2/17/07

MARDIS GRAS EM NOVA ORLEÃES



De todos os Carnavais famosos o meu favorito é o Mardi Gras de Nova Orleães. Sempre nutri uma especial curiosidade por esta cidade tendo lamentado especialmente o facto de ter sido devastada pelo furacão Katrina há dois anos atrás. (Fotografias da actualidade, aqui, com nota para zonas recuperadas e ainda por recuperar.) A razão da minha curiosidade teve origem na música Jazz. Foi o Jazz que me apresentou a New Orleans e me levou a descobri-la. E também num músico dali natural – Harry Connick Jr.- de quem poderia dizer ter todos os discos não fosse ter emprestado um a um vizinho que entretanto lhe deu sumiço.(Tás a ler Manel? QUERO O MEU CD DE VOLTA!) O seu Carnaval foi impulsionado por famílias da alta sociedade que pertencem desde há gerações a grupos (Krewe) que realizam uma parada-criam e elaboram os fatos e espantosos carros alegóricos,-organizam bailes e outros eventos durante a quadra que se inicia no Natal e termina na Terça-Feira Gorda.

De todos o mais conhecido é o Krewe de Baco, que congrega mais de mil membros e organiza uma parada com mais de três dezenas de carros alegóricos, bandas e grupos de escolta de cerimónia, além de uma super-festa com mega-estrelas do entretenimento norte-americano e convidados em black-tie pela noite dentro. Este ano quem vai dar corpo ao Rei é James Gandolfini, mais conhecido como Tony Soprano. As esculturas dos carros são da responsabilidade de artistas consagrados, nomeadamente Blaine Kern. Ao longo das paradas a multidão que se junta nos passeios ou nas varandas espera que dos carros lhes atirem colares de contas, dobrões, copos plásticos decorados e animais de peluche. As paradas na cidade e nas zonas adjacentes são de cariz familiar, sendo habitual que as famílias cheguem cedo e façam piqueniques para aproveitar ao máximo o dia e obter um bom lugar. Já o célebre Bairro Francês e a Bourbon Street têm um perfil menos indicado. É dali que a televisão nos mostra as mulheres a mostrar os seios aos ocupantes dos carros para obterem mais um colar. Os locais fazem questão de dizer que este comportamento é algo próprio dos turistas, não uma tradição do seu Carnaval! Ao longo do ano os carvalhos que ladeiam St. Charles Avenue ostentam colares de pérolas transparentes nos seus ramos. Outros pendem das varandas do Bairro Francês. Os colares podem ser pequenos ou chegar até quase aos pés e as contas também podem ter tamanhos variados. Atirar bijuteria à multidão é uma tradição começada em 1870. Cem anos depois os membros dos Krewes usaram medalhões e depois dobrões (ou moedas) feitos de alumínio, coloridos nas cores tradicionais e que têm o seguinte significado: púrpura representa a justiça, verde a fé, e dourado o poder. (Quando não estão mascaradas, ao longo desta quadra, as pessoas vestem-se usando estas mesmas cores.) Actualmente foram substituídos por plástico sendo os antigos uma raridade que o Katrina tornou preciosa. De um lado têm gravado uma alusão ao tema da parada, do outro têm o emblema do krewe. Cada krewe tem uma imagem distinta pelo que rapidamente se transformam em objectos de colecção. Na parada de Baco o Rei atira dobrões com a imagem da celebridade que nesse ano é Rei da parada, sendo por isso muito cobiçados. As máscaras de penas são igualmente muito populares neste Carnaval. Outra marca da tradição é o Bolo Rei amplamente consumido ao longo da quadra. A data de 6 de Janeiro, a décima segunda noite após o Natal, marca o início da quadra do Mardi Gras. É tradição festejar e confeccionar o Bolo Rei em honra dos Três Reis Magos que levaram presentes ao menino Jesus naquela data. Dentro do bolo é colocado um pequeno bebé de plástico, antigamente de porcelana ou até de ouro. A quem calhar incumbe no ano seguinte organizar a festa do Bolo Rei. Este bolo aromatizado com noz moscada e canela é decorado com açúcar nas cores típicas do Mardi Gras, púrpura, verde e dourado. Para leitura na língua original, mais detalhada, sigam o link!

2 comments:

Capitão-Mor said...

Creio que não voltará a ser o mesmo depois da calamidade que assolou a cidade. Também gostaria de conhecer o Carnaval de Veneza...

akis said...

hello from greece
Very nice your posts.
In my blog u can enjoy my pics from lisboa.Nice city,nice people.
Hope to see u there...
akis

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...