8/7/07

OS SIMPSONS SÃO RUSSOS!



De regresso à blogoesfera! Que maravilha ter o meu laptop de volta.Quase um mês sem o meu bicharoco electrónico! Finalmente posso escrever no blog de novo!Obrigada a quem deixou comentários mesmo assim.Eu fui lendo, mas sem tempo para responder ou visitar, sempre a correr.Da última vez que estive no cybercafé para ver os emails esqueci-me de levar dinheiro e por pouco não ficava a lavar copos e chávenas e pires!!! De regresso, pois, ao meu cantinho não quadriculado de palavras cruzadas com tudo. Mas até parece que estou enferrujada! Ao longo deste mês só pensava em escrever isto e aquilo no blog e agora até parece que a preguiça tomou conta dos meus dedos...
De regresso a casa passei pelo shopping apinhado de turistas e vi o cartaz do filme dos Simpsons afixado. Ao ver o Homer a minha cabecinha logo elaborou que afinal Springfield deve ser russa, os Simpsons são russos e não americanos. São russos sem eira nem beira e vão todos morrer pois estão intoxicados com Extrasept. Não estão a perceber nada disto, pois não? Há dias vi na BBC um documentário sobre aquilo a que o jornalista chamou “a morte amarela”.Eu não sei porque gosto tanto de documentários mas penso que uma das razões remotas tenha sido o Festival Internacional de Cinema da Figueira da Foz.Dele fazia parte uma secção de cinema documental e eu via tudo. Alguns dos documentários eram melhores que a ficção apresentada. Apanhei-lhes o gosto. Vejo pouca televisão mas se a ligar e estiver a dar um documentário é difícil eu não ficar a ver até ao fim.Na realidade não deixa de ser entretenimento,pelo menos para mim.Nas últimas semanas vi vários: um sobre o pastor cristão Jim Jones que fundou o Templo do Povo,um homem que se movia pelos meandros da política, religião e mística como uma estrela do rock, e que fundou na Guiana uma espécie de paraíso terrestre, (Jonestown) uma comunidade cujos membros (cerca de 900) se suicidariam em circunstâncias muito estranhas nos anos 70. Vi ainda mais dois, um sobre o exílio forçado, nos anos 60-70, dos habitantes de Chagos, parte das Ilhas Maurícias, um território que desejava ser livre e que acabou por ser vendido aos americanos pelo governo inglês, que desde então manteve no exílio esses 1800 descendentes de escravos, cidadãos a quem na altura intitulara com desprezo de “Tarzans ou Sexta-feiras”, todos forçados a viver em péssimas condições nas ilhas Maurícias ou a emigrar até Inglaterra, enquanto os EUA transformam Chagos numa base militar,e,quem sabe, numa Guantanamo? E o terceiro sobre o envenenamento de milhares de russos com uma mistura que contém um desinfectante industrial. Logo por coincidência tinham oferecido ao meu pai uma garrafa de um líquido transparente trazida de Leste. Mas, devidamente selada e rotulada, essa vodka não seria problema algum. Mas a vodka está na raiz do problema da pele amarela, um indicador bem conhecido de doenças do fígado. Os russos são grandes bebedores de vodka e como eu os compreendo! Aquela região desconsoladamente fria e escura parece exigi-lo e quase justificá-lo como forma de sobrevivência e suplemento de alma! Ora o senhor Putin não gosta de vodka,pelo menos aparentemente, e por isso subiu o seu preço para o triplo. Além disso mandou aplicar multas nos bebedores de samogon, uma bebida feita no mercado negro, comprada por quem não tem dinheiro para adquirir a vodka genuína.1000 pessoas já morreram, pensa-se que 10.000 vão a caminho disso, a sua pele tão amarela como a dos bonecos Simpson.Mas ninguém é responsável!Ó santa impunidade!E eu pensava que era só cá que ela havia!A dado momento vemos o jornalista britânico Sweeney abastecer-se de samogon algures na noite russa.Na mão segurava uma garrafa de Coca-Cola com um líquido incolor que cheira a combustível e graxa de sapatos!É isso que os russos andam a beber e que o próprio Sweeney também bebe! Mais umas voltas entre o Instituto de Toxicologia e uma fábrica que produz Extrasept e a conclusão a tirar parece ser que este componente, que é vendido não como sendo venenoso mas apenas com a mera indicação “para uso externo”, se ingerido em pequenas porções e sem ser junto a outras substâncias, será inócuo. O problema é quando o misturam com o moonshine para fazer samogon. Extrasept que é barato, isento de impostos e que contém 95% de álcool, convém, portanto aos fabricantes de samogon a martelo...De volta a casa o jornalista levou o líquido consigo e um laboratório em Londres comprovou que aquilo não destrói as células do nosso fígado, aquilo queima as células completamente. O que é surpreendente é que na Russia ninguém quer saber dos peles amarelas, chamam-lhes degenerados por beberem aquela mistela.Enquanto aqui nos rimos com a pele amarela dos Simpsons, na Russia chora-se à vista daquela cor. Mas aqui como lá, os pobres é que estão sempre tramados.

5 comments:

Capitão Merda said...

É como dizes, Belinha: "aqui como lá, os pobres é que estão sempre tramados"!
O Putin não gosta de vodka?! De certeza que ele é russo?

james said...

O Reflexões quase morreu de saudades de sua madrinha.

Aqui no Brasil, quando queremos dizer que as coisas não andam muito bem, falamos "Tá russo!"; eita povinho enrolado...

Um abraço.

soul&body said...

LOl!!! eu quero ver esse filme dos Simpsons!!! eu adoro-os mesmo!!! tento não perder sequer um episódio apesar de serem um bocadinho violentos.
mas enfim..
adoro a família amarela. achei o titulo interessante. como sempre, os pobres é que sofrem em tudo!!!
Fico feliz por saber que estás de volta ;)

soul&body said...

ps: aquela cena de teres te esquecido do dinheiro deve ter sido realmente lixada!!! ufff nem consigo imaginar! como é que te safaste ahahah a mim já me aconteceu em ir ao supermercado e o dinheiro não chegar, mesmo assim deixei alguns produtos na caixa e fiquei vermelha como um tomate!!! claro que não se compara em esquecer do dinheiro, mas é lixado mesmo!!!

dodos said...

"...1000 pessoas já morreram, pensa-se que 10.000 vão a caminho disso..."

!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...