estúpida a ver um filme,verdade.Afinal o máximo que ele faz é esmurrar um molestador de menores disfarçado de tutor de reabilitação juvenil! O filme,contrariamente ao que supunha,não é nada mau, aliás, é bastante interessante,uma comédia negra ou um drama patético, é difícil classificar,abordando problemas comuns mas sem cair em lugares comuns. Mais fácil é dizer que a vida para Dave não é nenhuma beleza americana,ele parece não acreditar – é preciso ouvi-lo ao seu pai- que as coisas mais difíceis de fazer e as acertadas, são normalmente a mesma coisa.É essa a normalidade da vida adulta e por isso a vida é tão dura.Eu também não queria acreditar que o realizador deste filme tivesse feito Piratas das caraíbas e The Ring.Penso que este filme é,ao contrário daqueles, um filme para poucos pois exige alguma paciência: o fracasso não é agradável,especialmente para o fracassado, é é essa a experiência em que O homem do tempo aposta envolver-nos a meio caminho entre o pesar e o riso.Em termos plásticos é o Inverno que Verbinski filmou que nos fica na memória.Até eu, uma mulher do sol e do Verão, me deixei fascinar pelo depressivo,carregado e belo Inverno de Chicago!Visualmente o filme é requintado:planos e composições muito estudadas,paletas saturadas,linda fotografia.Some-se a isso uma música perfeitamente adequada, que já fui catar para ouvir melhor,-experimentem ouvir PlingPlong e The weather man,no link- e uma cadência que dá tempo ao Homem do tempo...e temos a atmosfera perfeita para Dave narrar a sua história de um homem que faz das tripas coração para se superar.Às vezes um filme que evitámos ver no passado atravessa-se no nosso ecrã a horas tardias e subitamente torna-se a paisagem visual e sonora ideal desse momento:que parte de mim estaria ontem com saudades do Inverno?


1 comment:

Rui Luís Lima said...

Olá Belinha!
Obrigado pela visita e palavras deixadas no nosso blogue. Continuamos a escrever sobre cinema e a "Carrington" de que tanto falas, irá ser referida em Outubro, filme aliás que adoramos depois do termos descoberto no cinema, tanto o dvd como o cd (Michael Nyman) moram aqui por casa.
Este filme de que falas protagonizado pelo Cage não conhecemos, mas tomámos nota para um dia o vermos.
Beijinhos
Paula e Rui Lima

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...