11/15/06

ALERTA LARANJA



Alerta laranja para o estado do tempo, alerta vermelho para o meu estado de espírito. Estes rigores de Outono mascarado de Inverno abalam a minha predisposição para quase tudo. Dou comigo a fazer funcionar a máquina de café várias vezes durante a tarde para compensar a abulia. Em vão olho para a folha de papel branco sobre a mesa. Já foi quase meio bloco para o lixo e nada surge que se aproveite. O lápis gira louco na minha afiadeira em forma de peixe. Não que habitualmente a folha se preencha sem esforço, mas hoje, nada surge. Um dos meus sonhos é seguir o Verão, voar para outro lugar quando chega o Outono. Um dia escrevi um poema com este título e tudo. Seguir o Verão. Fui buscar um CD para amenizar a tempestade que se abateu sobre mim. Save room for my love/Save room for a moment to be with me...Legend em segunda vez, punhado de canções boas para bandas sonoras de cenários românticos. Voz morna e adocicada, aconchegante, sexy. Piano mas também guitarras. Não tenho o primeiro CD que lançou, o muito celebrado Get lifted. Este ouve-se bem, muito bem, aliás. E ali pelo meio até parece a voz do Jeff Buckley, que raio de assombração, uma boa assombração na verdade pois Buckley era extraordinário. Legend. Como é que alguém se sente à vontade com este nome se não tiver nascido com ele?!! Lá fora a chuva incessante esmaga-se contra a vidraça, acendo mais uma luz pois a tarde é quase noite. A folha em branco. A inspiração tarda e o CD gira as suas melodias imensas de soul e travo pop. A evasão resvala para o quase possível. Sigo o Verão…

7 comments:

Paula Raposo said...

Obrigada pelas palavras deixadas nas romãs. Um abraço.

40 said...

Achas o Herberto assim tão complexo?
Eu "passo-me" com a poesia dele, embora tenha um grande respeito por outras obras poéticas, como a de José Gomes Ferreira ou a de Miguel Torga.
Também gosto do Pessoa, sobretudo Alberto Caeiro.

40 said...

Já vi que estás "online"...
Também gosto de Ruy Belo, embora não tanto como os que referi. É uma questão de estilo...
Ainda bem que começaste a gostar de poesia.
A poesia transporta-nos para "lugares" que os outros géneros literários, por assim dizer, não conseguem.

40 said...

Já me esquecia...
É bom encontrar alguém como tu neste por vezes oco mundo "blogosférico".

Psicopato Donald said...

40: o teu blog não vale um chavo

Jorge Ortolá said...

Já estás linkada.
está tudo bem ? E o trabalho, muito?
O logo está a fazer um sucesso. Obrigado
Beijos

dodos said...

"... voar para outro lugar quando chega o Outono"
Is it the cold or the darkness you dislike most?

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...