2/13/07

STOP THAT PIGEON!_PAREM-ME ESSE POMBO!




(Espreitem para ver cada uma das personagens)


“Stop the pigeon, stop the pigeon, stop the pigeon”…Quando eu era miúda lembro-me de cantar isto minutos a fio, possivelmente numa mistura de portinglês, o que devia causar uma suprema irritação aos meus pais. Era parte da cançoneta de abertura dos desenhos animados do Muttley, o cão com o riso mais escarninho que o cinema de animação produziu até hoje. Muttley e Dastardly são heróis da Iª Grande Guerra, pertencem ao Esquadrão Abutre e tudo fazem para impedir o pombo Yankee Doodle de entregar mensagens ao inimigo. Mas são tão desastrados, tão idiotas que sempre falham e o pombo lá vai,esvoaçante, vitorioso, a tocar a corneta! O esquema repete-se vezes e vezes sem conta, a situação é completamente disparatada e repetitiva: o Detestável Dick tem uma missão impossível e por mais que tente e falhe, não desarma! É uma espécie de exterminador implacável da sua era: colisões, explosões e quedas do seu avião são pequenos contratempos que não o desviam do seu objectivo: deter o pombo-correio! Hoje seria difícil ver esta animação e ficar cativada. Mas ao tempo, lá para os anos 70, eu não perdia nenhum episódio das Máquinas Voadoras, mesmo que não conseguisse reproduzir o “drat,drat and double drat” que Dastardly resmungava antes de se despenhar. Se bem se lembram, Muttley é um cão de poucas falas e olhos malandros. Quando ri coloca a pata à frente da boca e sobe e desce os ombros. Por vezes também amaldiçoa a sua sorte ou pedincha medalhas um pouco em jeito de chantagem: “A medal, a medal, ou ficas aí a apodrecer entre os destroços do teu avião!” Macaca de imitação, sempre que me era pedido para fazer qualquer coisa também eu comecei a pedir medalhas aos meus pais. Não estou certa se alguma vez perceberam de onde importara a ideia. É claro que nunca recebi nenhuma, nem sequer de chocolate envolta em prata dourada. Zilly é outros dos aviadores: de cabeça retráctil perante as ameaças, como uma tartaruga, ele é um covarde de primeira!! E Klunk é o aeronáutico engenheiro engenhocas cujo discurso entrecortado de ruídos e trejeitos só pode ser equiparado em bizarria às geringonças voadoras que fabrica para apanhar o pombo-correio! Eu ficava fascinada com os aviões! Depois do Muttley era o que eu gostava mais! Inevitavelmente todas as máquinas voadoras acabavam estrepitosamente no chão! Eu já não me recordava do Muttley se não fosse um visitante deste blog estar a usá-la como avatar, em formato .gif ainda por cima, que eu prontamente roubei! Joseph Barbera foi o criador desta animação voadora, tão disparatada quanto divertida. Em conjunto com William Hanna produziram alguns dos desenhos animados mais populares de sempre como The Flintstones ou Scooby-Doo. Faleceu em Los Angeles a 18 de Dezembro do ano passado com 95 anos.

4 comments:

Zé Pedro said...

Olhó Mutley, onde o arranjas-te, lolol,

fica lá muito bem, o Catano está há disposição da Belinha, at´´e porque gosto de Palavras Cruzadas...

Bjs do Catano !!!

Burlesconi said...

Que saudades...

Capitão-Mor said...

Destes todos prefieria o Scooby-Doo com aquelas histórias que tinham sempre um toque de fantástico...

Vlad said...

Para além da séie das máquinas voadoraseles tmbém entravam noutra que se chamava qualquer coisa com "Corridas Loucas", em português, onde eram acompanhadas por mais personagens hilarantes e loucas...
Obrigado por me teres feito recordar momentos tão bons ;)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...